Partido Radical (França)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Partido Radical
Parti radical
Liberté, Egalité, Fraternité
Presidente Laurent Hénart
Fundação junho de 1901
Sede Paris,  França
Ideologia Radicalismo
Liberalismo
Liberalismo social
Laicismo
Anti-clericalismo
Espectro político Centro
Afiliação nacional União pela Democracia Francesa (1979-2002)
União por um Movimento Popular (2002-2011)
União dos Democratas e Independentes (2012-actualidade)
Grupo no Parlamento Europeu Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa
Assembleia Nacional
6 / 577
Senado
6 / 348
Parlamento Europeu
1 / 74
Cores Azul, Vermelho e Branco
Página oficial
www.partiradical.net

Política da França
Partidos da França

O Partido Republicano, Radical e Radical-Socialista (em francês Parti républicain, radical et radical-socialiste), geralmente referido como Partido Radical ou Partido Radical-Socialista é o mais antigo partido político francês. Fundado em 1901, suas raízes remontam aos grupos "radicais" do século XIX. Foi importante durante grande parte da Terceira República (1870-1940), perdendo gradualmente sua influência a partir dos anos 1930 e durante a Quarta República (19461958) a Quinta República Francesa (a partir de 1958).

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro partido radical francês foi ativo na Revolução de 1848. Em 1870, a ala mais reformista do Partido Republicano, liderada por Georges Clemenceau e outros, ficou conhecida como radical. O partido teve um papel importante nos governos do fim do século XIX e início do século XX.

No início da III República, os radicais situavam-se muito à esquerda dos republicanos moderados (também chamados "oportunistas"), assim como dos ralliés (católicos que aderiram à República, embora fossem monarquistas), dos orleanistas, bonapartistas ou legitimistas. Com o surgimento dos socialistas, em 1905, os radicais passam a ocupar uma posição central e predominante no espectro político francês. Na década de 1930, porém, os radicais começam a perder terreno. Apesar de obterem o controle do governo nas eleições de 1932, o Partido Socialista ganhou no voto popular. Em 1936 os radicais participaram da uma coligação do governo socialista da Frente Popular de Léon Blum .[1]

Republicano, muito ligado à propriedade privada e à laicidade, tornou-se um partido de centro, sem uma ideologia ou estrutura rígida e que podia se aliar tanto aos socialistas ou aos conservadores segundo as circunstâncias.

Após a Segunda Guerra Mundial a popularidade dos radicais caiu ainda mais. Nos anos 1940 e início dos anos 1950, eles formaram, com outros grupos, o Rassemblement des Gauches Républicaines (RGR, "Assembléia dos republicanos esquerdistas"), que nunca ganhou mais de 11% dos votos nas eleições legislativas. Até 1958, entretanto, os radicais desempenharam papéis desproporcionalmente importantes nos governos da IV República, pois a fragmentação partidária na Assembleia Nacional acabou por beneficiar os radicais de centro.

Sob a Quinta República do general Charles de Gaulle, fundada em 1958, os radicais continuaram a perder votos. No entanto mantinham postos políticos estratégicos. Em 1965, apoiaram François Mitterrand, candidato presidencial derrotado da esquerda, apoiado pela Fédération de la Gauche Démocrate et Socialiste (Federação da Esquerda Socialista e Democrática "). A partir daí, os radicais participaram de várias coalizões de centro, de centro-esquerda e centro-direita.

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições presidenciais[editar | editar código-fonte]

Data Candidato

apoiado

1ª Volta 2ª Volta
Votos % Votos %
1965 François Mitterrand 7 694 005 31,7 (#2) 10 619 735 44,8 (#2)
1969 Alain Poher 5 268 613 23,3 (#2) 7 943 118 41,8 (#2)
1974 Valéry Giscard d'Estaing 8 326 774 32,6 (#2) 13 396 203 50,8 (#1)
1981 Valéry Giscard d'Estaing 8 222 432 28,3 (#1) 14 642 306 48,2 (#2)
1988 Raymond Barre 5 031 849 16,6 (#3)
1995 Édouard Balladur 5 658 796 18,6 (#3)
2002 Jacques Chirac 5 665 855 19,9 (#1) 25 537 956 82,2 (#1)
2007 Nicolas Sarkozy 11 448 663 31,2 (#1) 18 983 138 53,1 (#1)
2012 Nicolas Sarkozy 9 753 629 27,2 (#2) 16 860 685 48,8 (#2)

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Votos % Deputados +/- Status
1902 1 445 415 17,1 (#2)
121 / 585
Governo
1906 2 514 508 28,5 (#1)
273 / 585
Aumento152 Governo
1910 3 312 002 38,8 (#1)
262 / 595
Baixa11 Governo
1914 2 930 018 34,8 (#1)
172 / 601
Baixa90 Governo
1919 1 420 381 17,4 (#3)
86 / 613
Baixa86 Oposição
1924 1 612 581 17,9 (#3)
139 / 581
Aumento53 Governo
1928 1 682 543 17,8 (#4)
125 / 604
Baixa14 Oposição
1932 1 836 991 19,2 (#2)
160 / 607
Aumento35 Governo
1936 1 422 611 14,5 (#5)
110 / 650
Baixa50 Governo
Banido de 1940 a 1944
1945 2 131 763 11,1 (#5)
35 / 522
Oposição
06/1946 2 299 963 11,6 (#5)
52 / 586
Aumento17 Oposição
11/1946 2 136 152 11,1 (#5)
69 / 627
Aumento17 Oposição
1951 1 913 003 10,2 (#6)
93 / 625
Aumento24 Governo
1956 2 389 163 11,0 (#5)
77 / 595
Baixa16 Governo
1958 2 695 287 12,9 (#5)
37 / 576
Baixa40 Governo
1962 1 429 649 7,8 (#5)
44 / 491
Aumento7 Oposição
1967 Concorreu na Federação da Esquerda Democrática e Socialista
1968
1973 Concorreu no Movimento Reformador
1978 Nas Listas da União pela Democracia Francesa
1981
1986
1988
1993
1997
2002 Nas Listas da União por um Movimento Popular
2007
2012

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • "A associação em política", por Jean Pierre Rioux in RÉMOND, René. Por Uma História Politica. Rio de Janeiro: FGV, 2003, p. 99.