Amalia Batista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amalia Batista
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Inés Rodena
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Gilberto Marcín
Produtor(es) Valentín Pimstein
Elenco ver
Exibição
Emissora de televisão original México Canal de las Estrellas
Transmissão original 14 de setembro de 1983 - 21 de setembro de 1984
N.º de episódios 265
Cronologia
Bianca Vidal
Principessa
Programas relacionados Prisionera de amor

Amalia Batista é uma telenovela mexicana produzida por Valentín Pimstein para a Televisa e exibida pelo El Canal de las Estrellas entre 14 de setembro de 1983 e 21 de setembro de 1984[1].

Foi protagonizada por Susana Dosamantes, Rogelio Guerra e Roberto Ballesteros e antagonizada por Alicia Encinas e María Teresa Rivas.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Amalia Batista é uma mulher que passou a maior parte da vida na prisão por ter assassinado em autodefesa seu próprio marido, um homem que a perseguiu constantemente. Felizmente por ela, graças ao advogado José Roberto Covarrubias, Amalia finalmente é libertada com a intenção de recuperar suas duas filhas, Leticia e Reyna. As meninas cuidaram de seus avós paternos, dona Ana Mercedes e Don Daniel, que odeiam Amalia e não pensam em permitir que sua nora recupere suas filhas.

Enquanto isso, Amalia se muda para uma casa humilde em uma área pobre e começa a procurar um emprego. Por acaso, Amalia acabou contratado como servo na casa do advogado que a libertou, José Roberto Covarrubias. José Roberto é casado com Margarita, uma mulher bonita que sofre de uma séria doença terminal e que quer que seu marido não fique sozinho quando morre, então ele se propõe a encontrar uma esposa substituta e escolhe a Amalia como tal, convencida de que ela é a mulher indicada.

Para não perder seu trabalho, Amalia esconde de Margarita sua condição de ex-preso e também muda seu nome para Lorenza. Logo Amalia descobre o amor de José Roberto e, por sua vez, também percebe o mesmo. Com medo de seus sentimentos, Amalia tenta fugir de casa, mas a determinação de Margarita de fazê-la "a esposa perfeita" a faz desistir.

No entanto, a tranqüilidade é curta, uma vez que Dona Esperanza, a tia de Margarita, descobre que Lorenza é realmente a "assassina" Amalia Batista e imediatamente a rejeita e repreende José Roberto pela contratação de um criminoso. Para adicionar insulto ao prejuízo, logo depois chega Irma, um primo de José Roberto, calculando e malicioso, que só quer se casar com ele quando está viúvo. Esperanza informa Irma sobre tudo e começa a assediar Amalia constantemente.

Ao mesmo tempo, Amalia luta para se aproximar de suas filhas, mas Dona Ana Mercedes e Don Daniel a impedem. Leticia, a mais jovem de suas filhas, é uma jovem amável e estudiosa. Por outro lado, o mais velho, Reyna, é rebelde e caprichoso e se casou sem amor com um jovem que a adora e depois o despreza. Amalia sofre por causa da falta de sua filha mais velha e porque ela não pode ajudá-la.

Quando Margarita morre, Amalia é expulsa da casa de Covarrubias. Com a dupla de Dona Esperanza, Irma pretende se casar com José Roberto, mas ele a repudia e expulsa-a de sua casa. Mais tarde, José Roberto pergunta a Amalia, que inicialmente se recusa porque se sente culpada pela morte de Margarita, mas finalmente aceita que ela o ama profundamente. E para sua grande alegria, os avós fazem a paz com ela quando percebem a provação que amalia sofreu com o filho e devolveu as filhas, que também perdoam a mãe.

Tudo parece indicar que nada pode arruinar a felicidade de Amalia, mas o infortúnio retorna à sua vida quando José Roberto conhece Viviana, uma viúva frívola e ambiciosa que matou seu marido para coletar sua herança. José Roberto, cego à perversidade das mulheres, inicia uma relação adúltera com ela e isso faz com que seu casamento com Amalia comece a quebrar. Destruído, Amalia encontra consolação em Esteban, o primo amável de José Roberto, que também é cego. Finalmente, os crimes de Viviana, que são presos, são descobertos, mas o dano já está feito: o casamento de Amália e José Roberto já foi destruído.

Depois de deixar suas filhas bem a caminho, Amalia começa a procurar uma nova vida na selva centro-americana para trabalhar como enfermeira voluntária, deixando também José Roberto mergulhado em profunda tristeza e arrependimento quando vê a mulher que ama partir e que não a soube valorizar como ela se merecia.

Na selva, Amalia conhece o jovem índio Macario, e ambos ficam loucamente apaixonados. Depois de superar as adversidades remanescentes, Amalia e Macario finalmente se casam de acordo com o rito indiano e vivem felizes para sempre.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

TVyNovelas[editar | editar código-fonte]

Categoria Indicado(a) Resultado
Melhor telenovela Valentín Pimstein Indicado
Melhor ator antagonista José Elías Moreno Indicado
Revelação feminina Leticia Calderón Indicado
Melhor atriz Leticia Calderón Venceu

Referências

  1. «Amalia Batista, telenovela». Univisión. Consultado em 2 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]