Little Lulu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Little Lulu
Tira diária
La Pequeña Lulú en una escena de 'A Bout With a Trout'.png
Luluzinha em uma cena de "A Bout With a Trout"
País de origem  Estados Unidos
Língua de origem inglês
Editora(s) Saturday Evening Post
Primeira publicação 23 de fevereiro de 1935
Género(s) Humor
Autor(es) Marjorie Henderson Buell

Luluzinha (em inglês: Little Lulu) é uma personagem feminina de histórias em quadrinhos e desenhos animados norte-americana criada pela cartunista Marjorie Henderson Buell no ano de 1935.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Foi criada em 1935 por Marjorie bundisHenderson Buell, conhecida como Marge. A primeira aparição da personagem foi num cartoon que mostra a menina em frente aos noivos jogando cascas de banana no corredor duma igreja durante uma cerimônia de casamento. Seus cartoons, inteiramente desenhadas por Marge eram publicadas no jornal The Saturday Evening Post até 1945. Durante este período também foram lançados alguns livros com brincadeiras e passatempos com a personagem e seu amigo Bolinha para o público infantil. Em 1945, foi lançada pela Dell Comics (sob licença da Western Publishing Company), a sua própria revista em quadrinhos, com roteiros e desenhos de John Stanley. Após algum tempo, Irving Tripp assumiu a parte artística, deixando Stanley apenas com os roteiros. Inicialmente tentou-se manter os mesmos traços de Marge, mas com o tempo, ocasionou um visual mais simples, juntamente com o modo dócil e apaziguador. Luluzinha já teve diversos desenhistas, pois há pelo menos quatro estilos. Na década de 70, os direitos de publicação dos personagens para as revistas foram revertidas para selos da Western Publishing Company: Gold Key e a Whitman Comics. A revista foi editada nos Estados Unidos até 1984.Erro de citação: Elemento de fecho </ref> em falta para o elemento <ref>. As revistas fizeram grande sucesso e foram publicadas pela editora até 1972. A partir de 1973 passou a ser publicada pela Editora Abril, que lançou ao longo dos anos outros títulos com os personagens como: Almanaque da Luluzinha, As Viagens de Lulu e Bolinha, Lulu e Bolinha Especial, entre outros, tendo inclusive histórias produzidas por autores locais como Primaggio Mantovi (um dos responsáveis pelos roteiros de quadrinhos Disney).[1] No final dos anos 80, a Editora Rio Gráfica publicou um álbum de figurinhas com os personagens da turma. Já em 1989 a Abril lançou uma nova versão da revista, com novo grafismo e que circulou até 1994, ano que foi lançado As Melhores Histórias de Luluzinha e sua Turma, último título da série, que circulou até 1996.

Roberto Carlos e Erasmo Carlos compuseram a música "A Festa do Bolinha" que contava uma historinha com os personagens.

Nos anos 2000 a Editora Devir relançou em livros, as histórias em quadrinhos da personagem, originalmente produzidas em preto e branco.[2]

Os desenhos animados da turma foram inicialmente transmitidos na televisão brasileira pelo SBT nos anos 80 e também na Jetix. Little Lulu to Chitcha na Nakama (中村のリトル・ルル〜チッチャ) (série produzida no Japão). Desde a década de 2000, a Rede Globo vem exibindo eventualmente os curtas da série produzida no Canadá. A rede NGT, de São Paulo foi outra emissora que transmitiu os episódios dos anos 90 em sua programação até 2008. Além da Rede Record, nenhuma outra emissora brasileira exibiu os desenhos produzidos nos anos 40[3].

A distribuidora VideoBrinquedo, recentemente lançou uma série de DVDs avulsos ou em box com os episódios da turma.[4]

Em 2009, foi anunciada pela Ediouro uma versão adolescente em estilo mangá da Turma da Luluzinha, o nome da série é Luluzinha Teen e sua Turma[5]

Em 2011, a mesma editora e o selo Pixel, a partir de Março iniciou uma nova revista mensal da Luluzinha, em formatinho (13,5 x 19 cm), contendo todas as histórias originais da heroína mirim (produzidas entre 1945 e 1984)[6]. A primeira edição veio com um brinde especial: um almanaque com passatempos e apresentação dos personagens. Todas as páginas são coloridas, tanto do almanaque quanto da revista.[7]

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a Ediouro comprou os diretos de publicação, após o fim do contrato da Devir[6].

Em Maio do mesmo ano, a editora anunciou uma revista exclusiva para o Bolinha[3].

Em março de 2015 foi publicada a última edição de Luluzinha Teen e sua Turma.[1]

Anime[editar | editar código-fonte]

Luluzinha e Seus Pequenos Amigos
リトル・ルルとちっちゃい仲間
(Ritoru Ruru to Chitchai Nakama)
Anime
Direção Fumio Kurokawa
Estúdio Nippon Animation
Emissoras de televisão Japão ABC, TV Asahi
Exibição original 3 de outubro de 1976 – 3 de abril de 1977
Episódios 26
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

Luluzinha e Seus Pequenos Amigos (リトル・ルルとちっちゃい仲間, Ritoru Ruru to Chitchai Nakama?) foi um anime com 26 episódios, a série foi produzida pelo estúdio Nippon Animation e foi ao ar pela ABC e pela TV Asahi entre 3 de outubro de 1976 e 3 de abril de 1977 a série foi dirigida por Fumio Kurokawa e contou com os seyus Eiko Masuyama e Minori Matsushima dublando Luluzinha. Também foi exibido no Brasil pelo SBT entre os anos 1980.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Luluzinha: Eiko Masuyama (episódios 1-3) e Minori Matsushima (episódios 4-26)
  • Bolinha: Keiko Yamamoto
  • Plínio: Noriko Ohara
  • Carequinha: Yoneko Matsukane
  • Aninha: Junko Hori
  • Alvinho: Sachiko Chijimatsu
  • Mãe: Noriko Ohara
  • Pai: Masayuki Kato

Dublagem Brasileira Brasil[editar | editar código-fonte]

  • Vozes de elenco:
  • Sandra Mara Azevedo
  • Siomara Nagy
  • Isaura Gomes
  • Leda Figueiró
  • Márcia Gomes
  • Denise Simonetto
  • Thelma Lucia
  • Direção de vozes: Felipe Di Nardo, Potiguara Lopes
  • Músicas: Mário Lúcio de Freitas, Sarah Regina
  • Abertura: José Carlos Melero
  • Sonoplastia: Alexandre Costa
  • Operação de áudio: Manoel Duplas, Leonardo Bressan
  • Operação de VT: Wallace Santos, Edsinho França
  • Apoio técnico: Claudio Mingroni
  • Chefe de operações: Carlos Dorigatti
  • Supervisão: Salathiel Lage
  • Adaptação: Carlos Brisola, Renato de Aviz
  • Trilha sonora: SBT Discos e Fitas
  • Estúdio: Gota Mágica
  • Distribuição: ZIV Internacional INC

Popularidade[editar | editar código-fonte]

As personagens da turma no Brasil são bastante conhecidas atualmente, principalmente para quem já leu as revistinhas ou acompanhou os desenhos durante a infância, principalmente entre os anos 1950 e 1990.

Com isso, uma das expressões mais conhecidas e hoje relacionadas ao mundo desta turma é o "Clube da Luluzinha" que foi popularizada quando são realizadas reuniões particulares ou encontros somente entre mulheres, sem a presença dos homens. Da mesma forma, o termo "Clube do Bolinha" refere-se a grupos formados só por homens. Esta expressão também deu origem ao programa de auditório da Rede Bandeirantes de televisão Clube do Bolinha.

As bruxas Alcéia e Meméia são citadas na música "Bruxinha" do grupo Trem da Alegria.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Luluzinha nos Estados Unidos foi garota propaganda durante os anos 1940 e 1950 dos lenços de papel Kleenex. Nas embalagens, geralmente tinham jogos e passatempos com os personagens.
  • Nos anos 1980, foi realizada uma promoção conjunta entre as indústrias Gessy Lever e a Editora Abril, em que na compra de uma caixa do sabão em pó OMO poderia trocar nos supermercados por revistas em quadrinhos. Entre as revistas participantes havia a da Lulu e a do Bolinha.
  • O Diário da Lulu estreou no Brasil na década de 1970. Na revista de lançamento do quadro, vinha de brinde um caderno em forma de diário.
  • Luluzinha desde os episódios dos anos 1990 é dublada por Mabel Cezar, que atualmente trabalha nas chamadas da programação da Rede Globo.

Referências

  1. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome oitentaanos
  2. Luluzinha: Tarde de Domingo
  3. a b Carlos Costa sobre release (26 de maio de 2011). «Depois de Luluzinha, Bolinha também ganha HQ». HQManiacs 
  4. «Site Oficial da VideoBrinquedo». VideoBrinquedo 
  5. «Confira a capa do primeiro número de Luluzinha Teen». Universo HQ. português. 1 de junho de 2009. Consultado em 21 de novembro de 2009  |coautores= requer |autor= (ajuda)
  6. a b Marcelo Naranjo (4 de abril de 2011). «Luluzinha clássica, da Pixel, nas bancas». Universo HQ 
  7. Marcus Ramone (1 de fevereiro de 2011). «Luluzinha clássica de volta aos gibis mensais coloridos». Universo HQ 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]