Nirvana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela banda grunge, consulte Nirvana (banda); para demais casos, veja Nirvana (desambiguação).
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.

Nirvana (em sânscrito: निर्वाण; em prácrito: णिव्वाण, em pali: निब्बान, transliterado "Nibbāna", significa: "soprar", "ser assoprado" ou "incodicionado"), no Budismo, é o estado de libertação do sofrimento (ou dukkha),[1][2][3] uma superação do apego aos sentidos, do material, da existência e da ignorância; a pureza e a transgressão do físico, a qual busca a paz interior e a essência da vida. Segundo os monges shramana é o estado atingido pelos Arahant (seres de elevada estatura espiritual).

No Hinduísmo, o Nirvana é um sinônimo de moksha, à libertação do ciclo do renascimento e da morte e à iluminação espiritual, citado em vários textos hindus tântricos, bem como na Bhagavad Gita. Os conceitos hindus e budistas não são equivalentes.

O Buda Sidarta Gautama (Sammāsambuddha), descreveu o Nirvana como um estado de calma, paz, pureza de pensamentos, libertação, transgressão física e de pensamentos, a elevação espiritual, e o acordar à realidade. Alcançando este estado, quebra-se o processo de samsara, interrompendo os contínuos renascimentos.

A escola budista Mahayana considerando o Bodhi ("acordar" ou "entender") mais importante que o Nirvana. Para cada escola existem definições diferenciadas do Nirvana e de como este é atingido.[3]

A palavra significa literalmente "apagado" (como em uma vela) e refere-se, no contexto budista, a imperturbável serenidade da mente após o desejo, a aversão e a delusão terem sido finalmente extintos.[4]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Hart, William (1 de junho de 2012). Meditação Vipassana: A arte de viver segundo S.N. Goenka. Google Livros: Pariyatti Publishing. 190 páginas. ISBN 9781928706380. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  2. Goenka, S. N.; Gambie, Graham; Doneman, Anne; Hamilton, Virginia; Chauncey, Evie; Adaviappa, S.; Davids, C. A. F. Rhys; Ionita, Gabriela; Solé-Leris, Amadeo. A arte de morrer (em inglês). [S.l.]: Pariyatti. ISBN 9781681720180 
  3. a b «Introdução ao Budismo/Fundamentos do Budismo». Wikiversidade contributors. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  4. Gombrich, Richard. Theravāda Buddhism: A Social History from Ancient Benares to Modern Colombo (em inglês). [S.l.: s.n.] ISBN 9780415075855 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Nirvana
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Nirvana
Ícone de esboço Este artigo sobre budismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.