Dos hogares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dos Hogares
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Romance
Suspense
Duração 60 min.
Criador(es) María Zarattini
Emilio Larrosa
País de origem  México
Idioma original (Espanhol)
Produção
Diretor(es) Gerardo Gómez
Luis Monroy
Víctor Manuel Fouilloux
Armando Quiñones
Produtor(es) Arturo Pedraza L. (associado) Emilio Larrosa (executivo)
Elenco Anahí
Carlos Ponce
Sergio Goyri
Olivia Collins
Malillany Marín
Joana Benedek
Alfredo Adame
Claudia Álvarez
Víctor Noriega
Maya Mishalska
Gabriela Goldsmith
ver mais
Tema de abertura "Dividida", Anahí
"Dos Hogares", Laura León
Tema de encerramento "Rendirme En Tu Amor", Anahi e Carlos Ponce
Exibição
Emissora de televisão original Canal de Las Estrellas
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 27 de junho de 2011 - 20 de janeiro de 2012
N.º de episódios 150
Cronologia
Último
Triunfo del Amor
Abismo de Pasión
Próximo

Dos Hogares é uma telenovela mexicana produzida pela Televisa e exibida pelo Canal de Las Estrellas entre 27 de junho de 2011 e 20 de janeiro de 2012, sucedendo Triunfo del Amor e sendo sucedida por Abismo de Pasión.

Produzida por Emilio Larrosa com a colaboração de Ricardo Barona e Saúl Pérez Santana e dirigida por Gerardo Gómez, Luis Monroy, Víctor Manuel Fouilloux e Armando Quiñones.

A trama é protagonizada por Anahí, Carlos Ponce e Sergio Goyri e antagonizada por Alfredo Adame, Jorge Ortiz de Pinedo e Olivia Collins.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O que acontece quando o destino muda a vida de uma mulher, diante da decisão mais difícil de tomar? Quando a vida te sorri e depois joga com seus sentimentos, estará vivendo em "Dois Lares".

Depois de superar diversos obstáculos para ficarem juntos, Angélica (Anahí) e Santiago (Carlos Ponce) se casaram e estavam dispostos a viver uma vida longa e feliz juntos, para a decepção de Patricia (Olivia Collins), a mãe de Santiago, que não estava de acordo com o casamento.

A felicidade de Angélica e Santiago não dura muito tempo, já que ele sofre um terrível acidente e desaparece. Acreditando que seu marido morreu, Angélica está focada na reconstrução de sua vida com a ajuda de sua família e Ricardo (Sergio Goyri), um homem bom e mais velho. Com a aproximação de Angélica e Ricardo, Angélica percebe que está sentindo algo por Ricardo e começa a se afastar dele para não criar mais problemas com Patricia, sua sogra e noiva de Ricardo. Mas Ricardo não ama Patricia, e ao ver que está apaixonado por Angélica, decide acabar o noivado e lutar pelo amor dela. Ele consegue, Angélica se apaixona de vez por ele e os dois finalmente se casam.

Pouco tempo depois, Angélica faz uma descoberta que mudará sua vida para sempre: Santiago na verdade está vivo e perambulando pelas ruas, uma vez que sofre de amnésia. Decidida a manter o reaparecimento de Santiago em segredo até que ele possa se recuperar, Angélica começa a levar uma vida dupla, por um lado ajudando na recuperação de Santiago e por outro mantendo a paz de sua casa com Ricardo. Angélica começa a mentir por dois sem limites, Santiago começa a desconfiar da sua ausência e Ricardo começa a estranhar o comportamento da esposa. Ela está apaixonada por dois homens, ambos com suas qualidades e seus defeitos. O que Angélica fará a partir do momento que se encontrar dividida entre Dois Lares?

Produção[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2010 foi divulgado que o produtor Emilio Larrosa estrearia sua nova telenovela em horário nobre, que substituiria Triunfo del Amor, na época, sem nome intitulado ainda.

As filmagens da telenovela tiveram início em abril de 2011 e os primeiros capítulos foram gravados no Distrito Federal, México e em Dallas, no Texas.

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Jaime Camil, Aracely Arámbula e Saúl Lisazo estavam cogitados para os papeis principais da trama. Meses depois, Camil confirmou que não participaria da novela, pois seus projetos no teatro e no cinema não batiam com os horários de gravações. Jorge Salinas esteve na lista dos possíveis protagonistas de Larrosa para substituir Camil, mas já estava escalado em outra produção da Televisa, na telenovela La Que No Podía Amar.

O ator Guy Ecker também foi cogitado para protagonizar, mas devido a suas exigências, Larrosa achou melhor descartá-lo. Segundo publicação, Guy pediu uma casa luxuosa, um salário altíssimo e um carro blindado para seu transporte no México. Larrosa informou que o protagonista seria um ator de Hollywood, sem nome ainda revelado.

Larrosa fez uma pesquisa de grupo (focus group) e decidiu não colocar mais Aracely. Estiveram cotadas Anahí, Ana María Orozco, Carolina Siachoque e Sonya Smith para o papel principal.[1]

Depois de prolongadas negociações, foi confirmado que a atriz e cantora mexicana Anahí seria a protagonista da trama, ao lado do ator portoriquenho-hollywoodiano Carlos Ponce e do ator mexicano Sergio Goyri.[2][3][4]

Alejandro Camacho interpretaria o antagonista da trama, Cristóbal, mas foi substituído pelo ator Jorge Ortiz de Pinedo. Após 6 anos longe das novelas mexicanas, a trama de Larrosa marcou a volta da atriz mexicana Olivia Collins como a antagonista principal da trama.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Anahí foi Angélica.
Carlos Ponce foi Santiago.
Ator Personagem
Anahí Angélica Estrada Mejía[5]
Carlos Ponce Santiago Ballesteros Ortíz[5]
Sergio Goyri Ricardo Valtierra Correa[5]
Olivia Collins Patricia Ortiz Monasterio de Ballesteros[5]
Jorge Ortiz de Pinedo Cristóbal Lagos[5] / Chris Lakes[5]
Laura León Refugio Urbina de Lagos[5]
Claudia Álvarez Adela Arizmendi[5]
Alfredo Adame Armando Garza Zamudio[5]
Malillany Marín Jennifer Garza Larrazábal[5]
Joana Benedek Yolanda Rivapalacio[5]
Silvia Manríquez Amparo Mejía de Estrada
Víctor Noriega Darío Colmenares
Maya Mishalska Pamela Ramos
Felipe Nájera Guillermo
Gabriela Goldsmith Verónica Larrazábal de Garza
Abraham Ramos Claudio Ballestros Ortíz Monasterio
Jose Carlos Femat Jorge Estrada Mejía
Carlos Bonavides Eleazar Pérez
Elizabeth Valdez Beatriz Noriega
José Luis Cordero "Pocholo" Mario
Marisol Santacruz Mara Acevedo Sandoval
Lalo "El Mimo" Gaspar Rincón
Raul Buenfil Octávio Noriega
Ana Bekoa Dayana Díaz
Pablo Magallanes Oscar Lagos
Mariana Echeverría Bruna
Erika García Flor Lopez
Maribel Fernández Enriqueta "Queta" Pérez
Gaby Carrillo Cristina Lagos
Arturo Vasquéz Julián Martínez
Marcus Ornellas Kairo
Lorena Velázquez Carmela
Rogelio Guerra Rodrigo Valtierra
Miguel Palmer Hernán Colmenares
Hugo Aceves Luis Miguel "El Ojos Verdes" Sánchez
Roberto Tello Rodolfo de la Colina
Mauricio García-Muela Mauricio Pérez
José Luis Cordero "Pocholo" Mario
Rudy Casanova Don Fidel
Mundo Siller "El Jagger"
Marco Uriel Baldomero Lagos
Esteban Franco Artemio "El Lagarto"
Yolanda Ciani Martha
Archie Lafranco Servando Uriostegui
Dobrina Cristeva Sofía
Emma Escalante Karina
Eduardo de Guise Pedro
Frances Ondiviela Diana
Javier Herranz Leopoldo Garcia
Manuel Landeta Ernesto
Diana Golden Paola Diaz
Marco Munoz Esteban
Theo Tapia Enrique Arismendi
Alberto Estrella Damian

Recepção[editar | editar código-fonte]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

O colunista Álvaro Cueva do site mexicano "Milenio" criticou negativamente a novela. Segundo Cueva, Dos Hogares não é uma novela, é uma "história de café". O primeiro capítulo não destacou o tema principal da trama e os personagens principais e uma boa parte de suas situações foram surpreendentemente mal planejadas. Para Cueva, a trama não é ruim, tem um excelente elenco, Anahí está em seu melhor momento com mulher. Se Larrosa tivesse feito em Dos Hogares, o que fez em Hasta Que El Dinero Nos Separe, a trama seria muito melhor.[6]

O site "Novela Lounge" criticou positivamente a personagem Angélica Estrada. A personagem não é uma protagonista "certinha", que tem que ser um exemplo a seguir. Pois vemos os erros de Angélica e para não cometermos os mesmo erros em nossas vidas, tomarmos as decisões certas e não ficarmos "divididos".

Muitos dizem que Angélica é muito mal, que tem que tomar logo uma decisão. Faz parte da historia. Obviamente está confusa, obviamente tomará uma decisão, mas antes ela "desfrutará" do amor dos dois, não? Ou seja, se os problemas se resolvessem de um dia pro outro, não haveria historia, não haveria o que contar. - Concluiu o colunista do site.[7]

Audiência[editar | editar código-fonte]

A trama estreou com 23.6 pontos. O índice é considerado baixo, pois o horário estava em baixa. Porém a audiência foi caindo ainda mais ao longo do tempo, tanto que em 15 de setembro de 2011, a trama registrou apenas 13 pontos. Apenas no último capítulo ela registrou recorde de audiência, com 25.3 pontos. Durante toda sua exibição, teve média de 19.5 pontos.[8]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicado Resultado
2011 Califa de Oro Melhor Telenovela do Ano Emilio Larrosa Venceu[5]
2012 Prêmio TVyNovelas Mejor Telenovela Indicado
Melhor Atriz Protagonista Anahí Indicado
Melhor Ator Protagonista Sergio Goyri Indicado
Melhor Ator Antagonista Jorge Ortiz de Pinedo Indicado
Melhor Atriz Antagonista Olivia Collins Indicado
Melhor Atriz Juvenil Claudia Álvarez Indicado
Melhor Tema Musical "Rendirme En Tu Amor" (Anahí & Carlos Ponce) Indicado
Melhor história ou Adaptação Emilio Larrosa, Ricardo Barona, Saúl Pérez Santana Indicado
Premios Juventud ¡Está Buenísimo! Carlos Ponce Indicado
Menina Que Me tira o sono Anahí Indicado
Melhor Tema Noveleiro "Dividida" (Anahí) Indicado
Kids Choice Awards México Actriz Favorita Anahí Indicado

Transmissão[editar | editar código-fonte]

País Canal Início Final Título
México México Canal de las Estrellas 27 de junho de 2011 Concluído
Dos Hogares
República Dominicana República Dominicana Telemicro 18 de julho de 2011
Paraguai Paraguai La Tele 25 de julho de 2011
Panamá Panamá Telemetro 17 de agosto de 2011
Peru Peru América Televisión 25 de agosto de 2011
Honduras Honduras Canal 5 06 de setembro de 2011
Bolívia Bolivia Red 1 07 de setembro de 2011
Chile Chile MEGA 07 de setembro de 2011
Uruguai Uruguai Red 1 07 de setembro de 2011
Lituânia Lituânia LNK 01 de outubro de 2011
Dvigubas Gyvenimas
Equador Equador Gama TV 17 de outubro de 2011
Dos Hogares
Hungria Hungria Zone Romantic 24 de outubro de 2011
Kettős Élet
Polónia Polónia Zone Romantica 24 de outubro de 2011
Podwójne Zycie Angeliki
Costa Rica Costa Rica Canal 6 31 de outubro de 2011
Dos Hogares
Estados Unidos Estados Unidos Univision 31 de outubro de 2011
Eslovénia Eslovénia POP TV 04 de novembro de 2011
Moji Dve Ljubezni
Porto Rico Porto Rico Univision 15 de novembro de 2011
Dos Hogares
El Salvador El Salvador TCS Canal 2 28 de novembro de 2011
Nicarágua Nicarágua TV Red 03 de janeiro de 2012
Albânia Albânia Vizion Plus 09 de janeiro de 2012
Jetë e Dyfishtë
Israel Israel Viva Plus 17 de junho de 2012
حياة مزدوجة
Roménia Roménia Acasa TV 6 de julho de 2012
Dragoste la Indigo
Argentina Argentina Canal 9 10 de setembro de 2012
Dos Hogares
Angola Angola ZAP Novelas 1 de janeiro de 2013
Vida Dupla
Moçambique Moçambique

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Arámbula descartada en “Dos Hogares”.
  2. Anahí confirmada em novela..
  3. Anahí inicia grabaciones de Dos hogares..
  4. Presentan a Carlos Ponce como galán de 'Dos Hogares'..
  5. a b c d e f g h i j k l Angélica. Página visitada em 27/06/2011. Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  6. Crítica a “Dos hogares”..
  7. Dos Hogares Con Opiniones ‘Divididas’..
  8. «Reporte de Rating:Dos Hogares». Zetaboards. 23 de janeiro de 2012. Consultado em 12 de julho de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]