Navios víquingues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Modelos de langskip e de knarr, no museu de barcos viquingue em Rosquilda (Dinamarca)
Modelo de knarr
Modelo de langskip - O Barco de Oseberga
Um navio viquingue preservado no museu de Oslo
Navios víquingues na tapeçaria de Bayeux (ano 1070)

Os navios víquingues eram embarcações construídas e usadas pelos Víquingues durante a Era Viquingue (de 800 a 1050). Os dois principais tipos de barcos eram o knarr de transporte comercial e o langskip de guerra, havendo ainda a destacar dois outros tipos - o karve e a snäcka. [1][2][3]

A par dos achados arqueológicos, existem imagens da época, assim como fontes escritas e reconstruções modernas, que nos dão uma ideia de como eram os navios da era dos víquingues.[4]

Os navios eram abertos, com casco trincado, e movidos a remos e a vela quadrada. Tinham uma série de aberturas nos dois lados para os remos, e o leme era constituído por um remo, colocado lateralmente no bordo de sotavento.[4] Em termos gerais, eram embarcações com casco esguio para usar remos, largura suficiente para navegação estável e pouco peso para poderem ser transportados à mão pela tripulação.[5]

Achados arqueológicos[editar | editar código-fonte]

Foram encontrados vários navios víquingues, em diferentes estados de conservação. Como complemento informativo, foram também feitos modelos e construídas réplicas modernas desses navios. Entre os barcos encontrados, estão: O barco de Oseberga e o barco de Gokstad, na Noruega, o barco de Äskekärr, na Suécia, os barcos de Skuldelev, na Dinamarca e o barco de Lapuri, na Finlândia.[6] [7]

Imagens contemporâneas[editar | editar código-fonte]

O historiador romano Tácito forneceu no século I uma descrição detalhada dos navios usados pelos Suíones da Escandinávia.[5] No entanto, existem muito poucas imagens de barcos víquingues, estando estas principalmente gravadas em pedras dos séculos VII e VIII, na ilha sueca da Gotlândia. Devido à riqueza dos detalhes essas imagens dão uma informação preciosa sobre estes navios.[8]

Na tapeçaria de Överhogdal (em sueco: Överhogdalstapeten), confecionada na Suécia por volta do ano 1000, existem quatro ou cinco imagens de navios víquingues, bordadas a lã sobre um fundo de linho.[9] Na tapeçaria de Bayeux (em francês: Tapisserie de Bayeux), feita em Inglaterra por volta de 1070, existem igualmente imagens de navios basicamente víquingues.[10]

Fontes escritas[editar | editar código-fonte]

Existem várias referências e textos escritos islandeses medievais, com destaque para a descrição do navio Ormen Långe do rei Olav Tryggvason, da autoria de Snorri Sturluson, e para a listagem de tipos de navios víquingues incluída na Saga de Egil Skallagrimsson (Egils saga Skalla-Grímssonar), talvez escrita por Snorri Sturluson.

Museus de barcos víquingues[editar | editar código-fonte]

Museus dedicados aos navios víquingues:

Museus onde existem barcos víquingues:

Referências

  1. «Vikingarnas skepp och hem» (em sueco). Bengans historiasidor: Historien sedd från Västergötland 
  2. «Vikingar - Skeppen» (em sueco). Unga Fakta. Consultado em 28 de abril de 2016 
  3. «Om vikingarnas skepp» (em sueco). Rosala Viking Centre 
  4. a b Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Vikingaskepp». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 1087. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  5. a b Gabrielsen, Karsten; Christian Thurban (2002). «Vikingarnas skepp». Vikingar. En översikt (em sueco). Lund: Historiska Media. p. 10. 73 páginas. ISBN 91-89442-53-9 
  6. «Om vikingarnas skepp» (em sueco). Rosala Viking Centre. Consultado em 27 de abril de 2016 
  7. «Vikingarnas skepp och hem» (em sueco). Bengans historiasidor: Historien sedd från Västergötland 
  8. «Vikingaskepp» (em sueco e inglês). Axels Fartygshistoria - Axel's History of Ships 
  9. Bo Oscarsson. «Jamtar gjorde vikingafärder» (em sueco). Consultado em 28 de setembro de 2016 
  10. Durand, Frédéric (1993). «Skeppet». Vikingarna (em sueco). Furulund: Alhambra. p. 51. 116 páginas. ISBN 91-87680-47-5 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Navios víquingues