Martin Keown

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Martin Keown
Informações pessoais
Nome completo Martin Raymond Keown
Data de nasc. 19 de março de 1966 (50 anos)
Local de nasc. Oxford,  Reino Unido
Nacionalidade Inglês
Altura 1,85 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro e volante
Clubes de juventude
1980-1984 Inglaterra Arsenal
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1984-1986
1985
1986-1989
1989-1993
1993-2004
2004-2005
2005
2012
Inglaterra Arsenal
Inglaterra Brighton & Hove Albion (emp.)
Inglaterra Aston Villa
Inglaterra Everton
Inglaterra Arsenal
Inglaterra Leicester City
Inglaterra Reading
Inglaterra Wembley FC
22 (0)
23 (1)
112 (3)
96 (0)
311 (4)
17 (0)
5 (0)
0 (0)
Seleção nacional
1987-1988
1991-1993
1992-2002
Flag of England.svg Inglaterra sub-21
Flag of England.svg Inglaterra B
Flag of England.svg Inglaterra
8 (0)
1 (0)
43 (2)

Martin Raymond Keown (Oxford, 24 de julho de 1966) é um ex-futebolista inglês, com grande ascendência irlandesa, que jogou a maior parte de sua carreira no Arsenal. Além de zagueiro, chegou a atuar em algumas partidas como volante.

Antes de ser futebolista, jogou futebol gaélico em sua cidade natal.

Carreira por clubes[editar | editar código-fonte]

Keown, revelado pelo Arsenal, jogou pelas categorias de base do clube entre 1980 e 1984, ano em que foi promovido ao elenco principal pelo técnico Don Howe, mas ainda era considerado "verde" para ser titular. Para ganhar mais experiência, os Gunners emprestaram o zagueiro ao Brighton & Hove Albion em 1984, tendo jogado 23 partidas e marcado um gol.

Voltou ao Arsenal em 1985, mas atuou pouco: foram apenas 26 partidas até 1986, quando foi negociado com o Aston Villa por 200 mil libras[1] . No clube de Birmingham, o zagueiro atuou por 3 anos (1986-89), disputando 112 jogos e marcando 3 gols. Foi o suficiente para que o Everton contratasse Keown em 1989, por 750 mil libras[2] . Até 1993, ano em que deixou os Toffees, defendeu a equipe azul de Liverpool em 96 oportunidades.

Seu regresso definitivo ao Arsenal foi em fevereiro de 1993[3] , tendo Keown liderado a zaga Gunner ao lado de Tony Adams, Steve Bould e Andy Linighan. Com as saídas de Linighan para o Crystal Palace em 1997, e de Bould para o Sunderland em 1999, e com a posterior aposentadoria de Adams em 2002, Keown, mesmo com a nova parceria com Sol Campbell, começava a perder espaço a partir de 2003, com a ascensão do jovem marfinense Kolo Touré. Em sua última temporada com os Gunners, que sagrariam-se campeões invictos, o zagueiro disputou apenas 10 partidas[4] , e deixou a equipe londrina em 2004, assinando com o Leicester City durante seis meses.

Em 2005, foi contratado pelo Reading, onde atuou em apenas cinco partidas antes de encerrar a carreira pela primeira vez, ao final da segunda divisão inglesa[5] .

Voltou da aposentadoria no dia 22 de junho de 2012, para jogar em um time da 9° divisão da Inglaterra, o Wembley FC, junto com outros veteranos, como Claudio Caniggia, Ray Parlour, Graeme Le Saux e Brian McBride, disputando a Taça da Inglaterra. Keown não chegou a jogar, e encerrou definitivamente sua carreira, aos 45 anos.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Por ser descendente de irlandeses, Keown foi convencido por Jack Charlton a defender a Seleção Irlandesa, mas o zagueiro não aceitou o convite, preferindo jogar pela Seleção Inglesa de Futebol. Atuou pelas equipes sub-21 e B, antes de chegar ao time principal em 1992, quando foi convocado para a Eurocopa devido à lesão de Mark Wright, e atuou nas três partidas do English Team, eliminado na primeira fase.

Esnobado por Terry Venables, que não convocou o jogador para nenhuma partida, Keown só voltaria a ter chances na Seleção em 1997, já com Glenn Hoddle no comando. Convocado para a Copa de 1998, não jogou nenhuma partida, e disputaria ainda a Eurocopa de 2000, atuando em 2 jogos.

Aos 35 anos, foi lembrado por Sven-Göran Eriksson para disputar a Copa de 2002, mas, como em 1998, foi apenas um espectador no banco de reservas, acompanhando o desempenho da dupla de zaga formada por Rio Ferdinand e Sol Campbell, seu companheiro no Arsenal. Encerrou sua trajetória no English Team após o jogo contra o Brasil[6] , contabilizando 43 partidas e dois gols marcados.

Referências

  1. «Martin Keown profile - Arsenal FC». Sporting-heroes.net. Consultado em 24 de junho de 2010. 
  2. «Martin Keown profile - Aston Villa FC». Sporting-heroes.net. Consultado em 24 de junho de 2010. 
  3. «Martin Keown profile - Everton FC». Sporting-heroes.net. Consultado em 24 de junho de 2010. 
  4. «Games played by Martin Keown in 2003/2004» Soccerbase [S.l.] Consultado em 17 de novembro de 2013. 
  5. «Keown begins coaching education» BBC [S.l.] Consultado em 17 de dezembro de 2013. 
  6. «Keown calls time». BBC Sport BBC [S.l.] 22 de junho de 2002. Consultado em 15 de novembro de 2011. 
Bandeira de InglaterraSoccer icon Este artigo sobre futebolistas ingleses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.