Janet Yellen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Janet Louise Yellen
Janet Yellen em 2014
Nascimento 13 de agosto de 1946 (71 anos)
Brooklyn, Nova Iorque
Nacionalidade Estadunidense
Instituições Banco Central Norte-Americano (FED)
Campo(s) Economia

Janet Louise Yellen (Brooklyn, Nova Iorque, EUA, 13 de Agosto de 1946) é uma economista e professora norte-americana. Em 9 de Outubro 2013, ela tornou-se a sucessora de Ben Bernanke à frente do Federal Reserve Board (FED), nomeada a partir do 1 de Fevereiro de 2014. Em 6 de Janeiro de 2014 foi aprovada pelo Senado dos Estados Unidos por 56 votos a favor e 26 contra.[1] Janet Yellen começou simultaneamente um mandato de 14 anos como membro do Conselho de Administração que irá expirar em 31 de janeiro de 2024.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Yellen nasceu em uma família judia, em Brooklyn, Nova Iorque, filha de Anna (née Blumenthal) e Julius Yellen, um médico.

Antes da sua nomeação como Vice-Presidente da Reserva Federal, Yellen atuou como Presidente e Chief Executive Officer da XII Distrito Federal Reserve Bank, em São Francisco. Yellen é professora emérita da Universidade da Califórnia em Berkeley e tem sido um membro do corpo docente desde 1980.

Janet Yellen é membro tanto do Conselho de Relações Exteriores e da Academia Americana de Artes e Ciências. Ela atuou como presidente da Associação Econômica Ocidental, vice-presidente da American Economic Association e Fellow da Yale Corporation. Janet Yellen formou summa cum laude pela Universidade Brown com uma licenciatura em Economia em 1967, e recebeu seu Ph.D. pela Universidade Yale em 1971.

Professora assistente na Universidade Harvard entre 1971-1976, Yellen era a 'número dois' do Banco Central dos Estados Unidos e serviu como Economista no Conselho de Governadores da Reserva Federal em 1977 e 1978, e no corpo docente da London School of Economics 1978-1980. Janet Yellen tem escrito sobre uma grande variedade de questões macroeconômicas, enquanto especializada em causas, mecanismos e implicações do desemprego.[3]

Janet Yellen se despediu de Berkeley por cinco anos a partir agosto de 1994. Ela atuou como membro do Conselho de Governadores do Sistema da Reserva Federal até fevereiro de 1997 e, em seguida, deixou o Federal Reserve para se tornar presidente do Conselho de Assessores Econômicos até agosto de 1999. Ela também presidiu o Comité de Política Económica da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico 1997 - 1999.

Além de sua trajetória acadêmica, desempenhou cargos na Administração como presidente do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca sob o mandato de Bill Clinton entre 1997 e 1999, antes de sua ampla experiência no âmbito do Federal Reserve.[4]

Yellen é casada com George Arthur Akerlof, um ganhador do Prêmio Nobel, economista e professor emérito da Universidade da Califórnia, Berkeley. Seu filho, Robert Akerlof, é professor assistente na Universidade de Warwick.[5]

Caracteristicas e tarefas[editar | editar código-fonte]

Yellen era uma firme defensora das medidas agressivas do Fed para impulsionar a economia dos EUA, à medida que o país se esforçou para sair de uma severa recessão econômica. No fim de 2008, o Fed cortou as taxas de juros para perto de zero e desde então conduziu uma série de programas de grandes compras de títulos com o objetivo de manter os custos de empréstimos baixos.

O resultado tem sido a queda da taxa de desemprego do país, que atingiu 7 por cento em novembro, mínima em cinco anos, enquanto o ritmo de crescimento econômico também acelerou. A principal tarefa de Yellen será guiar o banco central na saída de seu estímulo extraordinário, reduzindo seu atual programa de compra de títulos. O banco central norte-americano reduziu o programa para 75 bilhões de dólares ao mês, ante 85 bilhões, no mês passado.[6] Em 2009 ela se tornou uma crítica do socorro financeiro.[7][8]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Senado confirma primeira mulher a dirigir Reserva Federal DN Online, 7 de janeiro 2014
  2. http://oglobo.globo.com/economia/janet-yellen-uma-keynesiana-frente-do-bc-dos-estados-unidos-10308620
  3. http://portugues.notimerica.com/economia/noticia-janet-yellen-presidira-reserva-federal-dos-estados-unidos-apos-alcancar-um-amplo-apoio-no-senado-20140107133557.html
  4. http://www.americaeconomiabrasil.com.br/content/janet-yellen-economista-que-previu-crise-de-2008
  5. http://www2.warwick.ac.uk/fac/soc/economics/staff/academic/akerlof/
  6. http://www.americaeconomiabrasil.com.br/content/senado-dos-eua-esta-pronto-para-confirmar-yellen-no-comando-do-fed
  7. In 2009 Janet Yellen Advocated For Breaking Up Big Banks, As Issue Becomes Salient Today
  8. Yellen: Wall Street Banks Breaking Up "Exactly What We Want To See Happen"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]