Oscar Castro-Neves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oscar Castro-Neves
Informação geral
Nome completo Oscar Castro Neves
Nascimento 15 de maio de 1940
Local de nascimento Rio de Janeiro
País  Brasil
Data de morte 28 de maio de 2013 (73 anos)
Local de morte Los Angeles, Califórnia
Gênero(s) Bossa Nova
Ocupação(ões) Músico e instrumentista
Período em atividade 1956-2013
Página oficial Página oficial (em inglês)

Oscar Castro Neves (Rio de Janeiro, 15 de maio de 1940Los Angeles, 27 de setembro de 2013) ou, como é conhecido internacionalmente, Oscar Castro-Neves, foi um cantor, instrumentista, arranjador, compositor, produtor musical e diretor musical brasileiro. Como Antônio Carlos Jobim e João Gilberto, Oscar Castro-Neves surgiu no início dos anos de 1960 e foi considerado por muitos, uma das figuras que ajudaram a estabelecer o movimento da Bossa Nova no mercado internacional, principalmente nos Estados Unidos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu gêmeo de mais dois irmãos e cresceu no Rio de Janeiro. O seu primeiro instrumento foi um cavaquinho, enquanto o seu primeiro grupo musical foi uma parceria com seus irmãos: o pianista, Mário; o baixista, Iko; e o baterista, Léo. Sua primeira composição foi com "Chora Tua Tristesa," aos 16 anos de idade.

Em 1962, apresentou-se em um concerto internacional de bossa nova no Carnegie Hall, em Nova Iorque; em seguida iniciou uma turnê junto a Stan Getz e Sérgio Mendes. Ele continuou trabalhando com diversos músicos bem conceituados; entre eles: Yo-Yo Ma, Michael Jackson, Barbra Streisand, Stevie Wonder, João Gilberto, Eliane Elias, Lee Ritenour, Airto Moreira, Toots Thielemans, John Klemmer e Diane Schuur, entre muitos outros.

Nos anos de 1970 e no início de 1980, participou do conjunto musical de Paul Winter. Por sete anos, Oscar dirigiu um programa de músicas brasileiras no Hollywood Bowl. Com uma audiência que superava 14 mil pessoas, o programa homenageava grandes nomes da fusão "jazz-Bossa" e era televisionado globalmente.

Vivia em Los Angeles, na Califórnia, aonde trabalhou como orquestrador de trilha-sonora de longa-metragens, e inclui em seu curriculum filmes como Blame It on Rio e Sister Act 2: Back in the Habit (Mudança de Hábito 2, no Brasil)[1] [2] . Castro Neves morreu aos 73 anos, em 28 de setembro de 2013, em decorrência de um câncer em sua casa na Califórnia.[3]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Live at Blue Note Tokyo (2011)
  • All One (2006)
  • Playful Heart (2003)
  • Brazilian Days (com Paul Winter) (1998)
  • The John Klemmer and Oscar Castro-Neves Duo (1997)
  • Tropical Heart (1993)
  • More than Yesterday (com: Teo Lima) (1991)
  • Maracujá (1989)
  • Oscar! (1987)
  • Brazilian Scandals (1987)

Outras participações de gravações[editar | editar código-fonte]

  • Anna Maria Jopek, ID (inclui: Oscar Castro-Neves) (2007)
  • Antônio Carlos Jobim and Friends (com; Oscar Castro-Neves) (1996)
  • Introducing Kristin Korb With the Ray Brown Trio (Inclui: Oscar Castro-Neves) (1996)
  • A brasilian Christmas (vários artistas, inclui: Oscar Castro-Neves) (1996)
  • The Brasil Project, Vol. 2 (Inclui: Caetano Veloso, Oscar Castro-Neves, Toots Thielemans) (1993)
  • Tom Jobim - Terra Brasilis (com; Oscar Castro-Neves) (1980)
  • Miucha & Tom Jobim (com; Oscar Castro-Neves) (1979)
  • Sérgio Ricardo - Do lago à cachoeira (com; Oscar Castro-Neves) (1979)
  • Wilson Simonal - Se Todo Mundo Cantasse Seria Bem Mais Fácil Viver (com; Oscar Castro-Neves) (1979)
  • Djavan - Alumbramento (com; Oscar Castro-Neves) (1979)
  • Quarteto em Cy - Antologia do Samba-Canção, (com; Oscar Castro-Neves) (1975); Antologia do Samba-Canção Vol. 2 (com; Oscar Castro-Neves) (1976)
  • Elis & Tom (com; Oscar Castro-Neves) (1974)
  • Vinícius e Caymmi no Zum Zum (com Quarteto em Cy e o conjunto de Oscar Castro Neves) (1967)
  • Eumir Deodato, *Inútil Paisagem (músicas de Antônio Carlos Jobim; com Oscar Casro-Neves) (1964)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]