Fuego en la sangre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fuego en la sangre
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Duração 45 minutos
Estado Finalizada
Criador(es) Julio Jiménez
Liliana Abud
País de origem México
Idioma original (em castelhano)
Produção
Diretor(es) Miguel Córcega
Produtor(es) Salvador Mejía Alejandre
Elenco Adela Noriega
Eduardo Yáñez
Nora Salinas
Pablo Montero
Jorge Salinas
Diana Bracho
Elizabeth Álvarez
(ver mais)
Tema de abertura Para Siempre, Vicente Fernández
Tema de encerramento Para Siempre, Vicente Fernández
Exibição
Emissora de televisão original Las Estrellas
Formato de exibição 480i (SDTV)
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 21 de janeiro2 de novembro de 2008
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 205
Cronologia
Programas relacionados Las aguas mansas
Pasión de Gavilanes

Fuego en la sangre é uma telenovela mexicana produzida por Salvador Mejía Alejandre, para a Televisa e exibida pelo Las Estrellas entre 21 de janeiro e 2 de novembro de 2008, substituindo Pasión e antecedendo Mañana es para siempre, em 205 capítulos.[1]

Adaptada por Liliana Abud, é um remake das novelas colombianas Las aguas mansas e Pasión de Gavilanes, produzidas em 1994 e 2003, respectivamente.

A trama é protagonizada por Adela Noriega, Eduardo Yáñez, Jorge Salinas, Elizabeth Álvarez, Nora Salinas e Pablo Montero e antagonizada por Guillermo García Cantú, Ninel Conde, Susana Zabaleta e Diana Bracho.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Uma pequena cidade chamada Cidade de Serdan, no estado de Puebla, vivem os irmãos Reyes, Juan, Oscar, Franco e Líbia. Esta última mantém um relacionamento com Bernardo Elizondo, proprietário da Fazenda San Agustín, que vive um tempestuoso casamento com Gabriela Acevedo, uma pessoa fria, autoritária e amarga. Depois da morte de Bernardo pelas mãos de Fernando Escandón, o seu genro, Líbia está no funeral onde ela é expulsa por Gabriela. Líbia corre para o rio, e chora desconsoladamente. Fernando ainda está lá e a mata para evitar que o filho que esperava goze da fortuna deixada por Bernardo.

Todos pensam que Líbia cometeu suicídio depois de saber que Bernardo era casado. Então, seus irmãos juram diante de seu túmulo se vingarem de alguma forma de Bernardo Elizondo e as três filhas dele serão sua vingança. Eles chegam à fazenda com a ajuda de Eva, fiel governanta da fazenda e se passam por pedreiros que irão construir uma pequena cabana onde possam viver Sofia e Fernando.

Sofia é a filha mais velha de Bernardo. Depois de estuprada, ela foi casada a força por Gabriela com Fernando. A presença dos Reyes perturba as irmãs Elizondo. Juan se apaixona por Sofia, Jimena por Oscar e Sarita por Franco. Embora os três tinham concordado em namorar as Elizondo e depois abandoná-las com o coração partido se apaixonam por elas. Juan descobre uma mulher sensível e amável em Sofia, Jimena e Oscar têm o mesmo coração selvagem e rebelde e Franco e Sarita são almas gêmeas sensíveis e poéticas. Esta situação dificulta o desejo de vingança dos Reyes.

No entanto, os três percebem que seu amor é impossível por causa do juramento de vingança que fizeram a sua irmã e do péssimo caráter de Gabriela, que, com a presença dos Reyes, recorda um passado amor e os três irmãos o instrumento de sua vingança.

Logo, as Elizondo descobrem a verdadeira razão pela qual os Reyes estavam perto delas: Sofia tem uma filha com Juan, que é sequestrado por Fernando Escandón, por ordens da malvada Gabriela. Além disso, após o divórcio de Sofia e Fernando, este se casa com Gabriela com a intenção de roubar sua fortuna.

Além disso, Os Reyes enfrentam outro problema, que é o de descobrir o assassino de seus pais, colocando como suspeitos o falecido Bernardo Elizondo, Ricardo Uribe, e inclusive Gabriela Elizondo. Ao descobrir que a terra dos Uribe pertence a eles, expulsam essa família. Assim, deve agora enfrentar o regresso de Ricardo Uribe, as loucuras de Raquel Uribe e Ruth Uribe, filhas dele. Nos últimos dias, as verdades são reveladas: Ricardo Uribe matou os pais dos Reyes, por um capricho de Gabriela, que era sua amante, com quem tiveram uma filha: Ruth Uribe. Isto explica porque o medo e a loucura de Raquel Uribe foram causados por que ela não podia ter filhos. Resultou Sofia a verdadeira filha dele.

As mortes dos Uribe começaram a chegar, começando com o assassinato de Raquel Uribe, por seu próprio marido Ricardo Uribe. Ricardo, que está enfrentando os Reyes, é mordido por uma cobra e cai. Nos capítulos finais, Ruth foi morta por Fernando Escandón.

No final, Fernando Escandón, finge sua morte e assim sequestra Sofia, e confessa a ela que a estuprou e todos os seus outros crimes, mas Juan a resgata e tem uma luta com Fernando, que, se sentindo encurralado, comete suicídio com uma bala na nuca. Entretanto, Gabriela Acevedo, tendo sido enterrada (e todos acreditavam que havia morrido com um veneno que a mantém em sono), desperta na sepultura e grita por ajuda. Sua claustrofobia a deixa louca, e ela grita o nome de Fernando como um traidor, por não ter desenterrado ela, mas Fernando já estava morto. Gabriela morre asfixiada em seu caixão, em poucas palavras: enterrada viva.

Os Reyes e as Elizondo casam-se no mesmo dia na igreja do padre Tadeu, e vivem felizes na terra de João, Oscar e Franco Reyes.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Exibição[editar | editar código-fonte]

A trama estreou no dia 21 de janeiro de 2008, às 21h, depois que Pasión, que até então era transmitida às 21h, foi remanejada para às 22h, terminando dia 2 de novembro, em 206 capítulos, e sendo substituída por Mañana es para siempre.

Foi reprisada pelo seu canal original entre 22 de julho de 2013 e 7 de fevereiro de 2014, em 145 capítulos.

Foi reprisada novamente pelo seu canal original de 27 de agosto de 2018 a 22 de março de 2019, em 150 capítulos, substituindo Mi corazón es tuyo e sendo substituída por Un refugio para el amor, ao meio-dia.

Audiência[editar | editar código-fonte]

Em sua exibição original, a trama foi um fenômeno de audiência, chegando a marcar 37 pontos em seu último capítulo. Terminou com média geral de 31.6 pontos, um sucesso para o horário.

Em sua primeira reprise, a trama marcava entre 7 e 9 pontos diários, e terminou com média geral de 8 pontos.

A segunda reprise acabou com 7 pontos de média geral.[2]

Dados Técnicos[editar | editar código-fonte]

  • História original: Julio Jiménez
  • Versão original: Liliana Abud
  • Adaptação: Ricardo Fiallega
  • Edição literária: Dolores Ortega
  • Diretora de arte: Cristina Martinez de Velasco
  • Cenografia: Diego Lazcuráin Farell
  • Ambientação: Angélica Serafín
  • Coordenador artístico: Gerardo Lucio
  • Figurinista: Gabriela Castellanos
  • Chefes de produção: Beatriz de Anda, Alfonso López
  • Tema principal: Para siempre (Autor: Joan Sebastian; intérprete: Vicente Fernández)
  • Música original: José Antonio “Potro” Farías
  • Coordenação musical: Luis Alberto Diazayas
  • Edição: Marco A. Rocha, Pablo Peralta, Alfredo Frutos Maza
  • Coordenação geral: Laura Mezta
  • Supervisor de edição: Adrián Frutos Maza
  • Gerente de produção: Aarón Gutiérrez
  • Direção de câmeras em locação: Jesús Acuña Lee
  • Produtor associado: Bosco Primo de Rivera
  • Direção de câmeras: Manuel Barajas
  • Direção de cenas: Miguel Córcega, Edgar Ramírez e Alberto Díaz
  • Produtor Executivo: Salvador Mejía Alejandre

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Prémios TVyNovelas 2009
Categoria Nomeado(a) Resultado
Melhor telenovela Salvador Mejía Alejandre Ganhador
Melhor atriz protagonista Adela Noriega Nomeada
Melhor ator protagonista Eduardo Yañez Nomeados
Jorge Salinas
Melhor atriz antagonista Diana Bracho Ganhadora
Melhor ator antagonista Guillermo García Cantú Ganhador
Melhor atriz co-protagonista Patricia Reyes Spíndola Ganhadora
Melhor ator co-protagonista René Casados Nomeado
Melhor história ou adaptação Liliana Abud Nomeada
Melhor direção de cena Miguel Córcega Nomeado
Melhor direção de câmaras Miguel Barajas

Jesús Acuña Lee

Nomeados

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Final de 'Fuego en la sangre' será el 2 de Noviembre». TV e Espectáculos. 26 de setembro de 2008. Consultado em 11 de maio de 2015. Arquivado do original em 21 de maio de 2015 
  2. «Lupita Audiências». lupitaaudiencias.blogspot.com. Consultado em 26 de maio de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]