Meninos da Rua Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre um álbum da banda Ira!. Para outros significados, veja Os Meninos da Rua Paulo (desambiguação).
Meninos da Rua Paulo
Álbum de estúdio de Ira!
Lançamento 30 de setembro de 1991
Gravação Junho a agosto de 1991, no Mosh Studio (SP)
Gênero(s) Rock and roll
Mod revival
Idioma(s) Português
Formato(s) LP, K7 e CD
Gravadora(s) WEA
Produção Pena Schimdt e Geraldo D'Arbilly
Cronologia de Ira!
Clandestino
(1990)
Música Calma para Pessoas Nervosas
(1993)

Meninos da Rua Paulo é um álbum de estúdio da banda brasileira de rock Ira!, lançado em 1991.

Contexto, música e gravação[editar | editar código-fonte]

Meninos da Rua Paulo foi uma espécie de volta às origens do próprio Ira!, ao rememorar a "fase mod" compreendida nos dois primeiros discos. O trabalho de composição do repertório se deu de forma mais tranquila para o grupo do que na época do LP anterior, Clandestino. Desta vez, Edgard Scandurra chegou ao ponto de escrever três canções por dia.[1] A banda tinha bastante entusiasmo e esperava obter sucesso com o novo trabalho: "Este disco foi gravado com a intenção de soar o mais 'ao vivo' possível. A gente está entrando numa nova fase, inclusive no que diz respeito à gravadora. as pessoas nos viam com uma imagem do tipo 'O Ira! não quer tocar em rádio, não quer aparecer, não quer vender disco', quando não é nada disso",[2] declarou Nasi ao jornal O Globo.

O álbum traz duas versões em português de canções do rock britânico sessentista: "Imagens de Você", baseada em "Pictures of a Matchstick Man", da banda Status Quo, e a já mencionada "Você Ainda Pode Sonhar", que se trata de uma regravação de uma versão feita por Raul Seixas, ainda na época do conjunto Os Panteras, para a célebre canção "Lucy In The Sky With Diamonds", dos Beatles. Esta última, na versão do Ira!, traz um sampler do famoso misto de batidas percussivas e palmas de "We Will Rock You", da banda Queen.

É o único álbum do grupo que possui um tema totalmente instrumental - no caso, a faixa de encerramento. Além disso, no disco ficou notória a mudança da voz de Nasi, que se tornou mais rouca e mais grave a partir desta época - fato que já podia ser constatado em algumas faixas de Clandestino.

Título[editar | editar código-fonte]

O nome do disco foi inspirado no romance de mesmo nome escrito pelo húngaro Ferenc Molnár, em 1906.

Lançamento e recepção[editar | editar código-fonte]

Meninos da Rua Paulo chegou às lojas de discos no final de setembro de 1991. Apesar de o Ira! fazer aparições na mídia televisiva, em programas como Jô Soares Onze e Meia e Programa Livre, e o videoclipe de "Você Ainda Pode Sonhar", lançado no Fantástico, ser exibido com regularidade na MTV Brasil, o disco não conseguiu chegar à marca de 10 mil cópias vendidas. Na crítica especializada, o álbum pouco despertou interesse. Um dos raros elogios veio de Sérgio Sá Leitão, em resenha escrita para a Folha de S. Paulo: "Ira! volta a mostrar os impulsos juvenis do primeiro LP [Mudança de Comportamento], desgastados em outras investidas menos felizes. Canções acústicas como 'Prisão nas [sic] Ruas' e 'Amor Impossível' remetem ao amor aos 20 anos de 'Coração'. [...] o grupo escapou à lama que aprisiona o pop pátrio."[3]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Rua Paulo"
  2. "Imagens de Você (Pictures of a Matchstick Man)" (Francis Michael Rossi - Versão: Edgard Scandurra, Nasi)
  3. "Amor Impossível"
  4. "O Tolo dos Tolos" (Ricardo Gaspa, Edgard Scandurra)
  5. "O Ladrão Era Eu"
  6. "A Etiópia e os Meus Problemas"
  7. "Você Ainda Pode Sonhar (Lucy in the Sky With Diamonds)" (Lennon/McCartney - Versão: Raul Seixas)
  8. "Um Dia Como Hoje"
  9. "Prisão das Ruas"
  10. "Cavalos Selvagens"
  11. "Não Matarás"
  12. "Os Meninos da Rua Paulo" (Edgard Scandurra, Nasi, André Jung, Ricardo Gaspa)

* Todas as faixas assinadas por Edgard Scandurra, exceto aquelas onde estiver indicada a autoria.

Formação[editar | editar código-fonte]

  • Nasi: Voz
  • Edgard Scandurra: Guitarra, Violão e Vocais
  • Ricardo Gaspa: Baixo
  • André Jung: Bateria e Percussão

Participações Especiais[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. DAPIEVE, Arthur. BRock: o rock brasileiro dos anos 80. 3.ed. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2000, p. 152.
  2. ROMANHOLLI, Luiz Henrique. De volta ao princípio. O Globo, Rio de Janeiro, 06 ago. 1991. Segundo Caderno, p. 4.
  3. LEITÃO, Sérgio Sá. Beijos proibidos impulsionam LP do Ira!. Folha de S. Paulo, São Paulo, 29 set. 1991. Ilustrada, p. 6.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Ira! é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.