Atrapada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Atrapada
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Liliana Abud
Carmen Daniels
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) José Caballero
Produtor(es) Ernesto Alonso
Elenco Christian Bach
Héctor Bonilla
Guillermo Capetillo
Alma Muriel
Guillermo García Cantú
Marisol Santacruz
ver mais
Tema de abertura "Entre Agua y Fuego", por Jerardo.
Exibição
Emissora de televisão original Canal de las Estrellas
Transmissão original 19 de agosto de 1991 - 24 de abril de 1992
N.º de episódios 180
Cronologia
En carne propia
La sonrisa del diablo (remanejada para às 21:30)

Atrapada (lit. Prisioneira) é uma telenovela mexicana produzida por Ernesto Alonso para a Televisa e exibida entre 19 de agosto de 1991 e 24 de abril de 1992.

Foi protagonizada por Christian Bach e Héctor Bonilla, com atuação antagônica de Guillermo Capetillo e Raquel Olmedo.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Tudo começa na festa de fim de ano da milionária família Montero. Antonio Montero, presidente das empresas Montermex é encontrado morto supostamente a causa de um suicidio, mas Camila, a filha de Antonio, está convencida que seu pai foi assassinado para tirá-lo do caminho do controle das empresas.

Começam as suspeitas e intrigas. Todos são suspeitos, inclusive os homens que Camila amou: René Pizarro, seu primeiro noivo; Ángel Montero, de quem também se apaixonou; e Gonzalo Rodríguez, com quem acabou se casando, sem amor. Ninguém percebeu a presença deste último na festa até que um dos empregados disse haver-lo visto nessa noite na casa dos Montero.

Mas pouco a pouco irão ocorrendo mais mortes que fará que Camila fique presa em um vértice de dor, angustia e suspense. Será o assassino um dos amores de Camila? Tentará ele também acabar com ela, já que ha decidido encontrar a quem matou a seu pai?

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]