nouveau (software)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Translation arrow.svg
Este artigo resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «Nouveau (software)» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. (Data da tradução: 14 de agosto de 2018)Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
nouveau
Plataforma x86, x86-64, ARM, PowerPC
Lançamento 1.0 / 18 de junho de 2012; há 6 anos[1]
Versão estável 1.0.15 (21 de abril de 2017; há 11 meses,[2][3])
Linguagem C
Sistema operacional Linux, NetBSD
Gênero(s) Driver de dispositivo e firmware
Licença Licença MIT
Estado do desenvolvimento Ativo
Página oficial nouveau.freedesktop.org
No meio: a pilha FOSS, composto de DRM & driver KMS, libDRM e Mesa 3D. Lado direito: Drivers proprietários: Kernel BLOB e componentes em espaco de usuário.

O nouveau é um driver de dispositivo gráfico livre e de código aberto para placas de vídeo da Nvidia e a família de SoCs Tegra, escrito por engenheiros de software independentes, com um pouco de ajuda de funcionários da Nvidia.

O objetivo do projeto é criar um driver de código aberto através da engenharia reversa dos drivers proprietários para Linux da Nvidia. Ele é gerenciado pela X.Org Foundation, hospedado pelo freedesktop.org, e é distribuído como parte do Mesa 3D. O projeto foi inicialmente baseado no driver gratuito e de código aberto somente 2D "nv", que o desenvolvedor da Red Hat Matthew Garrett e outros afirmam ter sido escrito com código fonte ofuscado.[4] O nouveau é licenciado sob a licença MIT.

O nome do projeto vem da palavra francesa nouveau, que significa novo.[5] Ele foi sugerido pelo autor original do recurso autosubstituir em francês do cliente de IRC, que sugeriu a palavra "nouveau" quando ele digitou "nv".[6]

Adoção[editar | editar código-fonte]

Ilustração da pilha gráfica do Linux: DRM, driver KMS & libDRM, Mesa 3D. Os servidores de exibição são um componente do sistema de janelas e não são necessários para jogar videogames.

O driver nouveau e sua contraparte 3D no Mesa foram usados como o driver padrão de código aberto para placas da Nvidia em muitas distribuições Linux, incluindo o Fedora 11,[7][8] openSUSE 11.3,[9] Ubuntu 10.04,[10][11] e o Debian.[12]

O Compiz recomenda usar o nouveau no lugar do driver proprietário da Nvidia.[13]

Em junho de 2014, a Codethink reportou rodar o compositor Weston baseado no Wayland com o kernel Linux 3.15, fazendo uso do EGL e de uma "pilha de drivers gráficos 100% em código aberto" em um Tegra K1.[14]

Em outubro de 2016, o NetBSD adicionou o suporte experimental ao nouveau no NetBSD 7.[15]

Benchmarks[editar | editar código-fonte]

Nos benchmarks de comparação, o nouveau geralmente oferece desempenho inferior aos drivers de dispositivos gráficos proprietários da Nvidia.[16]

Referências

  1. von Eitzen, Chris (18 de junho de 2012). «Free NVIDIA graphics driver reaches version 1.0». The H - Open. Heinz Heise. Consultado em 13 de junho de 2013. 
  2. Airlie, Dave (8 de dezembro de 2015). «xf86-video-nouveau 1.0.12». nouveau (Lista de grupo de correio) 
  3. «nouveau/xf86-video-nouveau - Nouveau Xorg driver for NVIDIA chips». Cgit.freedesktop.org. Consultado em 6 de maio de 2017. 
  4. «Debian bug tracker». 17 de agosto de 2006. Consultado em 7 de abril de 2013. 
  5. «nouveau Wiki». 7 de julho de 2009. Consultado em 23 de setembro de 2009. 
  6. «The state of Nouveau, part I». LWN.net. 15 de fevereiro de 2008. Consultado em 24 de novembro de 2009. 
  7. Michael Larabel (29 de março de 2009). «Testing Out The Nouveau Driver On Fedora 11». Phoronix 
  8. «Package mesa». Apps.fedoraproject.org. Consultado em 6 de maio de 2017. 
  9. «Product highlights for openSUSE 11.3 version». openSUSE. Consultado em 29 de dezembro de 2010. 
  10. «Bug #454821: Bugs: "xserver-xorg-video-nv" package: Ubuntu» 
  11. «Search results for "libgl1-mesa-dri"». Ubuntu Packages. Consultado em 6 de maio de 2017. 
  12. Debian (11 de fevereiro de 2011). «Nouveau nVidia drivers now available in Debian experimental» 
  13. Sam Spilsbury, head maintainer of Compiz (21 de maio de 2010). «Beware the benchmarks.». Our recommendation: Use nouveau. 
  14. «Codethink Gets The NVIDIA Jetson TK1 Running With Linux 3.15, Wayland». Phoronix. 12 de junho de 2014 
  15. «nouveau/NetBSD». freedesktop.org. 17 de outubro de 2016. Consultado em 30 de janeiro de 2016. 
  16. «Benchmarking Nouveau and Nvidia's proprietary GeForce driver on Linux». Phoronix. 28 de julho de 2014