Lucena (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lucena
  Município do Brasil  
Capela de Nossa Senhora da Guia
Capela de Nossa Senhora da Guia
Símbolos
Bandeira de Lucena
Bandeira
Brasão de armas de Lucena
Brasão de armas
Hino
Gentílico lucenense
Localização
Lucena está localizado em: Brasil
Lucena
Localização de Lucena no Brasil
Mapa de Lucena
Coordenadas 6° 54' S 34° 52' 08" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região intermediária[1] João Pessoa
Região imediata[1] João Pessoa
Região metropolitana João Pessoa
Municípios limítrofes Rio Tinto (norte); Oceano Atlântico (leste); Cabedelo (sul); Santa Rita (oeste)
Distância até a capital 40 km
História
Fundação 22 de dezembro de 1961 (58 anos)
Aniversário 22 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Marcelo Monteiro (PSB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 89,204 km²
População total (est. IBGE/2019[3]) 13 080 hab.
 • Posição PB: 72º
Densidade 146,6 hab./km²
Clima tropical
Altitude 3 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,604 médio
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 59 775,489 mil
 • Posição PB: 52º
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 5 317,63

Lucena é um município brasileiro situado na Região Metropolitana de João Pessoa, no estado da Paraíba. Sua população em 2019 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 13.080 habitantes[3], distribuídos em 89,204 km² de área.

No município fica um dos importantes patrimônios históricos do estado: a Igreja da Guia.

História[editar | editar código-fonte]

A história da cidade começa com a chegada dos portugueses, os quais, por volta de 1596, passavam em Lucena em direção à Baía da Traição. Nessa época, eles ainda tinham receio de ocupar grandes faixas das terras paraibanas, construir residências e arriscar-se na administração de uma propriedade, muito disso em virtude das tribos locais, ainda em estado silvícola. Entretanto, o Governo da então Capitania da Paraíba, liderado pelo capitão-mor Feliciano Coelho de Carvalho, concedeu nessa época sesmarias na bacia do Rio Miriri aos frades beneditinos. A partir dessa ação tudo começou.[6]

A região foi elevada à categoria de município em 22 de dezembro de 1961, desmembrado-se de Santa Rita. Seu topônimo originou-se do nome de um antigo morador, cuja ocupação era transportar passageiros entre as duas margens do Rio Paraíba.[7]

Distrito[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa Populacional de 2019». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 5 de novembro de 2019 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. CityBrazil. «História da cidade de Lucena». Consultado em 31 de julho de 2012 
  7. IBGE. «Histórico - Lucena (PB)». Consultado em 31 de julho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.