Oliver Wolcott Jr.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oliver Wolcott Jr.
24º Governador de Connecticut
Período 8 de maio de 1817
a 2 de maio de 1827
Tenente Jonathan Ingersoll (1816–1823)
David Plant (1823–1827)
Antecessor(a) John Cotton Smith
Sucessor(a) Gideon Tomlinson
Juiz do Tribunal de Circuito dos Estados Unidos pelo Segundo Circuito
Período 20 de janeiro de 1801
a 1 de julho de 1802
Nomeador por John Adams
Secretário do Tesouro dos Estados Unidos
Período 3 de fevereiro de 1795
a 31 de dezembro de 1800
Presidentes George Washington (1795–1797)
John Adams (1797–1800)
Antecessor(a) Alexander Hamilton
Sucessor(a) Samuel Dexter
Dados pessoais
Nascimento 11 de janeiro de 1760
Litchfield, Connecticut,
América Britânica
Morte 1 de junho de 1833 (73 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque,
Estados Unidos
Progenitores Mãe: Laura Collins
Pai: Oliver Wolcott Sr.
Alma mater Universidade Yale
Escola de Direito de Litchfield
Partido Federalista (antes de 1816)
Democrata-Republicano (1816–1833)
Profissão Advogado
Assinatura Assinatura de Oliver Wolcott Jr.
Serviço militar
Serviço/ramo Exército Continental
Anos de serviço 1777–1781
Batalhas/guerras Guerra de Independência dos Estados Unidos

Oliver Wolcott Jr. (Litchfield, 11 de janeiro de 1760Nova Iorque, 1 de junho de 1833) foi um advogado, juiz e político norte-americano que serviu nos gabinetes dos presidentes George Washington e John Adams, além de governador de Connecticut.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Wolcott nasceu no dia 11 de janeiro de 1760 em Litchfield, Connecticut, filho de Oliver Wolcott, Sr. e Laura Collins. Ele estudou na Universidade Yale e formou-se em 1778, mesmo tendo juntado-se ao Exército Continental durante a Guerra de Independência dos Estados Unidos, em que serviu como ajudante de campo de seu pai e quartel-metre. Wolcott deixou o exército em 1781 e estudou direito na Escola de Direito de Litchfield.[1]

Ele rapidamente passou a trabalhar no setor financeiro, servindo como membro do Comitê da Mesa de Pagamento entre 1782 e 1788, quando este tornou-se o Escritório de Controle de Contas públicas. Wolcott permaneceu como seu primeiro controlador até o ano seguinte, quando partiu para o nível federal e virou o primeiro auditor do tesouro federal. Dois anos depois ele alcançou a posição de controlador do Departamento do Tesouro.[1]

O presidente George Washington o nomeou em 1795 como Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, mantendo a posição até o final de 1800 na presidência de John Adams. Wolcott deixou o cargo depois de ser acusado por inimigos políticos de impropriedades. Adams o nomeou em 1801 como Juiz do Tribunal de Circuito, porém deixou a posição no ano seguinte.[1]

Wolcott estabeleceu em 1802 a firma de exportação Oliver Wolcott & Company, permanecendo no negócio até 1810 mesmo sua empresa tendo sido dissolvida cinco anos antes. Ele foi membro do conselho de diretores do Primeiro Banco dos Estados Unidos entre 1810 e 1811, estabelecendo no mesmo ano o Banco da América, local que trabalhou até 1814.[1]

Wolcott voltou para a vida política em 1817 ao ser eleito governador de Connecticut, servindo por dez mandados consecutivos até 1827. Nesse meio tempo também foi delegado da convenção constitucional estadual de Connecticut em 1818. Ele morreu aos 73 aos de idade em Nova Iorque no dia 1 de junho de 1833.[1]

Referências

  1. a b c d e «Oliver Wolcott Jr. (1795–1797)». Centro Miller. Consultado em 2 de abril de 2017. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.