Ocean Colour Scene

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ocean Colour Scene
OCS@Absolute.jpg
Ocean Colour Scene in 2009 at V Festival.
Informação geral
Origem Birmingham, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Britpop
Rock alternativo
Indie rock
Blues-rock
Madchester
Período em atividade 1989 - atualmente
Gravadora(s) Fontana Records
Island Records
Sanctuary Records
Moseley Shoals Records
Cooking Vinyl
Integrantes Simon Fowler
Steve Cradock
Oscar Harrison
Dan Sealey
Andy Bennett
Ex-integrantes Damon Minchella
Página oficial Site Oficial

Ocean Colour Scene (geralmente abreviado para OCS) é uma banda inglesa de Britpop de Birmingham.

História[editar | editar código-fonte]

O OCS foi formado depois que outras duas bandas locais chamadas The Boys e Fanatics se desfizeram. Fanatics lançaram um EP intitulado Suburban Love Songs.

Seu primeiro single de 7" teve o título de "Sway" e foi lançado no início da era indie no Reino Unido nos anos 1990. Entretanto, quando sua gravadora foi adquirida por uma grande empresa, Phonogram Records, seu debute de mesmo nome foi mexido, contra os desejos da banda, para ficar ajustado com a tendência musical do genêro Madchester.Com o álbum fadado ao fracasso, e com a banda numa disputa com sua gravadora, eles passaram alguns anos no esquecimento.

Com a explosão do Britpop, a música do OCS tornou-se nacional e internacionalmente conhecida.

Seu segundo álbum Moseley Shoals foi aclamado pela crítica, contendo quatro hits e alcançando a elevada posição do segundo lugar no ranking de álbuns no Reino Unido (UK Albums Chart). Foi seguido pelo lançamento de Marchin' Already que desbancou o Oasis e chegou ao topo do ranking.

Sua músicaThe Riverboat Song foi apresentada no programa de televisão da Inglaterra chamado TFI Friday (apresentado por Chris Evans) como música de fundo quando os convidados eram introduzidos, e "Hundred Mile High City" e "July" foram utilizadas na trilha sonora do filme Lock, Stock and Two Smoking Barrels (Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes) e em séries de televisão. Já seu primeiro hit "The Riverboat Song" foi utilizado no filme Strength and Honour com o ator Vinnie Jones.

O OCS também tocou na maior apresentação aberta de todos os tempos, até então, em Knebworth junto com o Oasis nos dias 10 e 11 de agosto de 1996.

Simon Fowler recebeu uma vez uma mensagem de uma fã espanhola pedindo permissão para usar sua letra "Get up and drink to the days / Ones who are gone in the shortest while" (algo como "Levante e beba aos dias/ os quais se vão no mais curto instante") na lápide do túmulo de seu irmão, que havia morrido num acidente de carro. Ele disse posteriormente algo próximo à "Isso significa mais do que ir para o Top of the Pops (ranking promovido pela BBC)". ("That's got to mean more than going on Top of the Pops"). A letra era da música "One for the Road" do álbum "Moseley Shoals".

Em 1998, eles lideraram sua própria turnê e tocaram três noites com lotação esgotada no Castelo Stirling, na Escócia. Sua turnê conseguiu atingir a maior venda diante de qualquer outra banda do Reino Unido em 1998.

Passado por alguns mudanças na formação, a banda continuou a gravar e fazer exibições, ainda que eles tenham se esforçado para recapturar o sucesso que experimentaram com seu notável álbum Moseley Shoals.

O guitarrista Steve Cradock e o baixista Damon Minchella são membros da banda que acompanha o ex-líder do The Jam Paul Weller nas suas apresentações ao vivo e participando dos álbuns solo. O vocalista Simon Fowler também contribuiu com álbuns de Paul Weller no passado.

Cradock e Minchella ainda regularmente se apresentam com Weller, apesar de Minchella não ser um membro ativo do Ocean Colour Scene. Durante seu auge (na época do lançamento de Moseley Shoals), o OCS também se apresentou com Noel e Liam Gallagher do Oasis com quem eles fizeram turnê no período. Essas ligações se dão principalmente pelas habilidades musicais do OCS, as quais os Gallaghers e Paul Weller elogiam amplamente.

Uma performance digna de nota com os Gallaghers foi uma devastadora versão da música "Day Tripper", que foi incluída como lado-B ao vivo no single "The Circle". A canção também foi incluída no álbum compilado de lados-B B-sides, Seasides and Freerides. Noel Gallagher teve acesso a uma cópia em estágio avançado da música durante uma entrevista na rádio BBC. A entrevista focava principalmente o Oasis que iria se apresentar no Knebworth House e o OCS tocaria junto. Mais de 2,6 milhões de pessoas [1] se candidataram para comprar ingressos para as exibições, fazendo com que fosse a maior demanda por ingressos de shows da história britânica. Havia um público de mais de 250.000 pessoas.

Eles estão atualmente gravando seu próximo álbum com o produtor Gavin Monaghan, conhecido pelo seu trabalho com Editors, Scott Matthews, Robert Plant, The Holloways e The Twang.

OCS tocou no OXEGEN festival na Irlanda e foi extremamente bem recebido pelo público na Green Room na noite de Sábado. A banda também tocou em festivais no Japão/Coréia do Sul durante o mês de agosto de 2007, onde ela foi bem recebida apesar de seus integrantes pensarem que eles não eram muito conhecidos por lá. Tocaram também no V Festival no fim de semana dos dias 18 e 19 de agosto de 2007 no JJB/Puma Arena e em 2009 estarão no V Stage pelo mesmo festival.[1]

Membros da banda[editar | editar código-fonte]

A formação original era:

Damon Minchella foi demitido pela banda em 2003, temporariamente substituído por Gary "Mani" Mounfield para uma parceria com Stereophonics, e permanentemente substituído por Dan Sealey no baixo. Outro guitarrista, Andy Bennett, também foi incorporado, formando-se assim um quinteto.

Outras parcerias músicais[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Lançamento Título #[2]
1 Abr 1992 Ocean Colour Scene 54
8 Abr 1996 Moseley Shoals 2
15 Set 1997 Marchin' Already 1
13 Set 1999 One from the Modern 4
9 Abr 2001 Mechanical Wonder 7
7 Jul 2003 North Atlantic Drift 14
21 Mar 2005 A Hyperactive Workout for the Flying Squad 30
30 Abr 2007 On the Leyline 37

Lados-B, compilações e álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Lançamento Título #[2] Descrição
3 Mar 1997 B-sides, Seasides and Freerides 4 Compilação do material de lados-B da época do 'Moseley Shoals'
20 Nov 2001 Songs for the Front Row 16 Compilação dos principais singles desde 2001 com outras faixas. Edição limitada também lançada com CD bônus ao vivo.
7 Dez 2002 Live on the Riverboat - Gravação ao vivo de um concerto acústico de Simon Fowler e Oscar Harrison (edição limitada a 3.000 cópias pelo site da banda).
1 Set 2003 Anthology 75 Coleção completa de materiais desde 2001, incluindo singles e lados-B.
20 Set 2004 One for the Road 75 Álbum ao vivo gravado da turnê de verão de 2004.
8 Mai, 2006 Live Acoustic at the Jam House 73 Álbum ao vivo gravado da exibição acústica no meio de Fevereiro de 2006 em Birmingham.
17 Dez 2006 Live At Birmingham Academy - Álbum ao vivo gravado da exibição de 17 de Dezembro de 2006 na Birmingham Carling Academy.
26 Fev 2007 BBC Sessions - Compilação de performances ao vivo gravadas no período 1990-1997 pela BBC Radio 1.
Lançado como download exclusivo pelo iTunes e mais tarde em CD.
13 Ago 2007 The Collection - Compilação não-oficial lançada pelo selo Spectrum.

Singles no Reino Unido[editar | editar código-fonte]

Lançamento Título #[2]
1 Set 1990[3] "Sway" -
1 Mar 1991[3] "Yesterday Today" 49
1 Fev 1992[3] "Sway" (reissue) 88
1 Mar 1992[3] "Giving It All Away" 83
1 Mai 1992[3] "Do Yourself A Favour EP" 94
5 Fev 1996 "The Riverboat Song" 15
25 Mar 1996 "You've Got It Bad" 7
3 Jun 1996 "The Day We Caught the Train" 4
16 Set 1996 "The Circle" 6
16 Jun 1997 "Hundred Mile High City" 4
25 Ago 1997 "Travellers Tune" 5
10 Nov 1997 "Better Day" 9
16 Fev 1998 "It's a Beautiful Thing" 12
23 Ago 1999 "Profit in Peace" 13
15 Nov 1999 "So Low" 34
26 Jun 2000 "July" 31
26 Mar 2001 "Up on the Downside" 19
2 Jul 2001 "Mechanical Wonder" 49
21 Nov 2001 "Crazy Lowdown Ways" 64
30 Jun 2003 "I Just Need Myself" 13
25 Ago 2003 "Make the Deal" 35
29 Dez 2003 "Golden Gate Bridge" 40
7 Mar 2005 "Free My Name" 23
20 Jun 2005 "This Day Should Last Forever" 53
16 Abr 2007 "I Told You So" 34
9 Jul 2007 "I Just Got Over You" 112
15 Nov 2007 "Go To Sea" -

DVDs e vídeos[editar | editar código-fonte]

Colaboração[editar | editar código-fonte]

A maioria dos membros da banda colaboraram com outros artistas durante a existência do grupo.

Simon Fowler foi um dos músicos envolvidos no hino oficial da campanha da Inglaterra na Copa do Mundo da França, em 1998. "England United" como eles foram chamados também incluem Echo & the Bunnymen, Space e The Spice Girls."(How Does It Feel) To Be On Top Of The World" alcançou o nono lugar nas paradas do Reino Unido.

Steve Cradock e o membro-fundador Damon Minchella tocam regularmente com Paul Weller,[4][5] com Cradock também tocando recentemente na apresentação de Amy MacDonald.[6]

Notas

  1. «V Festival». V Festival. Consultado em 5 de maio de 2009. 
  2. a b c Melhor posição nas paradas.
  3. a b c d e Dia do mês exato desconhecido.
  4. «Weller plays intimate gig». NME. 13 de fevereiro de 2006. Consultado em 22 de abril de 2008. 
  5. «Damon Minchella». Line6.com. Consultado em 22 de abril de 2008. 
  6. Dingwall, John (5 de outubro de 2007). «Amy Macdonald: I Heard Paul Weller Whistling My Song». Daily Record 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of the United Kingdom.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Reino Unido é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.