Monte Okmok

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Monte Okmok
Vista aérea, olhando a caldeira de Okmok.
Coordenadas 53° 26′ 00″ N, 168° 08′ 00″ O
Altitude 1,073 m (3,519 pés)
Proeminência
Cume-pai: Okmok
Localização Arco Aleutiano
 Estados Unidos
Última erupção Julho a agosto de 2008

O Monte Okmok é o ponto mais alto da orla da Caldeira de Okmok (Unmagim Anatuu em Aleuta[1]), na parte nordeste da Ilha de Umnak, nas ilhas Aleutas orientais do Alasca. Essa caldeira circular de 9,3 km de largura no topo de um grande vulcão-escudo.[2] Atualmente, o vulcão é classificado pelo Observatório do Vulcão do Alasca como Nível de Alerta de Aviação Verde e Nível de Alerta Vulcânico Normal.[3]

História Eruptiva[editar | editar código-fonte]

Principais erupções de Okmok, com uma força de 6 do Índice de Explosividade Vulcânica, ocorreu aproximadamente 8.300 e 2.050 anos atrás.

Erupção de 43 a.C. e 42 a.C.[editar | editar código-fonte]

Esta erupção vulcânica causou a onda de frio de dois anos na Europa e no norte da África. As temperaturas foram as mais baixas do que em mais de 2.500 anos. À medida que as colheitas fracassavam e a fome e a doença se instalavam, a agitação social e a revolta política aumentavam, a instabilidade causada pela erupção se torna fator na criação do Segundo Triunvirato.[4]

Referências

  1. Bergsland, K. (1994). Dicionário Aleut. Fairbanks: Alaska Native Language Center.
  2. «Okmok Volcano Erupts». earthobservatory.nasa.gov (em inglês). 5 de agosto de 2008. Consultado em 26 de junho de 2020 
  3. «Okmok - Historic eruptions». avo.alaska.edu. Consultado em 26 de junho de 2020 
  4. June 2020, Mindy Weisberger-Senior Writer 26. «Alaskan volcano sealed the fate of the Roman Republic, led to rise of the Empire». livescience.com (em inglês). Consultado em 26 de junho de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.