La mentira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Se procura por outros significados, veja La mentira (desambiguação).
 Nota: "A Mentira" redireciona para este artigo. Para o filme, veja Easy A.
La Mentira
A Mentira (PT/BR)
La mentira
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Romance
Duração 45 minutos
Criador(es) Caridad Bravo Adams
Elenco Kate del Castillo
Guy Ecker
Karla Álvarez
Luis Gatica
(ver mais)
País de origem México
Idioma original (em castelhano)
Temporadas 1
Episódios 100
Produção
Diretor(es) Sergio Cataño
Produtor(es) Carlos Sotomayor
Tema de abertura México "Me voy a quitar de en medio" por Vicente Fernández
Brasil "Vivendo de passado" por Bruno e Marrone
Exibição
Emissora original Canal de las Estrellas
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 13 de julho - 27 de novembro de 1998

La mentira (no Brasil e em Portugal, A mentira) é uma telenovela mexicana produzida por Carlos Sotomayor para a Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 13 de julho a 27 de novembro de 1998, em 100 capítulos, substituindo Rencor apasionado e antecedendo Ángela[1].

De autoria original da escritora mexicana Caridad Bravo Adams e baseada na telenovela La mentira, foi adaptada por Nora Alemán.

É protagonizada por Kate del Castillo e Guy Ecker[2], com atuações estrelares de Rosa María Bianchi, Blanca Guerra e Eric del Castillo e antagonizada por Karla Álvarez e Luis Gatica.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Virgínia (Karla Álvarez), é uma jovem má e ambiciosa, capaz de abortar seu filho e roubar o próprio noivo, Ricardo (Rodrigo Abed), e desprezá- lo para viver com outro homem, João (Sergio Basañez). Iludido pelo amor que sente por Virgínia, Ricardo se mata, para o desespero de seu irmão, Demétrio (Guy Ecker), que volta do exterior para se vingar. O problema é que o rapaz não sabe a identidade da culpada, tendo como pista um broche deixado pelo seu falecido irmão, indicando que o nome da moça começa com a letra V. Sobrinha dos ricaços Teodoro (Eric del Castillo) e Sara (Rosa María Bianchi), Virgínia é prima de Verônica (Kate del Castillo), que, ao contrario da vilã, é bondosa e vive sendo assediada por João. Louca de ciúmes, Virgínia inventa para Demétrio que Verônica foi a responsável pelo suicídio de Ricardo.

Demétrio traça um plano contra Verônica, que se apaixona por ele. Os dois se casam, e após a noite de núpcias, Demétrio se transforma em um homem rude. Verônica sofre nas mãos dele e vive um inferno em casa. Com o passar do tempo, ele também se envolve com a esposa, mas, mesmo assim, a trata com muita indiferença. Verônica descobre a farsa do marido e resolve se divorciar. Demétrio se declara apaixonado por ela, mas é tarde! No dia do casamento de João e Virgínia, Verônica apresenta provas contra a prima e desmascara a vilã diante de todos. Virgínia enlouquece e resolve acabar de vez com Verônica. A protagonista foge para a capital, para trabalhar com André (Tony Bravo), e se torna uma mulher poderosa. A executiva passa a ser cobiçada pelo sócio, mas João e Demétrio também continuam no páreo. Ao conhecer Miranda (Blanca Guerra), André desiste de conquistar Verônica, para viver um novo relacionamento.

Miranda revela ser a mãe de Verônica. Virgínia é absolvida dos crimes que cometeu por falta do provas. Revoltado, Santiago (Luis Gatica), amante de Virgínia, atira nela, ela não morre, mas fica tetraplégica. Santiago é preso. Virginia contrata Bocão pra prejudicar sua família mais ele é preso. João resolve esquecer Verônica ao perceber que ela ama Demétrio, e se envolve com a professora Nicole (Mayrín Villanueva). Verônica, por uma manipulação de Virgínia, pensa que tem câncer e que morrerá antes de terminar a gravidez. Mas, apesar de um parto complicado, dá à luz um lindo bebê e segue feliz com Demétrio. Virginia é presa mesmo na cadeira de rodas. Tudo termina no dia do batizado do filho de Demétrio e Verônica.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Kate del Castillo Verônica Fernandes-Negrete / Verônica Fernandes-Negrete de Assunção / Verônica Fernandes-Negrete Montesinos de Assunção
Guy Ecker Demétrio Assunção
Karla Álvarez Virgínia Fernandes-Negrete
Sergio Basañez João Fernandes-Negrete Monteiro
Rosa María Bianchi Sara Monteiro de Fernandes-Negrete
Eric del Castillo Teodoro "Téo" Fernandes-Negrete
Silvia Mariscal Letícia "Lety"
Luis Gatica Santiago Terrazas
Salvador Pineda Dr. Francisco Moguel
Tony Bravo André Belot
Carlos Cámara José "Pepe" Diez
Aaron Hernán Padre Pablo Williams
Mayrín Villanueva Nicole Belot
Blanca Guerra Miranda Montesinos
Gabriela Arroyo Maruquita
Tina Romero Irma de Moguel
Julio Bracho Carlos "Carlinhos" Jr.
Audrey Vera Karla
Israel Jaitovich Jacinto
Eduardo Iduñate Policial
Miguel Garza Ignacio Sosa
Claudia Elisa Aguilar Gildarda
Roxana Castellanos Jandira
Guillermo Rivas Professor Aguiar
Claudia Troyo Iracema
Vanessa Arias Beatriz "Betty"
Vicente Herrera Mauricio Perez
Gustavo Negrete Carlos
Alex Trillanes Marcos
Ximena Adriana Mosita
Sergio Reynoso Juiz Ernesto Salcedo
Elsa Cárdenas Helen
Liza Willert Sra. Gilbert
Rodrigo Abed Ricardo Prata
Estrella Lugo Laura
Eugenia Avendaño Guadalupe de Martínez
Alexandra Monterrubio Susana Blanquet
Ricardo Vera Produtor de TV

Exibição[editar | editar código-fonte]

No México[editar | editar código-fonte]

Foi reprisada pelo TLNovelas entre 9 de março e 24 de julho de 2009, substituindo Alborada e sendo substituida por Cañaveral de pasiones.[3] Voltou a ser exibida pelo mesmo canal entre 9 de novembro de 2020 e 18 de janeiro de 2021, substituindo Rosa salvaje e sendo substituída por De pura sangre.[4]

Foi reprisada pelo seu canal original entre 26 de dezembro de 2011 a 16 de março de 2012 substituindo Eva Luna[5].

Está sendo exibida pela segunda vez desde 22 de janeiro de 2024, substituindo El privilegio de amar, às 14h30.[6]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, foi exibida pelo SBT entre 8 de maio a 2 de outubro de 2000, em 100 capítulos, substituindo O Privilégio de Amar e sendo substituída por Esmeralda, às 20h30.[7]

Foi exibida pela primeira vez pelo canal pago TLN Network entre 20 de maio a 4 de outubro de 2013 substituindo O Privilégio De Amar e sendo substituída por Manancial.

Foi reprisada pela primeira vez pelo SBT entre 28 de março a 15 de julho de 2016, em 80 capítulos, substituindo Chaves[8].

Durante a primeira semana foi exibida às 13h45 apenas para os estados que não tem programação local, mas devido a baixa audiência a partir do dia 4 de abril de 2016, o SBT decidiu exibi-la para todo o Brasil, às 15h15, logo após o Casos de Família e abrindo a sessão das Novelas da Tarde.[9] Assim como fizeram com a reprise de Maria do Bairro, não houve substituta, ou seja, o horário foi fechado mais uma vez com essa reprise.

Foi exibida pela segunda vez pelo TLN Network entre 17 de outubro de 2016 a 3 de março de 2017 substituindo Ambição e sendo substituída por O privilégio de amar.

A novela estava disponível na Netflix com o nome "Corações Feridos"

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Foi exibida em Portugal pela RTP1 entre 09 de junho a 29 de setembro de 2000.

Audiência[editar | editar código-fonte]

No México[editar | editar código-fonte]

Em sua exibição original, a trama alcançou uma média de 28,7 pontos, um fenômeno para o horário das 17:00[10].

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira exibição de 2000, a trama alcançou média de 14 pontos para o SBT no horário das 20h15.[11] Sua reprise em 2016 teve média de 5,7 pontos[12].

Versões[editar | editar código-fonte]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio TVyNovelas 1999[editar | editar código-fonte]

Categoria Pessoa Resultado
Melhor telenovela Carlos Sotomayor Nomeado
Melhor ator protagonista Guy Ecker Nomeado
Melhor ator jovem Ganhador
Melhor atriz antagonista Karla Álvarez Nomeada
Melhor ator antagonista Luis Gatica Nomeado
Melhor primeira atriz Rosa María Bianchi Nomeada
Melhor primeiro ator Eric del Castillo Nomeado
Melhor atriz juvenil Kate del Castillo Nomeada
Debutante do ano Mayrín Villanueva Nomeada
Melhor historia ou adaptação Nora Alemán Ganhadora
Melhor cenografia Rocío Vélez Ganhadora
Melhor ambientação Rosalba Santoyo Ganhadora

Referências

  1. «La mentira, una historia de amor y venganza». El Telegráfo. 9 de abril de 2013. Consultado em 11 de fevereiro de 2023 
  2. «Kate del Castillo y Guy Ecker reviven su vida juntos en pantalla 20 años después». People en Español. 18 de janeiro de 2018. Consultado em 11 de fevereiro de 2023 
  3. «Estrenos Canal TLNovelas Marzo 2009». De Telenovelas. 20 de fevereiro de 2009. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  4. TIM, Televisa. «'La Mentira' regresa a Tlnovelas para revivir una gran historia de amor y venganza». Las Estrellas TV (em espanhol). Consultado em 18 de janeiro de 2024 
  5. «Hoy inicia la retransmisión de la telenovela La mentira en el Canal de las estrellas». Info Telenovelas. 26 de dezembro de 2011. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  6. TIM, Televisa. «Kate del Castillo regresa a las telenovelas tras 20 años de ausencia». Las Estrellas TV (em espanhol). Consultado em 18 de janeiro de 2024 
  7. «SBT estréia pastelão mexicano com vingança, morte e traição». Folha Online. 8 de maio de 2000. Consultado em 2 de abril de 2015 
  8. «SBT reestreia 'A Mentira', com protagonista brasileiro – Relembre a trama!». Área Vip. 23 de março de 2016. Consultado em 11 de fevereiro de 2023 
  9. «SBT altera horário de A Mentira e Casos de Família». boainformacao.com.br. Abril de 2016. Consultado em 15 de julho de 2016 
  10. «IBOPE: Rating De Las Telenovelas Por Horario». Telenovelas Board. 8 de julho de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2023 
  11. «Saiba qual a média das novelas do SBT de 2000 a 2008 :: Sbt Bahia». sbtba.webnode.com.br. Consultado em 23 de maio de 2016 
  12. «Relembrando A Mentira». Diário do Aço. 15 de julho de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.