Te sigo amando

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde novembro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Te sigo amando
Te sigo amando
Sigo amando (PT)
Sigo Te Amando (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 45 minutos;(segunda a sexta)
Criador(es) Delia Fiallo
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Miguel Córcega
Mónica Miguel
Produtor(es) Carla Estrada
Elenco Sergio Goyri
Magda Guzmán
Luis José Santander
Claudia Ramírez
María Rojo
Yadhira Carrillo
ver mais
Tema de abertura "Te sigo amando", de Juan Gabriel

Brasil Teu beijo de Familia Lima

Exibição
Transmissão original México 18 de novembro de 1996 - 25 de abril de 1997
N.º de episódios México 115
Cronologia
Último
La antorcha encendida (22:00)
Sentimientos ajenos (21:00)
Pueblo chico, infierno grande as (22:00)
La jaula de oro as (21:00).
Próximo

Te sigo amando (no Brasil: Sigo Te Amando) foi uma novela mexicana produzida pela Televisa e exibida entre 18 de novembro de 1996 e 25 de abril de 1997, num total de 115 capítulos.

Inicialmente era exibida às 22h, mas a partir de 6 de janeiro de 1997 foi transferida para às 21h30, devido à estreia de Pueblo chico, infierno grande às 22h.

Foi produzida por Carla Estrada, com um roteiro original de Delia Fiallo, a trama fala sobre uma menina rica que, para salvar a sua família da pobreza e da ruína, é obrigada a casar-se com um fazendeiro milionário e cruel. Mas ela sente amor por outro homem.

A trama é protagonizada por Claudia Ramírez e Luis José Santander e antagonizada por Sergio Goyri e Olivia Collins.

No Brasil, foi exibida no SBT entre 17 de julho[1] à 20 de novembro de 2000,[2] substituindo Kassandra e sendo substituída por Maria Isabel. Recentemente, a novela foi lançada em DVD pela Televisa.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Essa é a história de uma mulher feita de mercadoria por sua avó, e que lutará para ser feliz, mesmo seu destino parecendo ser o pior.

Num povoado do interior, o poder tem um nome: Inácio Aguirre. Esse rico fazendeiro comanda a tudo e a todos, e sempre gosta de ter seus desejos realizados. Inácio vive em Arroio Negro, propriedade de sua família, e chefiada por ele desde a morte dos pais. Também vive com ele sua irmã, a indomável Letícia, uma mulher sensual e de forte caráter, que tem um caso com o peão Lúcio. Junto a eles, vive a babá da família, que criou Inácio e Letícia desde a morte dos pais: a fiel Justina, uma mulher boa e generosa.

Inácio detém as dívidas da família Torres Quintero, e chantageia a matriarca, D. Paula, uma mulher dominadora, mas atormentada pela visível falência. Ela controla com mãos de ferro a vida de seus dois netos: Alberto, que se formou em medicina para agradar à avó, e em função disse, tornou-se um homem fraco que afoga suas mágoas no álcool, e a doce Luiza, uma jovem que vive fora do povoado, estudando em uma escola de freiras. Paula guarda um segredo: Marina, a mãe de Alberto e Luiza, está viva.

Para cobrar as dívidas da família, Inácio deseja Luiza como forma de pagamento. Ele está apaixonado há muito tempo por ela e deseja casar-se com Luiza. Sem pensar duas vezes, Paula manda Luíza voltar do colégio para concretizar o pagamento.

Longe dali, na capital, vive o bem-sucedido médico Luis Angel Zaldívar, que desenvolveu uma moderna técnica de ortopedia. Luis Angel está muito feliz, pois vai se casar com Beatriz, porém no dia do casamento, uma fatalidade acontece: um antigo amor dela, invade a igreja, e a mata, destruindo a felicidade do médico.

O casamento de Inácio e Luiza enfrenta muitos inimigos, a começar pela própria Luiza, que se nega a casar com um homem que não ama. Além disso, Luiza já percebeu que Inácio é um homem déspota e violento. Alberto também é contra, pois deseja a felicidade da irmã. Letícia vê na presença de Luiza, uma ameaça, pois teme perder espaço na fazenda. E também Felipa, empregada da fazenda, uma espécie de bruxa, amante de Inácio e muito apaixonada por ele.

Luiza está decidida a não se casar, e comunica a Inácio, que se nega a aceitar. A situação deixa Inácio bastante humilhado, pois ele havia comunicado a toda cidade seu casamento. Porém, incansavelmente, Inácio vai tratar de convencer Luiza a força.

Em uma ocasião, ele a persegue com seu cavalo pela fazenda. Assustada, Luiza atira uma pedra em Inácio, que sem querer, atinge o cavalo, que derruba Inácio e o arrasta pelo chão. Muito ferido, ele é levado de emergência ao hospital e tem que ser operado com urgência. Como Alberto é o único médico presente, mesmo completamente embriagado, é obrigado por Inácio a operá-lo. A operação, porém, resulta em um fracasso e Inácio fica paralítico.

Inácio ameaça Luiza de colocar Alberto atrás das grades. Sem outra alternativa, Luiza cede a Inácio e se casa com ele. Entretanto, mal está começando o calvário dela. Inácio quer a todo custo ter relações com a esposa, que se nega, e ele, tampouco consegue, por seu problema. Como castigo, Luiza é proibida de sequer sair de Arroio Negro, virando uma prisioneira.

Inácio tenta inúmeras vezes atacá-las, e Luiza já não aguenta mais. Felipa decide ajudar Luiza a fugir da fazenda. Com o auxílio de Teresa, a melhor amiga de Luiza, ela compra uma passagem e foge para Porto Escondido, um balneário.

Teresa é uma jovem simples, afilhada do Padre Murilo, bastante doce e romântica, e que está apaixonada por Alberto, que a princípio, não se dá conta dos sentimentos dela, mas acaba percebendo. Os dois então começam um namoro.

Luiza se sente livre, mas não consegue ficar tranquila pensando no que pode acontecer. Luis Angel também está em Porto Escondido, se recuperando da dor da morte de Beatriz (que ele descobriu que não era o que ele pensava). Luiza está na praia, nas pedras, e cai na água. Luis Angel tem a impressão de que ela pretende se matar e a salva. Luis Angel fica impressionado com sua beleza e intrigado com o mistério que a rodeia.

Apesar de agradecida, Luiza o trata com frieza. Luis Angel quer conhecê-la, e ela dá o nome falso de “Marina” (como o de sua mãe). O médico se aproxima de Marina, e pouco a pouco, ela passa a confiar nele, a ponto de que os dois se apaixonam e vivem dias inesquecíveis.

Pressionado por Inácio, que o mantém como prisioneiro na fazenda, Alberto é enviado a Porto Escondido para buscar Luiza, quando surge a pista de que ela estaria ali. Alberto encontra a irmã feliz ao lado de Luis Angel, e volta para Arroio Negro, dizendo que não a encontrou. Inácio, furioso, tem certeza de que Alberto o engana. Inácio chantageia Alberto, até que ele revela que encontrou Luiza.

Alberto volta a Porto Escondido e a traz de volta, ainda mais porque Paula passou muito mal. Luiza vai embora sem dar explicações a Luis Angel, quando ele procura por sua “Marina”, descobre que ela foi embora com um rapaz. Novamente decepcionado, ele vai embora, mas não consegue esquecer sua amada.

Luiza está de volta a Arroio Negro, e seu inferno recomeça. Luiza volta mais forte e menos insegura, e Inácio percebe sua mudança de atitude. Luiza deixa claro que irá ficar, desde que Inácio devolva as escrituras da casa de sua avó e isente Alberto da responsabilidade da operação. Sem alternativa, Inácio aceita, preparando uma terrível vingança para ela. Entretanto, Luiza e Alberto continuam “prisioneiros” na fazenda.

Letícia começa a plantar a ideia na cabeça de Inácio que essa mudança de Luiza se deve a algum amante que ela deve ter tido em Porto Escondido. Inácio passa a acreditar que se ele voltar a andar, Luiza passará a amá-lo, então decide não poupar tempo nem dinheiro para conseguir isso.

Na fazenda, Luiza conhece Ofélia e Lázaro, uma senhora e um garoto loucos, tratados como mendigos por todos. Porém, há um segredo que apenas Justina sabe: Ofélia, na verdade, é a mãe de Inácio e Letícia. Anos atrás, no acidente que matou o pai de Inácio, Ofélia conseguiu sobreviver, porém entrou num choque profundo e perdeu a razão, e retornou apenas anos depois. Entretanto, Inácio, desconhecendo a realidade, odeia Ofélia, e sempre que pode, a humilha e a maltrata, assim como Letícia.

Enquanto isso, na capital, a mãe de Alberto e Luiza, Marina, morre atropelada. Luis Angel descobre que em seu hospital, morreu uma mulher chamada Marina Hinojosa, e ele fica bastante intrigado, pois aquela não é a mulher que ele ainda segue amando. Dessa mulher, Luis Angel fica com um amuleto, onde há a foto de duas crianças (Alberto e Luiza, na verdade).

Inácio, por meio de um jornal, conhece o revolucionário tratamento de Luis Angel. Luiza toma um susto quando Inácio pede que ela o acompanhe a ver esse médico. Luiza se nega, causando o estranhamento de todos. Inácio, cada vez mais convencido de que Luis Angel tem que curá-lo, manda Letícia a capital para que ela ofereça a fazenda como hospedagem e uma fortuna para que ele se encarregue do seu tratamento. Luis Angel se interessa pelo caso e decide aceitar. Letícia se interessa por Luis Angel.

Paula, por meio de Alberto, descobre o romance proibido de Luiza. Ela procura Luis Angel e revela toda a verdade sobre sua neta, dizendo que ela é uma mulher casada. Paula mente para o médico, dizendo que a neta está na Europa e que é louca, por isso aconteceu o que aconteceu. Luis Angel, entretanto, tem certeza que isso é uma mentira. Paula, porém, não diz a Luis Angel que o marido de Luiza é Inácio Aguirre.

Luis Angel chega a Arroio Negro e logo toma um susto ao encontrar em sua frente a Luiza. Os dois dissimulam na frente dos outros, omitindo que se conhecem. Letícia está decidida que Luis Angel é o homem ideal para ela, e passa a dar em cima dele, causando a raiva de seu amante, Lúcio. Inácio simpatiza com Luis Angel, mas desconfia que ele e Luiza já se conheçam. Ela nega.

O médico busca sua amada, pede uma explicação, mas Luiza tenta a todo custo, evitá-lo, para não causar uma tragédia. Luis Angel finalmente a encurrala, e ela explica tudo o que passou, desde o casamento até os dias em Porto Escondido. Luiza admite para Luis Angel que ele é o único amor de sua vida. Conforme o tempo avança, Inácio é examinado por Luis Angel e tem a esperança de poder voltar a caminhar. Entretanto, Luis Angel começa a perceber quem Inácio é na realidade.

D. Paula é chantageada pelo amante de Marina, que diz que irá contar para Alberto e Luiza toda a verdade sobre Marina, que eles acreditavam estar morta. Sem saída, ela recorre a Inácio, que novamente, volta a tê-la em suas mãos.

Letícia averígua com Stela, a irmã de Luis Angel, a história sobre a mulher com a qual ele viveu um amor em Porto Escondido. Letícia e Inácio estão certos que essa mulher era Luiza.

Luiza e Luis Angel começam a viver em Arroio Negro como amantes, sempre as escondidas, mas isso não é segredo para Felipa, que os flagrou. Certo dia, Luiza desmaia e Justina acha que ela está grávida, mas Luiza não quer aceitar.

Inácio é operado por Luis Angel. A operação é um sucesso, mas antes é necessário que ele faça fisioterapia para se reabilitar totalmente. Entretanto, Inácio cada vez mais suspeita de que Luiza e Luis Angel têm algo. Porém, Letícia descobre o romance dos dois, e a princípio, finge que vai apoiar o casal. Para isso, Letícia até chega a dizer a Inácio que Luis Angel e ela estão apaixonados. Isso desata a fúria de Lúcio.

Chega na fazenda Artur, o tio de Inácio, e logo ele reconhece Ofélia. No passado, ele foi apaixonado por ela, e decide levar Ofélia do povoado para que se trate e recupere a lucidez.

Luis Angel começa a achar que Inácio e Luiza não são o casal em crise que ele pensava. Em um momento de incerteza, ele tem uma ardente noite de amor com Letícia, provocando a decepção de Luiza. Depois disso, Luis Angel decide ir embora de Arroio Negro.

Antes de levar Ofélia a capital, Artur aparece frente a Inácio para dizer a verdade sobre sua mãe. E, claro, Inácio não aceita e expulsa os dois de sua casa.

Luis Angel volta a Arroio Negro, pois Luiza está doente. Até que Paula o vê por lá e descobre a farsa. Na mesma hora, a senhora conta tudo para Inácio, e Luis Angel, com valentia, confessa a verdade. Inácio quase mata o rival, mas Luiza se coloca entre os dois para impedir o pior.

Luiza faz um acordo a sós com Inácio: para poupar a vida de Luis Angel, mente para ele dizendo que quer ficar com o marido e pede que ele vá embora da fazenda. Ainda assim, Inácio pede a dois peões que matem Luis Angel, mas eles deixam o médico escapar com vida, para o ódio do patrão.

Depois da partida de Luis Angel, Letícia descobre que espera um filho de Lúcio, mas mente dizendo que o pai é Luis Angel. Aí então Luiza e Letícia se declaram guerra.

Inácio pede uma nova oportunidade de Luiza, mesmo agora sabendo do filho que ela espera. Mas Luiza acredita em Inácio, sem se dar conta de que ele só planeja ganhar sua confiança para fazê-la sofrer mais.

Alberto quer se vingar de Inácio, fazendo com que ele perca seu gado. Inácio, sem se importar com as conseqüências, manda matarem Alberto. Esse é mais um terrível golpe para sua irmã. Luiza novamente se coloca contra Inácio, e declara o ódio que sente por ele.

A bruxa Felipa, a mando de Inácio, prepara um suco envenenado para Luiza perder o bebê, mas quem bebe é Letícia, ficando sem seu bebê. Entretanto, procura Luis Angel como se nada houvesse acontecido. Letícia está na capital, e Lúcio a procura, dizendo para Luis Angel que ele pode ser o pai do bebê. Para evitar um engano, Luis Angel diz a Letícia que vai querer uma prova de DNA quando o bebê nascer. Lúcio, cada vez mais cheio de ódio, persegue Luis Angel pela estrada, provocando um acidente, onde o médico tem uma séria complicação na mão, tendo que ficar sem operar por um largo tempo.

Justina tem de ausentar de Arroio Negro para visitar Ofélia na capital. É nessa época que Luiza dá a luz ao seu filho. Felipa e Inácio são os únicos que estão na casa. Inácio manda Felipa matar o bebê. Mas Letícia impede o assassinato, e leva o bebê como se fosse seu. O retardado Lázaro é a testemunha dessa armadilha.

Quando Luiza acorda, Inácio mente que seu bebê morreu e que já foi enterrado. Luiza sente uma profunda dor, que quase não pode suportar. Ele a engana, fazendo uma falsa sepultura para a criança. Entretanto, Luiza tem um pressentimento de que seu filho não morreu.

O Padre Murilo intercede por Luiza, e finalmente Inácio não tem alternativa senão deixar a esposa ir embora de Arroio Negro.

Letícia aparece com o bebê de Luiza para Luis Angel. Por meio do exame, se comprova que ele é o pai. Mas Letícia coloca uma condição para que ele possa ver o bebê: que se case com ela.

Padre Murilo leva Luiza para um orfanato, onde ela irá trabalhar enquanto não se resolve sua situação. A senhora que cuida o filho de Luis Angel e Letícia sempre o leva para ver as crianças do orfanato, assim Luiza acaba conhecendo o bebê, sem ainda suspeitar que é seu filho.

Ofélia regressa a sua casa em Arroio Negro totalmente recuperada, mas Inácio a expulsa, pois ainda não a aceita como mãe. Ofélia, compreensiva, não quer mais ódio do filho e vai embora, entregando-lhe a sua parte da fazenda.

Letícia e Luis Angel se casam, mas ele a rejeita, pois segue amando Luiza. O casamento desde cara é um fracasso, pois Letícia é extremamente ciumenta, Luis Angel não a quer, e ela arruma um amante, Júlio.

Luiza encontra Letícia e estranha ao ver que ela tem um filho (Luiza sabia que ela havia perdido). Letícia inventa que adotou o bebê, mas Luiza está cada vez mais convencida de que esse bebê é seu filho.

Padre Murilo quer abrir o túmulo do bebê, mas Inácio lhe diz que ele está vivo. Para evitar que o segredo seja descoberto, Inácio atira nele, e o mata.

Tempos depois, no orfanato, Luiza reencontra Luis Angel. Ela diz que já não quer saber nada dele, pois já sofreu muito. É então que Luiza revela que teve um filho com ele, que nasceu morto.

Inácio finalmente consegue andar normalmente e está disposto a buscar a esposa. Mas não será preciso: D. Paula fica muito mal de saúde, e Luiza volta ao povoado para cuidar de sua avó. Lá, reencontra Inácio e deixa claro que não quer mais nada com ele. Os dois discutem, Paula tenta defender a neta, mas cai pelas escadas e morre. É então que Lázaro conta a verdade sobre o bebê para Luiza.

Inácio chantageia Luiza com o paradeiro de seu filho, pois ele sequestra o bebê para que Luiza vá até ele. Em meio a isso, a cidade inteira se revolta contra o assassino do Padre Murilo, e Inácio manda Lúcio para a cadeia em seu lugar.

Letícia acaba indo presa por haver roubado o filho de Luiza. Inácio ameaça o filho de Luiza com um revólver. Luiza cede a todas suas chantagens. A polícia aparece e cerca Inácio, assim como Luis Angel, Ofélia e Justina. Felipa incentiva Inácio a fugir, mas ele a mata. Porém, quando Inácio ia escapar com o bebê, Justina dá um basta nessa tormenta de maldade, e acerta um tiro certeiro em Inácio, que morre dizendo que ama Luiza. Justina acaba indo presa.

Tempos depois, Luiza e Luis Angel decidem repensar suas vidas, agora ela quer aproveitar um tempo com seu filho, os dois tomam rumos diferentes, mas sem antes pensar “sigo te amando”.

Produção[editar | editar código-fonte]

Carla Estrada vinha de seu enorme sucesso Lazos de Amor, e encarava agora uma novela em horário nobre. Um texto de Delia Fiallo, que havia sido um grande sucesso nos anos 80 com o nome de Monte calvario, seria agora a base para a nova investida de Carla: Te sigo amando.

A novela foi um sucesso, obteve muitos elogios de público e de crítica. Esse êxito deveu-se muito, justamente, à nova adaptação, feita agora por René Muñoz. Ele pegou a boa sinopse original, e agregou elementos, que a tornaram uma história mais envolvente e tensa que a original. A original seguia um estilo mais romântico e leve. Te sigo amando tornou-se uma novela tipicamente qualificada como um “drama rural”, com os tradicionais vilões dominantes, heroínas sofredoras e muitas tragédias, o que tornou a novela mais densa.

Mas a verdade é que Delia Fiallo, autora do texto original, foi quem mais torceu o nariz para a nova versão. Segundo ela, a nova versão estava muito violenta, e não condizia com a história que havia escrito anos atrás. Além disso, criticou a escolha da protagonista, Claudia Ramírez, julgando que ela era pouco bela para interpretar a heroína da história.

Outra reprovação quanto ao elenco esteve na escalação de María Rojo para viver Felipa. Segundo Delia, Felipa deveria ser uma mulher mais bela e mais jovem. Anos depois, em Mariana de la noche, outra adaptação de um texto seu para a televisão, ela novamente falaria mal da escolha de María Rojo para um papel, pelos mesmos motivos. Delia Fiallo teceu fortes declarações negativas a respeito de Te sigo amando na imprensa, mas isso não impediu que a novela fizesse bastante sucesso.

Destaques do elenco

O elenco também esteve bastante afiado. Mas foi Sergio Goyri quem se sobressaiu fazendo de seu Ignácio Aguirre um vilão inesquecível. Sua interpretação foi muito marcante, tanto que até hoje ele é considerado um dos melhores vilões de telenovelas em todos os tempos. Sua atuação como Ignácio lhe rendeu o Prêmio TVyNovelas 1998 de Melhor Ator.

Claudia Ramírez, como a sofrida Luísa (Yulissa, no original, que renderia o primeiro nome da novela: Yulissa, Mi Amor) também esteve muito bem. Ainda que não demonstrou muita química com seu galã, o venezuelano Luis José Santander, que viveu Luis Ángel. Surpreendente o final da novela, onde Luísa e Luis Ángel não ficavam juntos! O título da novela fez sentido ao final da história, quando os dois protagonistas se afastam, olham para trás e dizem: “Te Sigo Amando”. Esse final foi bastante elogiado devido a surpresa que causou. Mas na realidade, não havia um motivo tão contundente para que os dois não pudessem ficar juntos.

A primeira atriz Katy Jurado esteve soberba como Justina, a governanta e babá de Ignácio. Uma atuação a altura do prêmio de melhor primeira atriz, segundo a Revista TVyNovelas. Foi o último papel de Katy Jurado na televisão, já que ela viria a falecer de um ataque cardíaco em julho de 2002. Até então, Katy havia sido a única atriz mexicana a concorrer a um Oscar, feito que mais tarde Salma Hayek conseguiria.

Olivia Collins, vivendo Letícia, também se sobressaiu. A grande atriz María Rojo esbanjou talento como a empregada amargurada Felipa, amante de Ignácio e que odiava Luisa. Um dos motivos pelo qual odiava sua patroa era por acreditar que ela havia assassinado sua cobra amarela! Magda Guzmán e Osvaldo Benavides também chamaram a atenção como os loucos Ofélia e Lázaro. Um dos trabalhos mais comoventes foi o de Juan Manuel Bernal, como o alcoólatra Alberto, irmão de Luisa. Depois dessa novela, ele, Claudia Ramírez, Olivia Collins e Luis José Santander, não voltaram a aparecer em novelas da Televisa. Porém, Luis José Santander tenha uma atuação especial em Inocente de ti, de 2004, e Claudia Ramírez voltou à Televisa em 2014, ano em que interpretou Rebeca, a vilã de El color de la pasión, novela das 18h.

Exibição no Brasil

Enquanto na exibição original, pela Televisa, o tema principal, interpretado por Juan Gabriel, foi um dos mais bem-sucedidos da história das novelas, de tão marcante que foi, aqui, este tema foi trocado pelo hit "Teu Beijo", da Família Lima. Mas, assim como lá, o tema de abertura ficou marcante no Brasil.

E não foi só: Te sigo amando (aqui, Sigo te amando) garantiu uma boa audiência, derrubada por sua antecessora, a venezuelana Kassandra, o que garantiu a criação da faixa Tarde de Amor, que se consolidou em 2001. Teve uma media geral de 9 pontos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Premios TVyNovelas 1998[editar | editar código-fonte]

Categoria Nomeado(a) Resultado
Melhor telenovela Carla Estrada Nomeada
Melhor atriz protagonista Claudia Ramírez Nomeada
Melhor ator protagonista Sergio Goyri Ganhador
Melhor primeira atriz Carmen Montejo Nomeada
Katy Jurado Ganhadora
Melhor ator de reparto Juan Manuel Bernal Nomeado
Melhor ator juvenil Osvaldo Benavides Ganhador
Melhor história ou adaptação René Muñoz Nomeada
Melhor direção de cena Miguel Córcega Ganhador

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. SBT estreia nova novela - Folha de S.Paulo, 16 de julho de 2000 - caderno TVFolha, página 16
  2. PROGRAMAÇÃO - Folha de S.Paulo, 20 de novembro de 2000 - Ilustrada, página E-6