Dos mujeres, un camino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dos mujeres, un camino
Duas Mulheres, Um Caminho (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Emilio Larrosa
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Alfredo Gurrola
José Ángel García
Produtor(es) Emilio Larrosa
Elenco Erik Estrada
Laura León
Enrique Rocha
Bibi Gaytán
Luz María Jerez
Elizabeth Dupeyrón
Claudio Báez
José Flores
Rodrigo Vidal
Itatí Cantoral
Jorge Salinas
ver mais
Tema de abertura "Dos mujeres, un camino" - Laura León
Tema de encerramento "Dos mujeres y un camino" - Bronco
Exibição
Emissora de televisão original Canal de las Estrellas
Transmissão original 16 de agosto de 1993 - 1 de julho de 1994
N.º de episódios 229

182 (de 1h)

Cronologia
Corazón salvaje
El vuelo del águila

Dos mujeres, un camino (lit. Duas mulheres, um caminho) é uma telenovela mexicana produzida por Emilio Larrosa para a Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 16 de agosto de 1993 e 1 de julho de 1994.

A trama estreou às 18h, substituindo Los parientes pobres, mas em 8 de novembro, a programação inteira foi atrasada em meia-hora e, com as estreias de Buscando el paraíso e Más allá del puente, a trama foi realocada para 17h30. Em 21 de fevereiro de 1994, com o fim da novela Corazón salvaje e o suposto atraso na produção de El vuelo del águila (que seria a substituta imediata), foi promovida para o horário das 22h, onde permaneceu até o fim.

Foi protagonizada por Erik Estrada, Laura León e Bibi Gaytán, com as atuações antagônicas de Enrique Rocha, Claudio Báez, Luz María Jerez, Elizabeth Dupeyrón, Lorena Herrera, Eduardo Liceaga e Rodrigo Vidal.

Enredo[editar | editar código-fonte]

E pensar que tudo começou em Tijuana...

Ali, Johnny (Erik Estrada) sequer pode pensar em passar com seu caminhão. Pois foi ali onde fora acusado pelos Montegarza, os influentes senhores do tráfico da região, de haver matado Bernardo (Eduardo Liceaga), primogênito de Ismael (Enrique Rocha), em um estranho acidente de carreta. E ali, Johnny está mesmo com sua cabeça a prêmio. Não apenas por isso.

Johnny é o apelido de Juan Daniel, um caminhoneiro mexicano e pai de família, muito apaixonado por sua esposa, Ana María (Laura León), a quem não consegue ver por muito tempo, pois vive viajando entre o México e os Estados Unidos.

É justo em uma destas viagens em que Johnny, ao tentar estacionar sua carreta na frente de um restaurante que costuma frequentar, quase atropela a jovem garçonete Tania (Bibi Gaytán), por quem acaba se apaixonando e, por isso, terá que pensar bem com quem vai ficar: se fica com a esposa, perde a amante; se fica com a amante, perde a esposa.

Por isso (e também por ser suspeito de matar Bernardo), ele está na mira do delegado Raymundo Soto (Roberto Palazuelos / Sergio Sendel), que, junto com seu assistente Ángel (Jorge Salinas), querem capturar um bandido conhecido apenas como Medusa, novo chefe de um grupo de traficantes.

Reta final[editar | editar código-fonte]

Nos três últimos capítulos, se descobre que não foi Johnny quem "matou" Bernardo e sim Alejandra, irmã do mesmo. Não matou na verdade, mas tentou matar. Bernardo está vivo e é o Medusa que Raymundo tanto procura.

Ao mesmo tempo, enquanto Johnny decide se fica com Tania ou com Ana María, as duas se encontram e Tania vai a um quarto; nesse meio tempo, Medusa acaba encontrando Ana María e tentando fazer com que ela seja sua. Mas ela recusa e tudo piora quando Johnny chega. Ele é retido pelos capangas de Medusa, e Tania, ao ouvir a voz do amante, acaba indo à sala, onde se vê a cena: Medusa apontando uma faca para Ana María e Johnny vendo tudo. Para salvar Ana María, Tania acaba sendo morta em seu lugar.

Mas, não quer dizer que Johnny e Ana María ficaram juntos. Justo no dia em que ele acaba tendo pesadelos com a morte de Tania, ele acaba perdendo Ana María no dia seguinte, quando ela deixa um bilhete que explica tudo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Erik Estrada Juan Daniel Villegas (Johnny)
Laura León Ana María Romero de Villegas
Bibi Gaytán Tania García Pérez
Enrique Rocha Ismael Montegarza
Luz María Jerez Alejandra Montegarza
Itatí Cantoral Graciela Torres Nuñez
Elizabeth Dupeyrón Amalia Nuñez de Torres
Lorena Herrera Lorena Arau Bermudez
Claudio Báez Enrique Iliades
Rodrigo Vidal Ricardo Montegarza
Jorge Salinas Ángel
Roberto Palazuelos Raymúndo Soto
Sergio Sendel
Gabriela Platas Paola
José Flores Emiliano
Juan Carlos Casasola Leobardo
María Clara Zurita Elena Pérez de García
Carlos Miguel Cristóbal
Mario Sauret Agustín García
Marina Marín Lucrecia de Montegarza
Francisco Huerdo Guillermo Villegas
José Luis Rojas El Comanche
Roberto Tello Odilón
Salvador Garcini Roberto Torres
Anadela Anadela
Horacio Almada Homero
Magdalena Cabrera Silvia
José Antonio Iturriaga Armando
Eduardo Liceaga Bernardo Montegarza (Medusa)
Guillermo Iván
Rogelio Báez
Rodrigo Zurita

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmios TVyNovelas 1994[editar | editar código-fonte]

Categoria Nominado(a) Resultado
Melhor telenovela Emilio Larrosa Indicado
Melhor ator antagonista Enrique Rocha Indicado
Melhor ator principal Enrique Rocha Indicado
Melhor atriz juvenil Itatí Cantoral Indicado
Melhor ator juvenil Rodrigo Vidal Venceu

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]