Saltar para o conteúdo

Tres veces Ana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tres veces Ana
Três Vezes Ana (AO/MZ/BR)
Tres veces Ana
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Suspense
Drama
Duração 45 minutos
Baseado em Lazos de Amor, de Jorge Lozano Soriano
Desenvolvedor(es) Juan Carlos Alcalá
Elenco Angelique Boyer
Sebastián Rulli
David Zepeda
Pedro Moreno
Susana Dosamantes
Blanca Guerra
Eric del Castillo
Nuria Bages
Ramiro Fumazoni
Alfredo Gatica
Leticia Perdigón
Sachi Tamashiro
Luz María Jérez
Roberto Ballesteros
Alan Slim
Fabián Pizzorno
Laisha Wilkins
Ana Bertha Espín
Anahí Fraser
Olivia Bucio
Carlos de la Mota
País de origem México
Idioma original espanhol
Episódios 111
Produção
Produtor(es) Angelli Nesma Medina
Produtor(es) executivo(s) Angelli Nesma Medina
Tema de abertura "Se Puede Amar" por Pablo Alborán
Tema de encerramento "Me Duele Tu Ausencia" por David Zepeda
Exibição
Emissora original Univision Televisa
Formato de exibição 1080i HDTV
Transmissão original 22 de agosto de 2016 – 22 de janeiro de 2017
Cronologia
Programas relacionados Lazos de amor

Tres veces Ana (no Brasil: Três Vezes Ana) é uma telenovela mexicana produzida por Angelli Nesma Medina para Televisa. Foi exibida primeiramente nos Estados Unidos pela Univision entre 23 de maio a 24 de outubro de 2016, substituindo El hotel de los secretos e antecedendo Vino el amor, em 102 capítulos. Já no México, foi ao ar pelo Las Estrellas entre 22 de agosto de 2016 a 22 de janeiro de 2017, em 111 capítulos, substituindo Sueño de amor e antecedendo El Bienamado.[1] É um remake de Lazos de amor produzido em 1995.[2]

É protagonizada e antagonizada por Angelique Boyer interpretando as trigêmeas. Também é protagonizada por Sebastián Rulli e David Zepeda e antagonizada por Pedro Moreno, Carlos de la Mota e pelo primeiro ator Eric del Castillo; com as atuações estelares de Ramiro Fumazoni, Leticia Perdigón e Monika Sánchez e os primeiros atores Susana Dosamantes, Blanca Guerra, Ana Bertha Espín, Olivia Bucio, Luz María Jerez, Nuria Bages e Otto Sirgo.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Há 20 anos, durante uma viagem de carro com seus pais, as trigêmeas idênticas Ana Laura, Ana Lúcia e Ana Letícia (Angelique Boyer) sofrem um grave acidente e batem junto a um rio. Os resultados são catastróficos: os pais morrem, Ana Laura perde uma perna, Ana Lúcia é arrastada pela correnteza e somente Ana Leticia sai ilesa.

Soledade (Blanca Guerra), uma mulher que ficou muito triste depois da morte de sua filha, ajuda Ana Lúcia ao encontrá-la quase se afogando. Ela descobre que Ana Lúcia é a trigêmea perdida mas se aproveita de que a menina não tem nenhuma lembrança do acidente e de sua família para criá-la, a fazendo acreditar que é sua mãe.

Apesar de todos darem ela como morta, Ernestina (Susana Dosamantes), a avó e Mariano (Ramiro Fumazoni), o tio não se rendem e fazem o possível para encontrar Ana Lúcia, mas os anos se passam assim como a esperança de um dia encontra-la.

Quem nunca perde as esperanças de se reencontrar com sua irmã é Ana Laura, que se transformou em uma jovem linda e de bom coração, mas muito solitária e depressiva por causa de sua deficiência. Ana Letícia é completamente o contrário: uma mulher ambiciosa, caprichosa, chantagista e invejosa, que por nenhum motivo quer sua irmã de volta, pois isto significaria dividir sua herança, assim como a atenção e o amor de todos os que a rodeiam. Sobretudo o carinho de seu tio Mariano, por quem sente um desejo incestuoso e doentio.

Desde criança Ana Letícia sente inveja de suas irmãs; de Ana Lúcia por ela ter sido a favorita durante o tempo que estiveram juntas e de Ana Laura pois considera que ela leva toda a atenção da família por conta de sua deficiência. Isso faz com que ela tente prejudicar a irmã a todo custo, seja a rebaixando ou destruindo sua relação amorosa com Ramiro (David Zepeda). Nobre e ingênua, Ana Laura acredita nas boas intenções de sua irmã e acaba sendo vítima de suas intrigas e chantagens.

Marcelo (Sebastián Rulli), o marido de Ana Letícia, é investigador privado e foi contratado para investigar o paradeiro de Ana Lúcia. Ana Letícia exige que o marido pare a investigação, pois odiaria que sua família a encontrasse. Mas ainda assim, Marcelo vai ao fundo e finalmente a encontra. Soledade implora para que ele não a denuncie e não diga a verdade para a filha, mas Marcelo está disposto a colocá-la na cadeia e completar sua investigação. Evaristo (Eric del Castillo), um criminoso perigoso que considera Soledade como sua filha, provoca um acidente e Marcelo é dado como morto. Ele sobrevive ao atentado mas perde completamente a memória. Remédios (Ana Bertha Espín), quem se compadece da situação do jovem, o ajuda e lhe dá um novo nome: Santiago. Santiago se torna taxista e vive uma vida simples e muito diferente da antiga vida como Marcelo.

O único que liga Santiago ao seu passado são sonhos nos quais aparece o rosto de Ana Letícia, e mesmo não sabendo quem é, sabe que a ama profundamente. Em uma de suas viagens, Marcelo, conhece Ana Lúcia e ele tem certeza de que ela é a mulher que aparece em seus sonhos. Ana Lúcia se tornou uma mulher alegre e de bons sentimentos, seu grande sonho é se tornar uma famosa trapezista de circo e nem imagina que tem duas irmãs gêmeas idênticas.

Apesar de no inicio achar esquisita a insistência de Santiago em afirmar que os dois já se conheciam, ela se apaixona perdidamente por ele. Os dois iniciam uma relação e Ana Lúcia teme que um dia Santiago recupere a memória e assim volte para a suposta esposa. Soledade sabe do passado de Santiago e tenta afastá-lo de Ana Lúcia, mas o destino coloca as peças para que as trigêmeas se reencontrem.

A reação negativa da ambiciosa Ana Letícia ao saber que a irmã perdida conquistou o coração de seu ex-marido, obrigará que Ana Laura mostre seu caráter para enfrentá-la, enquanto que Ana Lúcia se verá num dilema entre o rancor por Soledade haver afastado ela de sua família e o imenso amor que sente por sua mãe de criação.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Intérprete Personagem
Angelique Boyer Ana Lúcia Hernández / Ana Lúcia Álvarez de Castillo Rivadeneira de Garcia
Ana Laura Álvarez de Castillo Rivadeneira de Fontes
Ana Letícia Álvarez de Castillo Rivadeneira Vda. de Salvaterra
Sebastián Rulli Marcelo Salvaterra / Santiago Garcia
David Zepeda Ramiro Fontes
Susana Dosamantes Ernestina Rivadeneira
Blanca Guerra Soledade Hernández
Pedro Moreno Isac Nogueira
Eric del Castillo Evaristo Guerra
Ramiro Fumazoni Mariano Álvarez de Castillo
Carlos de la Mota Valentin Padilla Lazcano
Ana Bertha Espín Remédios Garcia
Olivia Bucio Élida Lazcano Vda. de Padilla
Luz María Jerez Julieta de Escárcega
Leticia Perdigón Dona Joana
Laisha Wilkins Jennifer Corbalán
Nuria Bages Leonor Muñoz
Monika Sánchez Veridiana Bittencourt
Otto Sirgo Rodrigo Casanova
Antonio Medellín Isidro Sánchez
Roberto Ballesteros Tadeo Nogueira
Sachi Tamashiro Maribel Alfaro
Alfredo Gatica Orlando Navarro
Alan Slim Xavier Nogueira
Alfonso Iturralde Bernardo
Eddy Vilard Daniel Escarcéga
Lucero Lander Miranda
Arsenio Campos Sandro
Rolando Brito Edmundo Fontes
Fabián Pizzorno Fernando
Raúl Magaña Inácio Álvarez de Castillo
Jackie Sauza Lourdes Rivadeneira de Álvarez de Castillo
Ricardo Barona Alfredo
Nataly Umaña Gina
Vanessa Angers Valéria
Maru Dueñas Cecília
Adriana Ahumada Susy
Archie Lafranco Samuel
Ricardo Kleinbaum Aníbal Ortiz
José Montini Carlos
Anahí Fraser Cláudia Padilla Lazcano

Produção[editar | editar código-fonte]

"Hoje estamos ouvindo o público de modo que o que estamos fazendo não é sequer uma repetição de 'Lazos de amor', a história mudou completamente, o que ficou foi a ideia das trigêmeas, mas eu acho que as pessoas devem dar-se a oportunidade de ficar e conhecer esta nova forma de escrita que a Televisa tem. O roteiro é muito bom, ontem eu terminei de ler 80 capítulos e estou realmente animada com o que estou lendo."[3]

Angelique Boyer falando sobre seu papel em entrevista, Radio Formula, (2016)

O título inicial da telenovela seria "Como tres gotas de agua", mas em 22 de dezembro de 2015, Angelique Boyer confirmou através de sua conta no Twitter que o título final é Frente al mismo rostro.[4][5] Em março de 2016 o título foi alterado novamente, passando a se chamar Tres veces Ana.[6]

As gravações da telenovela começaram no dia 4 de janeiro de 2016, na Cidade do México.[7] No mesmo mês, David Zepeda publicou fotos em sua conta oficial no Instagram com Boyer e Sebastián Rulli em uma das primeiras cenas da telenovela. A conta oficial no Instagram da telenovela também publicou as fotos.[8]

Alex Sirvent foi confirmado para executar as músicas tema da telenovela.[9] David Zepeda também foi cotado para interpretar o tema musical.[10]

Exibição[editar | editar código-fonte]

A trama estreou nos Estados Unidos através da Univision no dia 23 de maio de 2016. Durante sua semana de estreia, foram apresentados capítulos de 2 horas.[11] A partir do capítulo 45, exibido em 1 de agosto de 2016, a emissora voltou a exibir capítulos de 2 horas.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Foi exibida pelo canal pago TLN Network, de 22 de março a 10 de setembro de 2021, substituindo Salomé e sendo substituída por Muchacha Italiana. Durante a sua exibição, seus capítulos ficaram disponíveis na plataforma de streaming da Guigo TV, denominado VOD Novelas.[12]

Foi exibida pelo SBT de 30 de janeiro a 4 de julho de 2023, em 112 capítulos, substituindo Vencer o Desamor e sendo substituída por Um Refúgio Para o Amor na faixa das 18h30 com uma nova dublagem.[13] A trama foi uma das mais pedidas pelo público desde a sua passagem no México.[14]

Controvérsias e críticas[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2016, uma cena de Angelique Boyer (Ana Letícia) na banheira causou debates, foi elogiada e também reprovada pelo público nos Estados Unidos, com a imprensa do México apontando que era uma cena de masturbação.[15] Outras cenas também foram avaliadas como "vulgares". Em defesa das polêmicas, Angelique Boyer disse que a novela é "para toda a família, mas com um formato diferente. É preciso ousar para fazer coisas novas" e a irmã gêmea na cena é "louca".[16] A cena foi comparada com Sharon Stone em Basic Instinct.[17]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

PremioTvyNovelas 2017[editar | editar código-fonte]

Categoria Indicados Resultados
Melhor Atriz Protagonista Angelique Boyer Venceu
Melhor Ator Protagonista Sebastián Rulli Venceu
Melhor Primeira Atriz Blanca Guerra Indicado
Melhor Primeiro Ator Eric del Castillo Indicado
Melhor Atriz Juvenil Sachi Tamashiro Indicado
Melhor Atriz de Reparto Laisha Wilkins Indicado
Melhor Ator de Reparto Otto Sirgo Indicado
Melhor Diretores de Câmeras Manuel Barajas e Armando Zafra Indicado
Melhor Diretor de Cena Claudio Reyes Rubio e Sergio Cataño Indicado
Melhor Tema Musical Pablo Alborán Venceu
Melhor Elenco Angelli Nesma Medina Indicado

Audiência[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Na estreia, a trama venceu a consolidada El señor de los cielos, marcando 2.274.000 milhões de espectadores em seu primeiro capítulo.[18]

No México[editar | editar código-fonte]

Antes de completar três semanas de transmissão no México, a audiência da telenovela começou a cair, registrando índices negativos para os padrões da Televisa. Chegando a concorrer a produção turca Sila.[19] Sua média geral foi de 16,2 pontos.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Estreou com 5,1 pontos, a mesma média de estreia da sua antecessora.[20] Seu segundo capítulo registrou 4,8 pontos.[21] Em 7 de fevereiro bate seu único recorde com 5,7 pontos.[22] Logo em suas primeiras semanas, a novela começou a apresentar bons índices, chegando a se tornar a segunda novela mais assistida do Painel Nacional Televisivo (PNT), além de encostar em Poliana Moça em algumas ocasiões.[23][24] No entanto, assim como no México, a novela começou a perder audiência, alcançando médias na casa dos 4 pontos, além de chegar à marca negativa de 3 pontos em determinados momentos, como no dia 14 de março de 2023, quando registrou 3,5 pontos, chegando a picos negativos de 1,9 pontos, alcançando uma das piores marcas das Novelas da Tarde nos últimos nove anos.[25][26][27]

O último capítulo registrou 4,9 pontos, 5,6 de pico e 7,4% de share, superando por 0,2 pontos o desfecho de sua antecessora.[28] Fechou com a média geral de 4,4 pontos, se tornando a segunda trama menos assistida da segunda faixa de novelas desde a sua criação em 2015.[29]

Referências

  1. «"Tres veces Ana" comenzará transmisiones en agosto: Mónika Sánchez» (em espanhol). Radio Formula. 5 de abril de 2016. Consultado em 21 de abril de 2016 
  2. «Como Tres Gotas De Agua título tentativo de remake Lazos De Amor». Espetaculos a Tiempo (em espanhol). Consultado em 7 de março de 2016 
  3. «Boyer encarnará trillizas en "Frente al mismo rostro". Con Maxine Woodside». Radio Formula (em espanhol). 18 de janeiro de 2016. Consultado em 7 de março de 2016 
  4. «Frente al mismo rostro, la nueva telenovela de Angelli Nesma». Sdpnoticias (em espanhol). Consultado em 7 de março de 2016 
  5. «Angelique Boyer revela el nombre de la telenovela que protagonizará con Sebastián Rulli». People en Español (em espanhol). Consultado em 7 de março de 2016 
  6. «Frente Al Mismo Rostro ahora se llamará Tres Veces Ana». Espectáculos a tiempo (em espanhol). 8 de março de 2016. Consultado em 12 de março de 2016. Arquivado do original em 14 de outubro de 2017 
  7. «¡Sebastián Rulli, protagonista de la nueva telenovela "Como Tres Gotas de Agua"!» (em espanhol). television.televisa.com. Consultado em 7 de março de 2016 
  8. Milly Contreras (18 de janeiro de 2016). «Televisa's 'Frente al Mismo Rostro' Cast Photos Revealed». Latin Post (em inglês). Consultado em 7 de março de 2016 
  9. Maxine Woodside (4 de novembro de 2015). «Compone Alex Sirvent temas para novela "Como Tres Gotas de Agua"» (em espanhol). radioformula.com.mx. Consultado em 7 de março de 2016 
  10. Alma Rangel (12 de janeiro de 2016). «Primeras imágenes de Frente al mismo rostro». TV y Espetaculos (em espanhol). Consultado em 7 de março de 2016 
  11. «Tres veces Ana con Angelique Boyer ¡tendrá un doble estreno por Univision!». Consultado em 6 de agosto de 2016 
  12. «Aparato do Entretenimento: Angelique Boyer ao cubo: Inédita no Brasil, 'Tres Veces Ana' será uma das apostas do TLN Network para o primeiro trimestre de 2021». www.aparatodoentretenimento.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2021 
  13. Terra, Dyego (29 de dezembro de 2022). «Estreia em janeiro: SBT define substituta de Vencer o Desamor». TV História. Consultado em 30 de dezembro de 2022 
  14. Safner, Cadu (9 de janeiro de 2023). «Três Vezes Ana: do que se trata a nova novela do SBT?». Estrela Latina. Consultado em 30 de janeiro de 2023 
  15. 26 de junho de 2016. «Video:Angelique Boyer, ¿masturbándose en televisión?» (em espanhol). laopinion.com. Consultado em 14 de outubro de 2016 
  16. Ana Oliveira (24 de julho de 2016). «Novela de Angelique Boyer choca pela ousadia e atriz sai em defesa». dicasnainternet.com. Consultado em 4 de outubro de 2016 
  17. «Además, descubren que le copió a Sharon Stone por su papel en Bajos instintos» (em espanhol). www.tvnotas.com.mx. Consultado em 4 de outubro de 2016 
  18. guilherme037 (24 de maio de 2016). «Estreia de Tres Veces Ana vai bem, vence Telemundo e é a mais vista do dia». Você conectado nas novelas. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  19. Lucas Morais (8 de setembro de 2016). «Novela "Tres Veces Ana" derruba a audiência da Televisa no México». famososnaweb.com. Consultado em 4 de outubro de 2016 
  20. Canil, Matheus (31 de janeiro de 2023). «Saiba qual foi a audiência da estreia de Três Vezes Ana, no SBT». Portal Alta Definição. Consultado em 31 de janeiro de 2023 
  21. Redação (1 de fevereiro de 2023). «Futebol na concorrência faz Globo Esporte ter pior audiência em 32 semanas». TV Pop. Consultado em 1 de fevereiro de 2023 
  22. Redação (8 de fevereiro de 2023). «Globo dispara em dia chuvoso e conquista sequência de recordes de audiência». TV Pop. Consultado em 8 de fevereiro de 2023 
  23. Redação (8 de fevereiro de 2023). «Três Vezes Ana é a segunda maior audiência do SBT no PNT». Site CTV. Consultado em 15 de março de 2023 
  24. Canil, Matheus (23 de fevereiro de 2023). «Três Vezes Ana cresce e se aproxima de Poliana Moça no ibope». Portal Alta Definição. Consultado em 15 de março de 2023 
  25. Redação (6 de fevereiro de 2023). «Três Vezes Ana fracassa e faz SBT marcar pior audiência dos últimos sete anos». TV Pop. Consultado em 15 de março de 2023 
  26. Redação (15 de março de 2023). «Novela queridinha dos fãs fracassa e coloca audiência do SBT no fundo do poço». TV Pop. Consultado em 15 de março de 2023 
  27. Novelas, Amo (31 de janeiro de 2023). «Três Vezes Ana (2022) - tabela com audiência detalhada da novela do SBT». Amo Novelas. Consultado em 15 de março de 2023 
  28. Entretenimento, Portal Uai (5 de julho de 2023). «Fracasso? Último capítulo de Três Vezes Ana supera Ibope de antecessora direta». Portal Uai Entretenimento. Consultado em 5 de julho de 2023 
  29. Redação (5 de julho de 2023). «Aposta do SBT para sair do buraco, Três Vezes Ana termina como fracasso histórico». TV Pop. Consultado em 5 de julho de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.