La otra (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
La otra
A Outra (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 45 min
Criador(es) Liliana Abud
País de origem  México
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Benjamín Cann
Produtor(es) Ernesto Alonso
Elenco Yadhira Carrillo
Juan Soler
Jacqueline Andere
Sergio Sendel
ver mais
Tema de abertura "La Otra", Benny Ibarra e Edith Márquez
Exibição
Emissora de televisão original Televisa
Transmissão original 20 de maio de 2002 - 20 de setembro de 2002
N.º de episódios 90

La otra (no Brasil: A Outra) é uma telenovela mexicana produzida pela Televisa e exibida entre 20 de maio e 20 de setembro de 2002, substituindo Salomé e sendo substituída por Así son ellas.

A história original é de Liliana Abud e foi adaptada por Jaime García Estrada e Orlando Merino.

Yadhira Carrillo protagoniza ao lado de Juan Soler e ao mesmo tempo antagoniza a trama, junto a Jacqueline Andere, Sergio Sendel e Verónica Jaspeado .

Enredo[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Bernarda vive com as filhas pequenas Eugênia e Carlota. O pai das meninas, Leopoldo (um homem bem mais velho), pouco aparece em casa. Na verdade, ela não é legalmente casada. Leopoldo tem uma família legítima com Marta e um filho chamado Romano.

Ainda muito jovem, Bernarda começou a trabalhar em uma das lojas de Leopoldo, junto com sua prima Fabiana. O comerciante se apaixonou por Bernarda e resolveu levá-la para viver em uma cidade onde ninguém os conhecia e onde poderiam simular um casamento.

Grávida de Eugênia (que na verdade é filha do fazendeiro Delfino, seu amante de longa data), Bernarda aceitou essa situação porque Delfino não assumiu a criança e foi embora. Leopoldo e Delfino não sabem da verdade. A única pessoa que conhece o segredo é Fabiana. Somente Carlota é filha de Leopoldo.

Com a morte de Leopoldo muita coisa muda na vida de suas duas famílias. Bernarda vai ao velório levando as filhas e encontra Marta, que não se conforma com a presença da amante do marido. Romano também fica muito perturbado e acaba expulsando Bernarda e as meninas de sua casa.

Quando o testamento é aberto, descobre-se que Leopoldo dividiu a sua fortuna em três partes iguais, uma para cada filho. Bernarda é nomeada responsável pela parte de suas duas filhas até que elas se casem, condição imposta por Leopoldo. A saúde de Marta fica comprometida e ela morre. Romano jura vingar-se de Bernarda.

Início e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Quando a história tem início, Carlota e Eugênia são jovens. Eugênia está apaixonada por Romano, mas se encontra com ele somente ás escondidas de Bernarda. Romano acredita que Eugênia é sua meia irmã e seu único intuito é se vingar de Bernarda e suas duas filhas.

Fabiana ficou ao lado de Bernarda todos esses anos como sua governanta, no entanto, ela não é amiga sincera e sim, morre de inveja da prima. Ela também guarda um segredo: Quando jovem teve um caso com um trapezista e engravidou, mas ele seguiu com o circo, e não quis assumir a paternidade. Sem coragem de ser mãe solteira, Fabiana abandonou o bebê no hospital para ser adotado e sofre o remorso do seu ato.

Bernarda administrou com eficiência os bens que Leopoldo deixou para suas filhas, tornando-se uma mulher rica e poderosa. Mas o dinheiro passou a ser a sua única paixão. Numa discussão, Fabiana revela pra Eugênia que ela não é filha de Leopoldo, oque deixa Bernarda furiosa. Eugênia fica transtornada, mais feliz. Um dia, Eugênia toma coragem e se entrega a Romano após ele prometer casamento, porém ele desaparece e satisfeito por ter se vingado da suposta meia- irmã. Bernarda descobre a gravidez e para evitar fofocas manda Eugênia ir morar no interior acompanhada de Tereza, a babá das filhas que continuou sendo empregada de Bernarda. As irmãs sofrem com a separação.

Já Carlota apaixona-se por Álvaro, um jovem estudante de medicina. Seu amor é correspondido, mas Bernarda proíbe a relação temendo que eles se casem, o que a obrigaria a entregar metade de sua fortuna para Carlota, porém eles ainda se encontram as escondidas.

Meses depois Bernarda fica sabendo que Eugênia vai se casar com Santos e vai ao encontro da filha para impedir o casamento.Após uma forte discussão com a mãe, Eugênia acaba dando a luz e pede que Tereza esconda e crie seu filho longe da mãe para que ela não sofra como ela e a Irmã. Eugênia morre e Tereza se encarrega do pedido e Eugênia, escondendo o garoto de Bernarda.

Após se entregar a Alvaro, Carlota sofre com a morte da irmã. Quando Caixão fechado de Eugênia chega para o velório, Alvaro aparece e Bernarda o faz acreditar que quem morreu foi Carlota e muito magoado ela sai da cidade jurando nunca mais voltar. Carlota acredita que foi usada e abandonada

Na nova cidade, Álvaro conhece Cordélia, uma mulher pobre mas elegante e idêntica a Carlota. Uma não sabe da existência da outra e não possuem nenhum parentesco. A moça mora com os pais, João Pedro e Matilde, e a irmã, Apolônia. Cordélia é petulante, ambiciosa e vulgar.

Com a morte de Lupita, Cordélia fica sabendo que Adriano é adotado, e passa a evitá-lo, rompendo o caso, o que o deixa furioso. Cordélia se aproxima de Álvaro, que encantado com a semelhança da moça com Carlota acaba a pedindo em casamento.

Dez anos se passam. Ambos são muito ricos, e têm uma filha, a doce Natália, que adora os dois, apesar do mau gênio da mãe, que continua cada vez mais fútil, ainda mantendo um caso com o cunhado e maltratando a filha. Álvaro até hoje não conseguiu esquecer Carlota, e acaba por pintar um quadro com sua imagem, o que deixa Cordélia revoltada.

Carlota continua morando com a mãe, sofrendo desde que Álvaro supostamente a abandonou e com os maus tratos da mãe que fez tudo para ela nunca se casar. Durante este tempo, estudou e se formou, trabalhando como professora de artes plásticas numa escola primária.

Álvaro e a filha embarcam numa viagem de navio e Cordélia faz de tudo para não ir com eles. Por uma jogada do destino Carlota embarca no mesmo navio e é confundida com Cordélia. Apesar de transtornada, Carlota não desfaz o mal entendido e por toda a Viagem vivem como uma família feliz, deixando Álvaro e Nathalia intrigados com o bom comportamento da suposta Cordélia.

Cordélia e Adriano descobrem que Carlota está viva mas escondem de todos e pensam tirar vantagem. Porém eles se desentendem cada vez mais e Adriano acaba matando Cordélia.

Carlota está prestes a se casar com um Joaquim, um senhor Milionário conhecido através de Bernarda, porém ele morre antes do casamento.

Cansada dos maus tratos da mãe, Carlota decide ir morar com amigos. Á convite da Amiga Miréia, aceita voltar pra cidade que morava apenas para assistir um evento da amiga, mas perde o ônibus que sofre um acidente onde todos os passageiros morrem. Dada como morta, carlota decide não desfazer o mal entendido.

Adriano reencontra Carlota e a convence a ir se passar por Cordélia na Fazenda de Álvaro par que ninguém suspeite da morte de Cordélia, alegando que só ela pode tirar Natália do sofrimento pois ele mente dizendo que Cordélia abandonou a Família.Carlota mais uma vez vive ao lado do grande amor sem revelar a verdade.

Lido o testamento de Joaquim, Bernarda descobre que Carlota é a única herdeira, porém como ela supostamente está morta, Bernarda não consegue tomar conta da herança.

Romano,casado, se aproxima de Bernarda com um nome falso mas sem se dar conta de quem ela é e após descobri-la, decide se vingar através de um plano. Bernarda descobre que Romano foi quem enganou Eugênia e faz o plano virar contra ele, roubando -lhe a fortuna herdada.

Bernarda descobre que Carlota está viva e se passando por Cordélia, e num plano com Adriano convencem Carlota a voltar a viver com a mãe. Adriano diz á Carlota que Cordélia voltará, e Carlota vai embora. Ninguém suspeita de nada. Tereza conta a Fabiana todo o mal que Bernarda fez a Carlota e Álvaro. Quando sabe, Carlota fica transtornada e revoltada com a mãe, mas não a afronta. Álvaro também descobre que Carlota não morreu e a procura, descobrindo que era Carlota que esteve em sua casa nos últimos meses e inclusive na viagem de navio. Eles se reaproximam e ele a leva para Fazenda.

Álvaro e Carlota descobrem várias maldades de Adriano e Cordélia através dos diários de Cordélia. O corpo de Cordélia é encontrado, e Álvaro, Justo e Carlota suspeitam de Adriano. Eles planejam enganar Adriano, para que ele confesse o crime. Carlota finge que é Cordélia, e finge brigar com Álvaro, dizendo que não morreu, que o enganou mais uma vez, e fala coisas que só Cordélia saberia. Bernarda também os ajuda em troca da Herança de Joaquim. Estarrecido, Adriano acaba dizendo á Carlota, acreditando se tratar de Cordélia que seria impossível ela sobreviver após ele a ter jogado do alto de um barranco. Álvaro e o delegado ouvem a confissão e o perseguem, mas ele foge.

Adriano denuncia Bernarda por supostos crimes mas morre após uma armadilha de Bernarda, que escapa da perseguição policial. Ninguém nunca mais a vê.

Carlota revela a todos a verdade. Carlota abraça o sobrinho eles se emocionam ao lembrar de Eugênia.

Álvaro e Carlota se casam e Nathália a passa a chamar-la de mãe. Carlota revela que está grávida e eles são felizes para sempre.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Exibição no Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, foi exibida pelo SBT entre 15 de março a 13 de agosto de 2004, em 110 capítulos, substituindo Canavial de Paixões, às 20h40.[1] Antes de optar pela exibição da novela, o SBT pretendia produzir um remake, anunciando a contratação de Mel Lisboa para ser as gêmeas Carolina e Clarice, mas o tempo de mudança e a verba impediram a produção e sua estreia, fazendo com que o SBT optasse pela exibição da versão original dublada.[2][3][4][5]

Foi também exibida pela CNT entre 7 de setembro de 2009 a 2 de abril de 2010, em 150 capítulos, substituindo Marimar e sendo substituída por Acorrentada, no horário nobre.

Audiência[editar | editar código-fonte]

No México[editar | editar código-fonte]

Em sua exibição original, a trama alcançou 23 pontos de média.[6]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em sua exibição no SBT, obteve média geral de 7.9 pontos, índice considerado baixo já que a meta era de 13 pontos. A audiência oscilava entre 6 e 10 pontos diariamente.

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio TVyNovelas de 2003[editar | editar código-fonte]

Categoria Pessoa Resultado
Melhor telenovela Ernesto Alonso Ganhador
Melhor atriz protagonista Yadhira Carrillo Ganhadora
Melhor ator protagonista Juan Soler Ganhador
Mejor vilã Jacqueline Andere Nomeada
Melhor primeira atriz Ganhadora
Melhor vilão Sergio Sendel Nominado
Melhor atriz secundária Azela Robinson Nomeada
Melhor revelação masculina Julio Bracho Nomeado
Melhor direção de cena Benjamín Cann Ganhador

Premios El Heraldo de México 2003[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Novela A Outra estréia no SBT na próxima segunda». Babado IG. 4 de março de 2004. Consultado em 6 de agosto de 2015 
  2. Roberta Brasil (14 de março de 2004). «SBT estréia nova trama mexicana nesta segunda». Diário do Grande ABC. Consultado em 28 de setembro de 2019 
  3. Daniel Castro (14 de março de 2004). «Fragilizado, SBT ataca com "A Outra", dublada». Folha de S.Paulo. UOL. Consultado em 5 de janeiro de 2014 
  4. «Novela cancelada e atriz sem rumo». Pernambuco.com. Diario de Pernambuco. 22 de fevereiro de 2004. Consultado em 5 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 6 de janeiro de 2014 
  5. «Custos fazem SBT suspender "A Outra", diz jornal». Terra Networks. 11 de fevereiro de 2004. Consultado em 5 de janeiro de 2014 
  6. «Histórico Novelas 20:00» (PDF). Menoc. Consultado em 22 de novembro de 2015. Arquivado do original (PDF) em 23 de novembro de 2015