Filmografia de Thalía

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ver artigo principal: Thalía
Thalía durante a gravação de um comercial televisivo da marca Hershey's, em 2006.

Thalía é uma atriz, cantora, compositora e empreendedora mexicana, cuja filmografia é composto por sete novelas, um filme, dois programas de televisão e duas direções de videoclipe, juntamente com três aparições em trilhas sonoras de documentários e uma peça de teatro.

Filmografia

Televisão[editar | editar código-fonte]

As novelas as quais Thalía participou foram vistas por mais de dois bilhões de pessoas em mais de 182 países,[1] o que deu a ela o apelido de "Rainha das Telenovelas "[2] e fê-la ser qualificada como um ícone popular em todo o mundo[3] em reconhecimento ao impacto cultural que elas tinham e aos altos níveis de audiência que eles registravam.[4][5][6][7]

Em 1987, Thalía participou da novela Pobre señorita Limantour, interpretando Dina. No mesmo ano, na telenovela Quinceañera, foi coprotagonista, juntamente a Adela Noriega. Depois, em 1989, Thalía conseguiu seu primeiro papel de protagonista em Luz y sombra, na qual não obteve muito sucesso.

Em 1992, começou a chamada "Trilogia das Marias", com a telenovela María Mercedes (1992), seguida por Marimar (1994)[8], que quebrou recordes de audiência no Brasil em 2011[9] e em 2004 foi um dos programas mais assistidos no Oriente Médio[10][11], e María la del Barrio (1995)[12]. A trilogia juntou mais de um bilhão de espectadores nas transmissões originais[13][14]. A última trama com a atriz no papel-título foi Rosalinda (1999)[15].

Telenovelas
Ano Telenovela Personagem Papel[16][17][18][19] Notas[20]
1987 Pobre señorita Limantour Dina Coprotagonista
Quinceañera Beatriz Villanueva Contreras Protagonista[21]
  • Prêmio TVyNovelas de revelação feminina
  • Prêmio Laurel de Ouro: atriz debutante
  • Prêmio Estrella de Prata: atriz debutante
1989 Luz y Sombra Alma Suárez Protagonista Primeira protagonização de Thalía[22]
1992 María Mercedes Maria Mercedes/ Muniz del Olmo Protagonista
  • Prêmio TVyNovelas de melhor atriz juvenil
  • ACE: melhor atriz
  • El Heraldo: melhor atriz revelação
1994 Marimar Maria do Mar "Marimar" Pérez / Bella Aldama Protagonista
1995 María la del Barrio Maria "do Bairro" Hernández de la Vega Protagonista
1999 Rosalinda Rosalinda Pérez Romero de Altamirano/Paloma Dorantes Protagonista
  • Prêmio Viva de Israel: melhor atriz(indicação)

Em 2015, foi convidada para estrelar a telenovela Antes Muerta que Lichita. Recusada o papel, que ficou com a cantora Maite Perroni, mas aceitou interpretar o tema de abertura da segunda fase: "Si alguna vez". Em 1992, mudou se para a Espanha e serviu como co-apresentadora do programa VIP de noche, junto com Emilio Aragón Álvarez, obtendo um notável sucesso em todo o território europeu.[23][24] No entanto, foi só em 2009 que levou o seu primeiro programa como apresentadora solo, Las aventuras de Eebee y Thalía, com temática infantil e inspirado em sua maternidade.[25][26] Nesse período, revelou que Thalía ganhou dois milhões de dólares para cada um comercial em que ela participou.[27] Ainda como co-apresentadora, esteve em América Celebra a Chespirito, uma homenagem internacional organizada pela emissora mexicana Televisa à Roberto Gómez Bolaños, no ano de 2012.[28]

Televisão
Ano Programa Notas
1991-92 VIP Noche Coapresentadora
1999 Los sopranos Trilha sonora: "Piel Morena"
2006 Cantando por un sueño Trilha sonora: "Cantando por un sueño" (abertura do musical)[29][30]
2008 Bailando por un sueño Trilha sonora: "De dónde soy"
2009 Las aventuras de Eebee y Thalía Apresentadora
2010 So You Think You Can Dance Canada Trilha sonora: "Echa pa'lante"
2012 América Celebra a Chespirito Coapresentadora[31][32]
2012 Dora the Explorer Trilha sonora: "Sing with your Friends"[33]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Thalía estreou no cinema em 1979 no filme mexicano La guerra de los pasteles, onde ela participou ao lado de outros atores, como Eugenio Derbez e sua irmã Laura Zapata; no entanto, seu nome não aparece nos créditos finais.[34][35][36] Em 1998, ela ganhou o seu primeiro e até agora único líder na produção de Hollywood Mambo Café, com recepção moderada.[37][38][39] Na década de 1990, ela participou de três trilhas sonoras, entre as quais Anastasia (filme de 1997) que deu ao compositor Lynn Ahrens , entre outros, a nomeação para "Melhor Canção Original" no Oscar e Globo de Ouro para o tema "viagem ao tempo passado / viagem de volta".[carece de fontes?]

Cinema
Ano Filme Papel Notas
1976 La guerra de los pasteles Garota no salão Não foi citada nos créditos
1997 Anastasia Voz de Anastasia
1998 Ever After: A Cinderella Story Intérprete BSO Trilha sonora: "Es tu amor"
1998 Dance with Me Intérprete BSO Trilha sonora: "Echa pa lante"
2000 Mambo Café Nydia Primeira e única protagonização no cinema
2009 Las muchas vidas de Thalía[40][41] Ela mesma Documentário
2015 Minions Scarlet Overkill Dublagem em castelhano

Teatro[editar | editar código-fonte]

Thalía teve sua passagem pelo mundo do teatro com o trabalho Vaselina 1984, onde atuaram os membros do grupo Timbiriche: Sasha Sökol, Benny Ibarra, Erik Rubín, Diego Schoening, Mariana Garza e Paulina Rubio.[42]

Teatro[42]
Ano Obra Papel
1984 Timbiriche Vaselina Sandy Dee[20][43]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Thalía la reina de las telenovelas podría regresar para encantarnos muy pronto». casatelenovela.com. Consultado em 30 de agosto de 2011. Arquivado do original em 2 de novembro de 2011 
  2. «Thalía: María la del barrio, Marimar, María Mercedes y Rosalinda». seriestop.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  3. «Popular Spanish Soap Operas». Life123.com (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  4. «La María más hermosa de México». de10.com.mx. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  5. «Las mejores telenovelas de Thalía». Terra Networks. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  6. «Las 6 Telenovelas más vistas». oyemexico.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  7. «Las 10 telenovelas más influyentes de Latinoamérica». Todotnv.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  8. quebarato.com.ar. «Thalía - Sus Novelas en Capital Federal, B, Argentina» (em espanhol). Consultado em 1 de Novembro de 2011 
  9. Terra Networks. «'Marimar' es hit en Brasil a 17 años de haberse grabado». Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  10. «Thalía y Marimar conmocionan Brasil». oyemexico.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  11. Vertele.com. «"Operación Triunfo" revoluciona el mundo árabe». Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  12. TSUJI, Fernanda (27 de setembro de 2011). «Bomba: SBT volta a exibir Marimar!». M de Mulher. Editora Abril. Consultado em 15 de abril de 2012 
  13. «Elenco de la Telenovela - María Mercedes». lasnoticiasmexico.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  14. «Thalía, reina de las novelas». laprensa.com.bo. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Arquivado do original em 29 de outubro de 2013 
  15. «Thalía está de volta à programação do SBT com Rosalinda». SBT. 23 de janeiro de 2013. Consultado em 23 de janeiro de 2013 
  16. «María Mercedes Telenovela». Terra Networks. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  17. «Marimar Telenovela». Terra.com. Terra Networks. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  18. «María la del barrio Telenovela». Terra Networks. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  19. «Rosalinda Telenovela». Terra Networks. Consultado em 30 de agosto de 2011 
  20. a b Thalia.compnet.com.pl. «Thalia's nominations and win» (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2011. Arquivado do original em 12 de dezembro de 2011 
  21. «20 años de telenovelas clásicas: Quinceañera». Univision. Consultado em 23 de fevereiro de 2012 
  22. «Thalía celebrará su cumpleaños melancólica porque su madre ya no está». Univision (em espanhol). Univision Communications. p. 14. Consultado em 2 de outubro de 2012 
  23. «Biografía de Thalía». Todomúsica.org. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  24. «Raúl Velasco habla de el éxito que esta teniendo Thalía en España (vip noche)». YouTube. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  25. «Las aventuras de eebee y Thalía». TvyEspectaculos.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Arquivado do original em 3 de dezembro de 2011 
  26. «Las aventuras de Eebee y Thalía en la pantalla chica». Mundotv.portalmundos.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Arquivado do original em 3 de dezembro de 2011 
  27. «Thalía cobra 300% más que Luis Miguel». quien.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  28. Moreira, Renato (13 de março de 2012). «Thalía canta em "América Celebra Chespirito"». RD1. iG. Consultado em 27 de junho de 2013 [ligação inativa]
  29. «Thalía, madrina de Cantando por un sueño». Terra.com.mx. Consultado em 27 de março de 2012 
  30. «Arranque de lujo en Cantando por un sueño Thalía será la madrina». lasnoticiasmexico.com. Consultado em 27 de março de 2012 
  31. «Thalía celebra a Chespirito». Grupo Televisa. Consultado em 27 de março de 2012 
  32. «Thalía en América celebra a Chespirito». tvolucion.esmas.com. Consultado em 27 de março de 2012 
  33. «¡Thalía y Dora la Exploradora juntas!». TVyNovelas. Consultado em 27 de março de 2012 
  34. «Thalía la guerra de los pasteles». Ritmic.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  35. «La guerra de los pasteles». tv3puebla.com. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  36. «Guerra de los pasteles, La (1979) - Reparto». Getamovie.org. Consultado em 7 de janeiro de 2019. Arquivado do original em 29 de abril de 2009 
  37. «Mambo café (1999) - Cartelera». Yahoo movies (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  38. «Mambo Café». Port.hu (em húngaro). Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  39. «Mambo Café». rottentomatoes.com (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  40. «Thalía presentó el documental del disco "Primera Fila"». Esmas. Consultado em 7 de novembro de 2011 
  41. «Thalía presenta documental, disco y nuevo sencillo». ya.fm. Consultado em 7 de novembro de 2011 [ligação inativa]
  42. a b Redteatral.net. «Vaselina con Timbiriche 1984». Consultado em 30 de agosto de 2011 
  43. musica.univision.com. «Thalía Bigorafía». Consultado em 27 de março de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]