El premio mayor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
El premio mayor
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Comédia
Drama
Criador(es) Verónica Suárez
Alejandro Pohlenz
Emilio Larrosa
País de origem México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Salvador Garcini
Carlos Suárez
Carlos Miguel
Produtor(es) Emilio Larrosa
Elenco Laura León
Carlos Bonavides
Sergio Goyri
Sasha Sokol
Lorena Herrera
Claudio Báez
Luz María Jerez
Sergio Sendel
Rodrigo Vidal
Martha Julia
ver mais
Tema de abertura "El Premio Mayor", Laura León
Tema de encerramento "El Premio Mayor", Laura León
Exibição
Emissora de televisão original Las Estrellas
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 4 de setembro de 1995 - 24 de maio de 1996
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 190
Cronologia
Programas relacionados Salud, dinero y amor

El premio mayor é uma telenovela mexicana produzida por Emilio Larrosa para a Televisa e exibida pelo Las Estrellas entre 4 de setembro de 1995 e 24 de maio de 1996.

A trama foi protagonizada por Laura León, Carlos Bonavides, Sergio Goyri e Sasha Sokol, com atuação antagônica de Lorena Herrera, Claudio Báez, Rodrigo Vidal e Martha Julia.

Exibição[editar | editar código-fonte]

Inicialmente era exibida às 18h30, porém a partir de 2 de outubro de 1995 foi transferida para as 19h. E foi novamente transferida para as 20h a partir de 25 de março de 1996.

Foi reprisada pelo TLNovelas entre 19 de outubro de 2009 e 9 de julho de 2010, substituindo Amarte es mi pecado e sendo substituida por Salud, dinero y amor. [1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Huicho (Carlos Bonavides) é um pedreiro de classe média, inculto, machista e mulherengo que acaba ganhando o prêmio maior da Loteria Nacional. Quando a riqueza lhe sobe à cabeça, ele começa a comprar objetos de luxo e ostentação, o que o torna louco. De alguma maneira, ele precisa encontrar uma saída entre o dinheiro e, com ele, as mulheres interesseiras e o amor de sua esposa, Rebeca (Laura León).

Junto a eles está Rosário (Sasha Sokol), uma garota boa e nobre que foi adotada por Rebeca e Huicho. Ela recebe humilhações e maus-tratos de seus meio-irmãos e do próprio Huicho. No entanto, Rebecca é boa e doce com ela ao ponto de considerar sua própria filha. Rosario tem um namorado, Diego (Rodrigo Vidal), que parece ser o homem ideal e a ama também, mas acaba se tornando seu carrasco quando seu chefe, Jorge (Sergio Goyri) um jornalista infeliz na vida, se apaixona por ela por acaso.

O novo rico Huicho começar a usar o seu dinheiro para atrair as mulheres e ter aventuras com o apoio de seu filho mais velho, Luis Gerardo (Sergio Sendel), que sempre foi interessado em Rosário e se torna um obstáculo para romance entre ela e Jorge, que tem dois irmãos, Lorenzo (Marcelo Buquet) e Sérgio (Claudio Báez): o primeiro é bom, nobre e suporta a relação de Rosário e seu irmão, enquanto o segundo é mau, com ciúmes de Lorenzo e junto com sua irmã e amante Antônia (Lorena Herrera) e sua filha sensual e rebelde Déborah (Sussan Taunton) têm sido responsáveis ​​por inúmeros crimes, incluindo que Jorge perdeu sua família.

Os problemas surgem quando as aventuras de Huicho começam a vir à luz, principalmente com a sensual e interesseira ​​Consuelo (Martha Julia), Lorenzo começa a sentir algo mais do que amizade por Rebecca, Luis Gerardo leva a limitar o seu desejo de Rosario, que quer saber mais sobre o seu passado, o que é zelosamente protegido por Cristina (Luz María Jerez) e Patricia (Gabriela Araujo), as primas misteriosas de Rebecca. Antonia encontra seu antigo ex-enteado Gabriel (Hector Suarez Gomis), que ela suspeita é Florença, a ex-viúva de seu pai, que é o principal suspeito pelo assassinato deste, e também ama Rosário.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Equipe de Produção[editar | editar código-fonte]

  • Idéia original: Emilio Larrosa
  • Escritores: Verónica Suárez, Alejandro Pohlenz
  • Edição literária: Saúl Pérez Santana
  • Tema musical: El premio mayor
  • Autores: Emilio Larrosa, Miguel Escalante
  • Intérprete: Laura León
  • Ambientação: Guadalupe Frías
  • Escenografía: José Luis Gómez Alegría
  • Direção de arte: Ignacio Lebrija, Gerardo Gómez Lapena
  • Design de vestuario: Martha Leticia Rivera, Miriam Guerrero, Diana Ávila
  • Musicalizador: José de Jesús Ramírez
  • Edição: Adrián Frutos Maza, Juan Carlos Frutos
  • Coordenação administrativa: Elizabeth Olivares
  • Chefe de locações: Sergio Sánchez
  • Chefe de elenco: Rodrigo Ruiz
  • Coordenação de produção: Víctor Vélez, Saúl Ibarra
  • Chefes de produção: Claudia Colombón, Lourdes Salgado
  • Gerente de produção: Arturo Pedraza Loera
  • Diretor de câmeras em locação: Luis Monroy
  • Diretor de cena em locação: Carlos Miguel
  • Diretor de câmeras: Ernesto Arreola
  • Diretor de cena: Salvador Garcini
  • Produtor: Emilio Larrosa

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio TVyNovelas de 1996[editar | editar código-fonte]

Categoria Indicado(a) Resultado
Lançamento masculino Carlos Bonavides Venceu
Melhor ideia original Emilio Larrosa
Verónica Suárez
Alejandro Pohlenz
Venceu
Melhor cenografia Arq. José Luis Gómez Alegría Venceu

Premios ACE New York 1996[editar | editar código-fonte]

Categoria Nomeado Resultado
Figura masculina do ano Carlos Bonavides Venceu[2]
Figura feminina do ano Laura León Venceu

Notas

  1. Antonia Fernández usou diversas personalidades falsas: Amelia de Bausate, Florencia de Robledo, Roberta de Reyes e Isabel Villagrán

Referências

  1. «El premio mayor por TL Novelas América». De Telenovelas. 9 de outubro de 2009. Consultado em 12 de dezembro de 2015 
  2. Predefinição:Enlace roto

Ligações externas[editar | editar código-fonte]