Meus Amores no Rio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Meus Amores no Rio
Meus Amores no Rio (BRA)
 Brasil /  Argentina
1958 •  cor •  114 min 
Direção Carlos Hugo Christensen
Roteiro Carlos Hugo Christensen e Pedro Bloch
Elenco Susana Freyre, Jardel Filho, Domingo Alzugaray, Fábio Cardoso
Gênero comédia / romance
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Meus Amores no Rio, é um filme de 1958, co-produção entre Brasil e Argentina, de comédia e romance, dirigido por Carlos Hugo Christensen, roteirizado pelo diretor e Pedro Bloch, música de Severino Araújo e filmado em Cinemascope. Nos números musicais aparecem Ataulfo Alves e suas Pastoras, e os protagonistas Susana Freyre e Jardel Filho cantando e dançando caracterizados de sambistas cariocas a canção "Boneca de Piche" de Ari Barroso.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Jovem argentina participa de um programa de TV respondendo perguntas sobre o Rio de Janeiro e ganha uma viagem de sete dias para essa cidade. Se hospeda em um hotel de frente à Praia de Copacabana com a aeromoça Márcia e vai a passeios turísticos que incluem visitas ao Corcovado, Bondinho do Pão de Açúcar e Cristo Redentor. Ela desperta o interesse amoroso de três homens: o piloto de aviões Mário, o esportista milionário Ramiro e o jornalista (da Revista Manchete) Roberto. Eles a acompanham ao Maracanã, Hipódromo da Gávea e Ilha de Paquetá, dentre outros passeios.

Elenco[editar | editar código-fonte]


Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • da SILVA NETO, Antônio Leão – Dicionário de Filmes Brasileiros – 2002 – Futuro Mundo Gráfica e Editora
  • EWALD FILHO, Rubens – Dicionário de Cineastas – 1a.Edição – 1978 – LPM

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]