Rina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rina
Desprezo (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero
Criador(es) História original
Inés Rodena
Adaptação
Luis Reyes de la Maza
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Dimitrio Sarrás
Produtor(es) Valentín Pimstein
Elenco Ofelia Medina
Enrique Álvarez Félix
María Rubio
Carlos Ancira
Alicia Rodríguez
Magda Guzmán
Raúl Meraz
Otto Sirgo
Alicia Encinas
ver mais
Exibição
Emissora de televisão original México Canal de las Estrellas
Formato de exibição (SDTV)
Transmissão original 24 de janeiro de 197723 de janeiro de 1978
N.º de episódios 261
Cronologia
Mañana será otro día
Mamá campanita
Programas relacionados La Italianita (1973)
Rubí rebelde (1989)
María Mercedes (1992)
Inocente de ti (2004)
Maria Esperança (2007)
María Mercedes (2013)

Rina (Desprezo, no Brasil) é uma telenovela mexicana produzida por Valentín Pimstein para a Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 24 de janeiro de 1977 e 23 de janeiro de 1978, substituindo Mañana será otro día e sendo substituída por Mamá campanita.

É um remake da telenovela venezuelana La italianita produzida pela RCTV em 1973 a qual foi baseada na radionovela Enamorada, obra original de Inés Rodena.

Foi protagonizada por Ofelia Medina e Enrique Álvarez Félix, com participação especial de Carlos Ancira e antagonizada por María Rubio.

Rina foi a segunda telenovela mexicana a ser exibida pelo SBT, entre 25 de janeiro e 31 de agosto de 1983, às 18 horas em 183 Capítulos. Foi reapresentada, às 13 horas, de janeiro a abril de 1984, e posteriormente, de junho a agosto de 1991, às 16h30, na sessão Novelas da Tarde,[1] no Brasil, foi lançado um LP com músicas originais da novela e outras cantadas na novela apenas no Brasil. Em 2007, o SBT faria o remake desta obra, Maria Esperança, protagonizada por Bárbara Paz.

No Brasil, teve média geral de 10 Pontos.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Conta a história de Rina uma moça corcunda que vende flores para sustentar seu pai e seus irmãos já que a mãe os abandonou. Um dia, quando vendia suas flores, Leopoldo, um homem velho, inválido, amargurado e muito rico a chama por uma janela e a manipula para que se case com ele, já que não quer deixar a herança para sua cunhada Rafaela. Rina aceita se casar com ele devido a problemas econômicos. Pouco tempo depois Leopoldo morre e Rina se torna a herdeira de uma grande fortuna. Rina faz uma operação, deixa de ser corcunda e se transforma em uma linda mulher. Rafaela não concordando em ter perdido a herança, acaba montando um plano, com a ajuda de seu filho Carlos Augusto que acabou de ficar viúvo.

Carlos Augusto casa-se com Rina que se apaixona por ele, mas Carlos Augusto a despreza e não se deita com ela. Um dia ambos bebem muito, acabam dormindo junto e Rina fica grávida e pouco a pouco Carlos Augusto se apaixona por Rina. Mas Rafaela não se dá por vencida e faz com que Rina se passe por Louca para que Rafaela fique com seu neto e a fortuna.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Versões[editar | editar código-fonte]

  • Rina está baseada na radionovela Enamorada de Inés Rodena.

As seguintes versões desta história são:

Na Venezuela:

No México:

No Brasil:

Nas Filipinas

Referências

  1. Rina em Telenoveleiros

Ligações externas[editar | editar código-fonte]