Mackenzie Bezos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mackenzie Bezos
Nome completo MacKenzie Scott Bezos
Nascimento 7 de abril de 1970 (50 anos)
São Francisco, Califórnia
Nacionalidade norte-americano
Fortuna US$ 49,5 bilhões (junho de 2020)[1]
Cônjuge Jeff Bezos (c. 1993; div. 2019)
Filho(s) 4
Alma mater Universidade de Princeton (BA)
Ocupação Autora, ativista, filantropa

MacKenzie Scott Bezos (nascida Tuttle; 7 de abril de 1970)[2] é uma autora, ativista e filantropa americana. Ela serviu como diretora executiva da Bystander Revolution, uma organização anti-bullying que ela fundou em 2014.[3]

Nascida e criada em São Francisco, Califórnia, ela estudou na Universidade de Princeton em 1992, tendo aulas com a escritora Toni Morrison. Após se formar, Mckenzie trabalhou para a D. E. Shaw, uma empresa de fundos de investimento livre quantitativo, em Nova Iorque, como administradora assistente, de 1992 a 1994. Ela escreveu um livro, The Testing of Luther Albright, em 2005, que rendeu a ela o prêmio National Book Award no ano seguinte.[3]

MacKenzie se casou com o bilionário Jeff Bezos, fundador da Amazon e da Blue Origin, em 1993. Com seu divórcio, em 2019, ela recebeu uma parte da fortuna dele, imediatamente fazendo dela uma das mulheres mais ricas do mundo da noite para o dia.[4] Em junho de 2020, foi revelado pela revista Forbes que, graças ao acordo de divórcio, ela recebeu pelo menos US$ 38 bilhões de dólares, tornando ela a 22ª pessoa mais rica do mundo.[5] Ainda em 2020, ela assinou a Giving Pledge, se comprometendo a doar metade de sua fortuna para a caridade.[6]

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Filantropia[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de julho de 2012 Mackenzie Bezos e seu ex-marido Jeff Bezos pessoalmente doaram $2,5 milhões de dólares para a campanha política visando a derrubada da proposta conservadora (promovida pela Igreja Católica e pela Igreja Mórmon, entre outras) do referendo popular Washington Referendum 74 que é contrário à nova lei do casamento igualitário (i.e. casamento gay no civil, não no religioso) recentemente aprovada tanto pelas casas legislativas do estado bem como pelo executivo, pela governadora católica praticante Christine Greagoire.[7] Notóriamente Mackenzie Bezos e seu esposo passam a fazer parte do pequeno grupo de pessoas bilionárias fazendo donativos a favor do casamento homoafetivo no estado de Washington como, por exemplo, Bill Gates e Steve Ballmer da Microsoft Corporation.[8]

Referências

  1. «MacKenzie Bezos». Consultado em 8 de junho de 2020 
  2. Trotter, J.K. (22 de janeiro de 2019). «What we know, and don't know, about Jeff Bezos' religious beliefs». Insider. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  3. a b Johnson, Rebecca (20 de fevereiro de 2013). «MacKenzie Bezos: Writer, Mother of Four, and High-profile Wife». Vogue. Consultado em 6 de julho de 2020 
  4. Bromwich, Jonah Engel; Alter, Alexandra (12 de janeiro de 2019). «Who Is MacKenzie Bezos?». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 31 de maio de 2020 
  5. Business, Jordan Valinsky, CNN. «Jeff Bezos tops Forbes list of billionaires, again». CNN. Consultado em 3 de junho de 2020 
  6. Gren, Christy. «MacKenzie Bezos Signs The Giving Pledge and Pledges to give Half Her Fortune». Industry Leaders Magazine. Consultado em 13 de julho de 2019 
  7. Shear, Micheal D. (27 de julho de 2012). «Amazon's Founder Pledges $2.5 Million in Support of Same Sex Marriage». New York Times 
  8. Press, Associated (27 de julho de 2012). «Bezos Joins Billionaires In Gay Marriage Donations». CBS News Seattle 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]