Pedras de Fogo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Não confundir com Perdasdefogu.
Pedras de Fogo
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Pedras de Fogo
Bandeira
Brasão de armas de Pedras de Fogo
Brasão de armas
Hino
Gentílico pedra-foguense[1]
Localização
Localização de Pedras de Fogo na Paraíba
Localização de Pedras de Fogo na Paraíba
Localização de Pedras de Fogo na Paraíba
Pedras de Fogo está localizado em: Brasil
Pedras de Fogo
Localização de Pedras de Fogo no Brasil
Mapa
Mapa de Pedras de Fogo
Coordenadas 7° 24' 07" S 35° 06' 57" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região metropolitana João Pessoa
Municípios limítrofes norte: Cruz do Espírito Santo; leste: Santa Rita, Alhandra e Caaporã; sul: Itambé e Goiana, Pernambuco; oeste: Juripiranga e São Miguel de Taipu[2]
Distância até a capital 42 km
História
Fundação 11 de março de 1953 (70 anos)
Administração
Prefeito(a) José Carlos Ferreira Barros (MDB, 2023 – 2024)
Características geográficas
Área total [3] 406,729 km²
População total (censo IBGE/2022[3]) 29 662 hab.
Densidade 72,9 hab./km²
Clima tropical (As')
Altitude 177 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,590 baixo
PIB (IBGE/2019[5]) R$ 556 476,25 mil
PIB per capita (IBGE/2019[5]) R$ 19 452,45

Pedras de Fogo é um município brasileiro do estado da Paraíba. Sua população é de 29 662 habitantes (2022), distribuídos em 406,729 km² de área, resultando em uma densidade demográfica de 72,93 hab./km².[3] Forma uma conurbação interestadual com a cidade pernambucana de Itambé.

História[editar | editar código-fonte]

Por volta de 1680, o capitão-geral André Vidal de Negreiros, em virtude da alteração do seu testamento, doou à Nossa Senhora do Desterro de Itambé o Engenho Novo de Goiana. Com terras que se estendiam pela Paraíba, ele pretendia formar um grupo de pessoas com a mesma dignidade, em número de três, tendo como um dos participantes a Santa Casa de Misericórdia de Lisboa. Esta, por falecimento dos outros dois componentes, simulou cumprir a vontade do testador e mandou como adjunto um padre que se locupletou com os rendimentos. O desleixo chegou a tal ponto que fez ruir a capela e as imagens foram recolhidas para um celeiro.

Em torno da capela se formou um povoado, que recebeu primitivamente o nome de Desterro. Pouco tempo depois de sua fundação, o local veio a decadência e seus moradores se transferiram para Pedras de Fogo, povoado que começava a surgir, originário de uma feira de gado. Sua elevação à categoria de Vila ocorreu em 6 de agosto de 1860, com o território desmembrado do município de Pilar.

Referências

  1. Editores do Aulete (2008). «Verbete: pedra-foguense». Dicionário Caldas Aulete. Consultado em 12 de março de 2018 
  2. Mapa da Confederação Nacional de Municípios
  3. a b c IBGE. «Brasil / Paraíba / Pedras de Fogo». Consultado em 25 de janeiro de 2024 
  4. PNUD. «IDHM Municípios 2010». Consultado em 25 de janeiro de 2024 
  5. a b IBGE (2021). «Produto Interno Bruto dos Municípios». Consultado em 25 de janeiro de 2024 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.