Manuel Raimundo de Melo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Manoel Raimundo de Melo)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manoel Raimundo de Melo
Bispo da Igreja Católica
Bispo-emérito de Caetité
Atividade eclesiástica
Diocese Diocese de Caetité
Nomeação 18 de abril de 1914
Entrada solene 19 de março de 1915
Predecessor criação diocese
Sucessor Dom Juvêncio de Brito
Mandato 1914 - 1923
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 5 de novembro de 1894
Nomeação episcopal 18 de abril de 1914
Ordenação episcopal 21 de fevereiro de 1915
por Dom Jerônimo Tomé da Silva
Lema episcopal Per quem accepimus gratiam et apostolatum
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Capela
4 de fevereiro de 1872
Morte Recife
11 de março de 1943 (71 anos)
Nacionalidade brasileiro
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Manoel Raimundo de Melo (Capela, 4 de fevereiro de 1872 - 1945), foi um religioso católico brasileiro, ordenado bispo pelo então Cardeal Primaz do Brasil, Dom Jerônimo Tomé da Silva. Foi o instalador da Diocese de Caetité, no estado da Bahia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ordenado padre, foi vigário em Itabaiana.[1]

Dirigiu, em Aracaju, o colégio para meninos São Tomás de Aquino, um internato.[2] Em 27 de março de 1901 foi nomeado pároco da catedral de Aracaju, ali ficando até maio de 1904.

Já como monsenhor, na capital sergipana publicou um boletim intitulado A Diocese de Aracaju, a partir de janeiro de 1912.[3]

Em 1915 instala a Diocese de Caetité, no sertão baiano, sendo o seu primeiro bispo. Uma de suas realizações foi a construção da sé catedral, dedicada a Senhora Santana.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Em Caetité Dom Manoel é nome de avenida e colégio.

A Academia Caetiteense de Letras dedicou-lhe o patronato da Cadeira 35, que teve por fundador o radialista Luís Pereira Benevides.[4]

Referências

  1. Histórico de Capela[ligação inativa] (acesso em janeiro de 2008)
  2. BARRETO, Luís Antônio[ligação inativa], "Na virada do século a demonstração de fé", histórico sobre Aracaju (acessado em janeiro de 2009)
  3. Informe[ligação inativa], s/a (acessado em janeiro de 2009)
  4. Institucional (s/d). «Patronos: D. Manoel Raimundo de Melo». Academia Caetiteense de Letras. Consultado em 26 de outubro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.