Marga López

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marga López
Marga em junho de 2002.
Nome completo Catalina Margarita López Ramos
Nascimento 21 de junho de 1924
San Miguel de Tucumán, Tucumán, Argentina
Morte 4 de julho de 2005 (81 anos)
Cidade do México, D.F., México
Ocupação Atriz
Atividade 19452003
Cônjuge Carlos Amado (19411961)
Arturo de Córdova (19641973)
IMDb: (inglês)

Catalina Margarita López Ramos (San Miguel de Tucumán, 21 de Junho de 1924Cidade do México, 04 de Julho de 2005) foi uma atriz argentina naturalizada mexicana. Seus pais eram Pedro López Sánchez e Dolores Ramos Nava, e ela teve seis irmãos: Juan, Miguel, Dolores, Pedro, Maria e Manuel.[1] Marga faleceu aos 81 anos de idade, vítima de problemas cardíacos. Participou de mais de 100 novelas, mini-séries e filmes ao longo de 7 décadas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marga estreou no show business na Argentina ainda criança, com seus irmãos no grupo conhecido como "Los Hermanitos López". Em 1936 eles percorreram a América Latina incluindo o México. Lá ela conheceu seu futuro marido Carlos Amador, um produtor cinematográfico, com quem ela casou duas vezes, em 1941 e em 1961. Eles tiveram dois filhos, Carlos e Manuel. Em 1964, ela casou com ator Arturo de Córdova, que morreu em 1973.

Sua filmografia é muito extensa. Ela apareceu em mais de 80 filmes durante a Idade do Ouro do Cinema do México, a partilhou créditos com Pedro Infante, Ernesto Alonso, Tin Tan, Amparo Rivelles. Sua estréia foi no filme o papel de uma garçonete no filme "El Hijo Desobediente", dirigida por Humberto Gómez Landero, em 1945. Em 1959 Marga López compartilhou cenas com Rita Macedo, no filme "Nazarín" de Luis Buñuel.

Marga López, foi sempre atuante no teatro, atuando em 2001, em "Al final del camino" uma obra escrita por seu irmão, Manuel Lopéz Ramos e dirigida por Otto Sirgo. Participarou na televisão em váris telenovela como El privilegio de amar, Carita de ángel e El Manantial. Em 2003 iInterpretó o papel da avó de Kate del Castillo e mãe de Diana Bracho na telenovela Bajo la misma piel, muito bem sucedida, ela representou uma avó que tinha uma doença terminal, mas na luta diária contra a doença especialmente para não preocupar a família.

No ano de 2004 Marga se fez presente, no (Cuarto Festival de Cine Independiente El Chamizal), em El Paso, no Texas e em Ciudad Juárez, estado de Chihuahua.

Em 2005, ela sofria de enfisema pulmonar e teve episódios de bronquite aguda. Reportado, Marga era fumante e não desistiu do tabaco até 2004. Na terça-feira, 19 de Abril de 2005, ela sofreu um ataque cardíaco, durante um check-up em um hospital na Cidade do México. Ela faleceu em 4 de julho de 2005, de arritmia cardíaca.

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • Los tres García (1946)
  • Vuelven los García (1946)
  • Cartas marcadas (1947)
  • Azahares para tu boda (1950)
  • Un rincón cerca del cielo (1952)
  • Ahora soy rico (1952)
  • La tercera palabra (1955)
  • Nazarin (1959)
  • Cri-Crí, el grillito cantor (1963)
  • Juventud sin ley (1964)
  • Hasta el viento tiene miedo (1967)
  • El libro de piedra (1968)
  • El profe (1970)

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Silver Ariel
Melhor atriz coadjuvante: Soledad (1947)
  • Silver Ariel
Melhor atriz: Salón México (1949)
  • Silver Ariel
Melhor atriz: La Entrega (1954)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Morre a atriz mexicana Marga López (Terra.com.br) acessado em 22 de abril de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]