María Mercedes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outros significados, veja María Mercedes (desambiguação).
María Mercedes
Maria Mercedes (BR)
Logotipo original em português.
Informação geral
Formato Telenovela
Género Drama Romance
Duração 60 minutos com intervalos
Criador(es) Inés Rodena
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Valentín Pimstein
Carlos Sotomayor
Salvador Mejía Alejandre
Produtor(es) Beatriz Sheridan
Elenco Thalía
Karla Álvarez
Arturo Peniche
Laura Zapata
Nicky Mondellini
Gabriela Goldsmith
Fernando Ciangherotti
Tema de abertura "María Mercedes", Thalía
Tema de encerramento "María Mercedes", Thalía
Exibição
Emissora de televisão original Canal de las Estrellas
Formato de exibição 480i (SD)
Transmissão original 14 de setembro de 1992 - 8 de janeiro de 1993
N.º de episódios 85
Cronologia
Último
De frente al sol
Capricho
Entre la vida y la muerte
Próximo
Programas relacionados María la del Barrio
Maria Esperança
María Mercedes (telenovela filipina)

María Mercedes (no Brasil: Maria Mercedes) é uma telenovela mexicana produzida pela Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas de 14 de setembro de 1992 a 8 de janeiro de 1993 em 85 capítulos de aproximadamente 45 minutos.

É um remake da telenovela mexicana Rina, que, por sua vez, é baseada na história original da radionovela Enamorada, de Inés Rodena.[1] [2]

Esta foi a primeira novela da denominada "Trilogia das Marias", que conta também com as novelas Marimar e María la del Barrio, todas estreladas pela cantora Thalía.[3]

A trama foi protagonizada por Thalía e Arturo Peniche, com participação especial de Fernando Ciangherotti, atuações estrelares de Karla Álvarez, Carmen Amezcua, Carmen Salinas e Gabriela Goldsmith e antagonizada por Laura Zapata, Nicky Mondellini e Roberto Ballesteros.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Trilogía de las Marías

María Mercedes é a primeira telenovela da Trilogía de las Marías, a qual foi iniciada em 1992 e sequenciada por Marimar, de 1994 e María la del Barrio, de 1995.[4] Estas telenovelas têm, em comum, o fato de terem sido protagonizadas pela cantora e atriz mexicana Ariadna Thalía Sodi Miranda, mais conhecida como Thalía, onde ela sempre interpreta uma moça muito pobre e ignorante que se torna rica e fina, de nome Maria.[5] [6] Outros pontos em comum são o fato de serem remakes de produções venezuelanas das décadas de 1970 e 1980 escritas pela cubana Inés Rodena (1905-1985), que baseou-se em radionovelas anteriormente escritas por ela, e de contarem com a produção de Beatriz Sheridan e de Valentín Pimstein.[7] [8]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Santiago del Olmo (Fernando Ciangherotti), primo de Jorge Luís (Arturo Peniche), está muito doente e sabe que está morrendo. Uma manhã, quando está no jardim, vê Maria Mercedes (Thalía) vendendo bilhetes de loteria na rua. Ele surge com a ideia de se casar com ela só para perturbar Malvina (Laura Zapata) após a sua morte, como uma vingança pessoal. Ele ganha sua confiança e amizade e a propõe casamento. Esta, depois de hesitar, aceita.

Maria necessitava de dinheiro, pois sustentava todos de sua família, de seus irmãos até seu pai, um alcoólatra. Para sustentá-los, vendia de bilhetes de loteria a flores, além de se fantasiar de palhaça para conseguir mais dinheiro.

Quando Santiago morre, Maria torna-se a herdeira de toda sua fortuna, fazendo a ira de Malvina arder mais forte. Segundo a vontade de seu irmão falecido, Malvina, seu filho Jorge Luís e sua filha Dina devem viver ali, embora eles não herdem nada. Jorge Luís é um homem triste desde o assassinato de sua noiva, no dia de seu casamento. A jovem Dina (Carmen Amezcua) é uma mulher muito religiosa que tem medo de quase tudo, especialmente da mãe.[9]

Depois que Maria se muda para o seu novo lar, ela se apaixona pelo filho de Malvina, que é fraco contra a vontade de sua mãe e sempre faz o que ela quer.

Malvina torna a missão da sua vida perturbar Maria Mercedes. Quando ela descobre que Maria ama seu filho, ela o obriga a casar com Maria, a fim de obter o dinheiro de volta. Ela tem planos de que, após algumas semanas, ele poderia fazê-la dar-lhe todo o controle sobre a fortuna e que depois iria se divorciar.

Em um casamento civil, Jorge Luis e Maria se casam, mas eles não partilham um quarto nem vivem como um casal tradicional. Com o tempo, Jorge Luis começa a desenvolver um verdadeiro e profundo amor por Maria. Por outro lado, Maria tem uma outra inimiga, Miriam (Nicky Mondellini) uma mulher egoísta (que sempre usou o mesmo vestido durante todo o período da novela). Ela foi namorada de Jorge Luis, mas depois o deixou inconsolável para casar com um homem rico, Sebastian Ordoñez (Luis Gimeno). Miriam percebe que ainda ama Jorge Luis e fica furiosa ao saber que ele é casado e sente amor por Maria. Ela promete-lhe que irá obter Jorge Luis de volta e começa a ajudar Malvina a se livrar da "bilheteira" (apelido dado por Malvina a Maria).

Maria conhece Magnólia (Gabriela Goldsmith), uma bonita, rica e sofisticada mulher que é sua verdadeira mãe. Magnólia já é casada e tem outro filho, mas ela lamenta profundamente ter deixado seus filhos. Ela ganha a confiança da Maria e começa a ajudar suas filhas e filhos, especialmente Guilherme que está na prisão, e é o único que a reconhece. Sua verdadeira identidade permanece um segredo para Maria e os outros filhos, Rosário (Karla Álvarez) e André, e todas as coisas que ela faz para eles tem que ser escondido do seu novo marido, Rodolfo (Jaime Moreno), um arquiteto que é chefe de Rosário e também é um amigo da família de Jorge.

Magnólia ensina, a Maria, boas maneiras e formas de seduzir o marido. Após isso, em festa na casa dos Del Olmo, onde uma parte da alta classe está presente, Sebastian tenta seduzir Maria, mas Jorge Luis, movido pelo ciúme e pela visão da bela e bem-vestida Maria, finalmente começa a se render aos seus encantos e eles dormem juntos. Logo Maria descobre que está grávida.

Ela e Jorge Luis partem em uma viagem de férias que se torna terrível por causa da intervenção de Malvina e Miriam, que pagam para um salva-vidas local para seduzir Maria. Jorge Luis acredita na mentira e pede o divórcio para Maria, logo que chegam de volta à Cidade do México.

No entanto, Malvina tem outros planos. Ela tenta conduzir Maria para um sanatório com a ajuda de Cordélio (Roberto Ballesteros), o mordomo. Maria consegue fugir e se esconde da polícia na casa da Dona Filó, uma boa amiga dela nos anos de pobreza, até Jorge Luis pedir à polícia para não procurar mais.

Com Cordélio como seu aliado, Malvina tenta matar Maria, mas todos falham. Malvina percebe a influência de Magnólia e começa a perguntar se ela poderia ser a mãe de Maria. Ela diz isto para o seu novo marido, Rodolfo que por sua vez vai para a antiga casa de Maria, onde Rosário e André ainda vivem e pede para ver uma foto de sua mãe. Ele reconhece sua esposa de uma só vez e depois vai questioná-la, tendo uma discussão com ela. Magnólia, no entanto, diz que sobreviveu por ajudar uma francesa que, uma vez, reconhecendo o seu talento, a incentivou a realizar suas ambições. A partir de então, ela escolheu a sua carreira, abdicando de sua família.

Longe de Maria, Jorge Luis percebe que seu sentimento por ela se tornou tão forte que ele não pode mais viver sem ela. Ele pede perdão, e ela retorna à casa, onde passam a viver como um verdadeiro casal.

Nove meses depois, Maria dá, à luz, gêmeas, uma das quais morre alguns dias depois. Jorge Luis põe um fim às intenções da Miriam após tentativas de prendê-lo com uma falsa gravidez (a criança era realmente de seu marido Sebastian). Quando ele descobre que sua mãe ainda odeia Maria, ele decide que é hora de deixar a mãe e seguir a sua família com Maria.[9] Ele trabalha pela primeira vez, contra o desejo da sua mãe. Malvina fica louca e se veste como Maria na sua pobreza e corre para a rua onde Maria começou vendia bilhetes de loteria e começa a limpar para-brisas de carros. Ela é capturada e colocado em um sanatório.

Magnólia diz a verdade a seus filhos. Maria é a primeira chocada com esta revelação, mas esquece seu ressentimento e aceita sua mãe com amor. Rosário fica, no entanto, desgostosa e cheia de rancor, uma situação que permanece também com o seu antigo patrão Rodolfo, mas ele concorda em aceitá-los com o tempo. Com isso, as irmãs podem fazer a pazes, e Rosário finalmente aceita os gracejos de Ricardo (Rafael del Villar), um jovem amigo de Jorge Luis, sem qualquer intervenção de Maria.

No fim, Maria e Jorge Luis têm uma cerimônia de casamento na Basílica de Guadalupe com todos os seus amigos e parentes. A novela termina com um romântico beijo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Além do papel-título, a atriz e cantora mexicana Thalía também interpreta o tema musical de María Mercedes.
Ator/atriz Personagem
Thalía María Mercedes Muñiz de Del Olmo
Arturo Peniche Jorge Luis del Olmo
Laura Zapata Malvina del Olmo
Karla Álvarez Rosário Muñiz Gonçalves
Nicky Mondellini Miriam Casagrande Ordoñez
Fernando Ciangherotti Santiago del Olmo
Gabriela Goldsmith Magnólia de Mancilla Gonzalez Muñiz
Carmen Amezcua Dina del Olmo[nt 1]
Roberto Ballesteros Aurélio Cordélio Manso
Alfredo Gutiérrez André Muñiz Gonçalves
Luis Uribe Manuel Muñiz Gonçalves
Carmen Salinas Filomena
Evangelina Sosa Cândida
Meche Barba Noninha
Arturo García Tenorio Otásilio "Tata"
Fernando Colunga Chico "Tito"
Rosa Carmina Rosa
Rebeca Manríquez Guta
Roberto Guzmán Caroço
Raúl Padilla Argemiro "Bafo"
Rossana San Juan Sofia
Cuco Sánchez Genaro
Enrique Marine Guilherme Muñiz Gonçalves
Diana Golden Fabiola Mayerling San Roman
Vanessa Angers Berenice
Jaime Moreno Rodolfo Mancilla
Luis Gimeno Estevão Ordoñez
Aurora Molina Natália
Virginia Gutiérrez Branca
Jaime Lozano Doutor Diaz
Héctor del Puerto Funcionário
Héctor Gómez Chaplin
Julio Urrueta Napoleon
Silvia Caos Alma
Carlos Rotzinger Omar
Manuel D'Flan Lazaro
Irma Torres Thaís
Silvia Campos Diana San Román[nt 1]
Carlos Corres Amateo
Marcela Figueroa Sara
Alberto Inzúa Mario Portales
Lucero Lander Karen
Arturo Lorca Gabriel
Irlanda Mora Patrícia "Pati" Casagrande
Erika Olivo Aracely
Marco Uriel Adolfo
Xavier Ximénez Hernán
Rafael del Villar Ricardo Macilla
Victor Vera Juíz de Registro Civil
Paquita la del Barrio Paquita
Ari Telch Carlos Urbina
Elia Domenzain Diretora do Colégio
Jeanette Candiani Gloria
Patricia Navidad Iris
Ricardo Vera Dr. Gonçalves
David Ostrosky Doutor Muñiz Gonçalves

Exibição[editar | editar código-fonte]

No México[editar | editar código-fonte]

A trama era exibida de segunda a sexta às 21:00. Foi reprisada pelo seu canal original a partir de 14 de outubro de 1996, às 16:00.

Foi reprisada pelo TLNovelas entre 12 de março e 6 de julho de 2012, substituindo Rosa salvaje e sendo substituída por Colorina.[10]

Foi novamente reprisada pelo seu canal original entre 2 de outubro de 2012 e 4 de janeiro de 2013, ao meio-dia, substituindo María la del Barrio e sendo substituída por Al diablo con los guapos.[11]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Foi exibida no Brasil pelo SBT entre 12 de agosto e 20 de novembro de 1996 em 87 capítulos.

Foi reexibida pela primeira vez pelo SBT entre 9 de setembro e 6 de dezembro de 1997 , substituindo Os Ossos do Barão e sendo exibida logo após Chiquititas.[12]

Foi reexibida pela segunda vez pelo SBT entre 23 de julho e 11 de dezembro de 2012, em 98 capítulos, sucedendo Maria do Bairro e antecedendo A Usurpadora.[13]

Audiência[editar | editar código-fonte]

No México[editar | editar código-fonte]

Em sua exibição original, a trama alcançou uma média de 57.7 pontos, considerada um mega fenômeno.[14]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira exibição, a audiência da trama superava o Ibope das tramas nacionais. Conseguiu terminar com uma média de 16 pontos.[15]

Durante a reprise de María Mercedes, em 2012, sua estreia no dia 23 de julho garantiu o segundo lugar para a emissora com 7 pontos, enquanto a primeira colocada ficou com 9 e a terceira com 3.[16] Com o decorrer dos capítulos, sua audiência tornou-se inferior à de sua antecessora, María la del Barrio, que chegou a alcançar 9 pontos. Sua audiência agora oscilava entre 3 e 6 pontos, consideravelmente baixo para o horário. Em sua reta final, conseguiu empatar com a primeira colocada durante alguns minutos. Na média geral, obteve 5 pontos, contra 7 de Maria do Bairro. O principal fator para a queda de audiência foi a reprise do remake Maria Esperança em 2011.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Thalía contracenou com sua irmã Laura Zapata na novela. Na verdade, foi um pedido de Thalía que o papel da vilã fosse feito pela sua irmã.[17]
  • No primeiro capítulo da novela, a loja (SARES) aparece como loja onde Rosário roubou um aparelho eletrônico. A mesma loja era usada na novela La Pícara Soñadora e o mais curioso é que a trama foi produzida um ano antes de Maria Mercedes.

Exibição internacional[editar | editar código-fonte]

País Emissora(s) Título local
 Argentina Telefe[18]
Canal 9
Magazine
Azul Televisión
Jetix
 Brasil SBT Maria Mercedes
 Chile MEGA TV
La Red
 Colômbia Canal Uno
Canal A
Inravisión
Colombiana de Televisión
Jorge Barón Televisión
Equador Gama TV
TC Televisión
 Eslovênia Kanal A
Filipinas ABS-CBN
Nicarágua Televicentro
TVRED
 Paraguai Canal 13
 Peru América Televisión
 Venezuela Venevisión

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

María Mercedes
Trilha sonora de Thalía
Gravação 1992
Gênero(s) Pop latino
Duração 2:48
Idioma(s) Espanhol
Formato(s) CD
Gravadora(s) EMI

A trilha sonora de María Mercedes é composta apenas pela canção de abertura incluída no álbum Love, que é cantado por Thalía.[19]

CD
N.º Título Música Personagem(ns) Duração
1. "María Mercedes"   Thalía Abertura 2:48
Duração total:
2:48

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmios TVyNovelas 1993[editar | editar código-fonte]

O Prêmio TVyNovelas é uma laureação anual realizada pela Televisa e pela revista TVyNovelas como reconhecimento às melhores produções da televisão mexicana, em especial telenovelas.

Categoria Indicação Resultado
Melhor telenovela (Mejor telenovela) Valentín Pimstein Indicado
Melhor ator protagonista (Mejor actor protagónico) Arturo Peniche Venceu
Melhor atriz antagônica (Mejor actriz antagónica) Laura Zapata
Melhor ator principal (Mejor primera actor) Luis Gimeno Indicado
Melhor atriz coadjuvante (Mejor actriz de reparto) Carmen Salinas Venceu
Melhor ator coadjuvante (Mejor actor de reparto) Raúl Padilla
Melhor ator coadjuvante (Mejor actor de reparto) Fernando Ciangherotti
Melhor atriz juvenil (Mejor actriz juvenil) Thalía

Notas

  1. a b Digna [/Dina/] é a filha de Malvina e irmã de Jorge Luís, enquanto Diana San Roman é a ex-noiva de Jorge Luís, morta por um antigo namorado no dia do casamento.

Referências

  1. Motta 2006, p. 48
  2. Lopes 2004, p. 394
  3. «María Mercedes: fotos da trama». Yahoo!. 23 de julho de 2012. Consultado em 12 de setembro de 2012. 
  4. «Close-Up; Vida de Thalía». Filme Web. Consultado em 8 de setembro de 2012. 
  5. «Thalía lanzó ropa íntima». Archivo Digital de Noticias de Colombia y el Mundo desde 1990. Eltiempo.com. 9 de junho de 1995. Consultado em 9 de setembro de 2012. «La actriz anunció [que en breve irá] iniciar las grabaciones de María la del Barrio, telenovela que cerrar una trilogía iniciada con María Mercedes y Marimar, donde la protagonista, passa de una chica humilde a mujer acaudalada.» 
  6. «Relembre as Marías que Thalía viveu». R7. 26 de outubro de 2011. Consultado em 7 de setembro de 2012. 
  7. «Cuna de la telenovela desde hace 50 años». TVMAS Magazine. Consultado em 11 de agosto de 2011. 
  8. ONTIVEROS, Jeanferich (02/04/2012). «Inés Rodena: De enfermera a escritora». El Aragueño - Primer Diario de Aragua. Consultado em 9 de setembro de 2012. 
  9. a b «Enredo de María Mercedes resume como a bilheteira fica rica e segue um rumo feliz com Jorge Luís Del Olmo». SBT. Consultado em 30 de agosto de 2012. 
  10. «PROGRAMACIÓN CANAL TLNOVELAS, PRÓXIMOS ESTRENOS Y FINALES». Mas Telenovelas. 31 de julho de 2011. Consultado em 5 de março de 2016. 
  11. «Repeticion de Maria Mercedes 2 de octubre». TvyEspectaculos. 24 de setembro de 2012. Consultado em 10 de março de 2016. 
  12. Cristina Padiglione (5 de setembro de 1997). «Reprise de "Maria Mercedes" substitui "Os Ossos do Barão" no horário nobre do SBT». Folha de S.Paulo. Consultado em 21 de abril de 2015. 
  13. «SBT escala Maria Mercedes para substituir Maria do Bairro». O Povo Online. 19 de junho de 2012. Consultado em 28 de abril de 2015. 
  14. «Média Geral das Principais Novelas do México». Planeta Vip. 31 de dezembro de 2011. Consultado em 12 de junho de 2015. 
  15. Daniel Castro (17 de novembro de 1996). «'Mercedes' bateu produção nacional». Folha de S.Paulo. Consultado em 12 de junho de 2015. 
  16. «María Mercedes estreia na vice-isolada em alta». Na Telinha. 24 de julho de 2012. 
  17. a b «Curiosidades da novela "Maria Mercedes"». Mergulhado na tv. 23 de julho de 2012. Consultado em 12 de junho de 2015. 
  18. BITONTE, María Elena. «¿Siempre la misma historia?» (em espanhol). Facultad de Ciencias Sociales (UBA). Consultado em 6 de maio de 2012. 
  19. «Álbum Love de Thalía». All Music. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]