Itabaiana (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Itabaiana (Sergipe).
Itabaiana
  Município do Brasil  
Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição
Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição
Símbolos
Bandeira de Itabaiana
Bandeira
Brasão de armas de Itabaiana
Brasão de armas
Hino
Lema Unidos e sempre crescendo
Apelido(s) "Rainha do Vale"
Gentílico itabaianense
Localização
Localização de Itabaiana na Paraíba
Localização de Itabaiana na Paraíba
Mapa de Itabaiana
Coordenadas 7° 19' 44" S 35° 19' 58" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região intermediária[1] João Pessoa
Região imediata[1] Itabaiana
Região metropolitana Itabaiana
Municípios limítrofes Norte: São José dos Ramos;
Sul: Pernambuco;
Leste: Pilar e Juripiranga;
Oeste: Mogeiro e Salgado de São Félix
Distância até a capital aproximadamente 89 km
História
Fundação 26 de maio de 1891 (129 anos)[2]
Administração
Prefeito(a) Lúcio Flávio Araújo Costa[3] (PSB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [4] 218,915 km²
População total (est. IBGE/2019[5]) 24 477 hab.
 • Posição PB: 22º
Densidade 111,8 hab./km²
Clima semiárido
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[6]) 0,613 médio
 • Posição PB: 45º
PIB (IBGE/2010[7]) R$ 162 605 mil
 • Posição PB: 24º
PIB per capita (IBGE/2018[7]) R$ 6 893,74
Sítio itabaiana.pb.gov.br (Prefeitura)

Itabaiana é um município brasileiro do estado da Paraíba, localizado na microrregião de Itabaiana. Sua população estimada em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi de 24.477 habitantes[5], distribuídos em 218,915 km² de área.

É sede e maior cidade da Região Geográfica Imediata de Itabaiana. Desempenha um papel centralizador em sua região. Em 21 de Janeiro de 2013, foi instituída a Região Metropolitana de Itabaiana[8], divulgada no Diário oficial do Estado, formada pelos municípios de Juarez Távora, Juripiranga, Gurinhém, Salgado de São Félix, Mogeiro, São José dos Ramos, São Miguel de Taipú, Pilar, Caldas Brandão, Ingá e Riachão do Bacamarte.

Itabaiana é sede da 12ª Região Geoeconômica, que, junto com outros 15 municípios,[9] soma um produto interno bruto de 992,2 milhões de reais, o quinto maior PIB entre as 14 regiões geoeconômicas da Paraíba. A 12ª Região Geoadministrativa tem destaque na agropecuária, sendo a que mais contribui no Estado nesse setor.

História[editar | editar código-fonte]

De ocupação inicial ameríndia, Itabaiana teve a sua origem colonizadora portuguesa em Maracaípe no ano de 1663. De acordo com o livro "História & Consciência do Brasil", de Gilberto Cotrim, esse município foi uma das principais frentes de batalha da Confederação do Equador (1824), um movimento separatista republicano que pretendia segregar as províncias do chamado "Brasil do Norte" sob a liderança de Frei Caneca. Este acusava a elite luso-carioca (família real) de só investir recursos nas regiões de mais altas latitudes do território que hoje denominamos "Brasil". Com relação às datas referentes à elevação do povoado de Itabaiana às categorias de vila, município, cidade, comarca e freguesia eclesiástica, há várias versões, assim narra Sabiniano Maia, em "Itabaiana – sua História – suas memórias de 1500 a 1975".

Sabe-se que o povoado de Itabaiana, que pertencia ao Município de Pilar, passou à categoria de vila pela Lei nº 723, de 1 de outubro de 1881 (alguns documentos trazem divergências quanto a essa data).

No governo de Venâncio Neiva, em 23 de abril de 1890, através do Decreto nº 14, na comarca de Pilar ,é criado o município de Itabaiana, tendo, como sede, a vila do mesmo nome, fazendo parte, ainda, da sua divisão política e administrativa, outros distritos. Esse mesmo governo, através do Decreto nº 06, de 26 de maio de 1891, eleva Itabaiana à categoria de cidade, ficando, assim, esta data como a data da emancipação política do município.

Após instalada a Comarca de Itabaiana, foram designados, para Juiz de Direito e Promotor Público, respectivamente os bacharéis Claudino Francisco de Araújo Guarita e José Lucas Pires de Souza Rangel.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Rio Paraíba no trecho em que passa pelo município de Itabaiana.

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005[10]. Esta delimitação tem, como critérios, o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca. Conhecida como a Rainha do Vale da Paraíba, Itabaiana é o centro de uma zona de 9 municípios que aglomeram uma população de 108 mil pessoas. Sua temperatura varia de 16 °C no inverno a 34 °C no verão. A vegetação é característica de transição entre o litoral e a Borborema.

Clima[editar | editar código-fonte]

Dados do Departamento de Ciências Atmosféricas, da Universidade Federal de Campina Grande, mostram que Itabaiana apresenta um clima com média pluviométrica anual de 780,9 mm[11] e temperatura média anual de 25,6 °C.[12]

Dados climatológicos para Itabaiana
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,9 31,8 31,3 30,8 30,1 29,3 28,8 29,3 30,4 31,3 32,1 32,1 30,8
Temperatura média (°C) 26,8 26,7 26,5 26,1 25,4 24,4 23,9 24,1 24,9 25,8 26,4 26,8 25,6
Temperatura mínima média (°C) 22,0 22,0 22,1 21,9 21,4 20,6 20,0 19,4 20,1 20,7 21,0 21,5 21,1
Precipitação (mm) 40,2 59,8 107,4 117,5 115,3 112,5 93,1 48,9 28,1 12,0 13,8 21,8 780,9
Fonte: Departamento de Ciências Atmosféricas.[11][12][13][14]

Distritos[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

O crescimento demográfico do município vai na linha contrária ao da Paraíba e do Brasil. Em 2000, a população itabaianense era de 25 208. Hoje, a população soma 24 372 de acordo com dados divulgados pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (FAMUP). Mais de 80% dos itabaianenses mora na sede do município, o que faz, de Itabaiana, uma das cidades mais urbanas da Paraíba. Dos seus 24 372 habitantes, mais de 19 731 vivem na sede do município, que desempenha um papel centralizador na microrregião da qual faz parte, fazendo sua população saltar de 24 mil para quase 35 mil pessoas em dias de muito movimento.

Frota de Veículos[editar | editar código-fonte]

A cidade de Itabaiana possui uma frota de 4 413 veículos registrados na sede. De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba, o número de veículos tem crescido consideravelmente. Uma matéria de um blogue de economia itabaianense afirma que a frota de veículos em Itabaiana cresceu mais de 120% em 10 anos.

  • Carros - 1 809
  • Motos - 1 651
  • Caminhonete - 328
  • Caminhões - 164
Religião em Itabaiana
Religião Porcentagem
Católicos
  
82,3%
Evangélicos
  
11,94%
Sem religião
  
4,84%
Espírita
  
0,57%
Testemunhas de Jeová
  
0,19%
Outros cristãos
  
0,13%

Religião[editar | editar código-fonte]

Assim como em quase todo o Brasil, os Católicos dominam o ranking: são cerca de 18 100. Existem várias doutrinas atuantes na cidade. Atualmente, existem várias denominações protestantes, que reúnem quase 20% da População. Veja abaixo dados do censo de 2010:

  • Católicos - 18 100
  • Evangélicos - 4 924
  • Sem Religião - 1 184
  • Espíritas - 195

Economia[editar | editar código-fonte]

Itabaiana destaca-se como a 22ª principal cidade da paraíba. Seu PIB em 2010, de acordo com o IBGE, estava avaliado em 152,8 milhões de reais, o que configura a 24ª maior economia do estado.[15] Seu setor mais desenvolvido é o comércio, que corresponde a 80,53% do seu PIB, seguido da indústria e da agricultura.

Em 2010, Itabaiana tinha 2 agências bancárias, que, juntas, movimentaram mais de 44,3 milhões de reais em crédito.

Agropecuária[editar | editar código-fonte]

A agropecuária é pouco desenvolvida, porém contribui para o desenvolvimento das famílias locais.

Indústria[editar | editar código-fonte]

É pouco desenvolvida, porém garante bons índices de emprego e renda, estando centralizada na transformação da matéria-prima, indústria madeireira, entre outras.

A maior e única indústria da cidade é a Indústria de Calçados Penaulty, com cerca de 60 funcionários. A Indústria de Sabão e Velas Riase, com mais de 45 funcionários, foi fechada durante o ano de 2018.

Serviço e Comércio[editar | editar código-fonte]

É o mais desenvolvido na cidade, sendo principal gerador de emprego e renda. Itabaiana possui um comércio muito dinâmico, por ser sede da microrregião de Itabaiana. Sua população chega a ficar 40% acima do normal em dias de feira. Outro fator importante é a prestação de serviços de suas mais de 1 100 empresas e de suas 26 unidades de saúde. Em dias de muito movimento do comércio, a população passa facilmente de 24 mil para mais de 35 mil pessoas andando pelas ruas do Centro. Sozinho, o setor de comércio e serviços representa 80,53% do PIB. Recentemente, um estudo da IPC MARKETING afirmou que o potencial de consumo da cidade cresceu muito nos últimos anos, sendo esta a 18ª cidade do estado que mais vai consumir em 2013, cerca de 240,2 milhões de reais.

Crescimento do PIB de Itabaiana
Ano PIB
2007 90,925 mil
2008 104,851 mil
2009 118,546 mil
2010 132,605 mil
2011 144,567 mil
2012 152,827 mil
PIB 2010 IBGE
Composição econômica de Itabaiana
Agropecuária

4,03 %

Indústria

13,17 %

Serviços

82,80 %

Itabaiana é sede da 12ª Região Geoeconômica da Paraíba, que, de acordo com o Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (IDEME) e o IBGE, possui um PIB de 1,1 bilhões, sendo a 5ª mais importante do Estado nesse quesito.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Dona de um belo carnaval de rua, a cidade conta com vários blocos carnavalescos. O mais conhecido e antigo era o "Nó Cego", que abrilhantou os carnavais da cidade por mais de trinta anos e hoje está extinto. Há, também, a Festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição, que acontece todos os anos no mês de dezembro.

Educação[editar | editar código-fonte]

Na área educacional, a cidade sempre teve importante influência no aprendizado das cidades circunvizinhas. Foi em Itabaiana que o escritor José Lins do Rego estudou até se mudar para a capital do estado. Em 2009, foram matriculados, no município, cerca de 8 mil estudantes, divididos em: pré-escola 706, fundamental 4 712 e médio 1 702.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O município possui sistema de abastecimento de água, com tratamento em estação de tratamento de água convencional. O sistema de abastecimento de água atende, com rede de distribuição, 70,07% dos domicílios ocupados no município de Itabaiana. A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (CAGEPA) é o órgão responsável pelo sistema de abastecimento de água do município de Itabaiana. A mesma companhia de água é o órgão responsável pelo sistema de esgotamento sanitário.

Do total de domicílios, 98,96% possui energia elétrica, servida pela Energisa.

Itabaiana é cortada por 3 rodovias, sendo a principal a BR 408, que liga Campina Grande a Recife. Conta também com a PB 082 e a PB 054.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Itabaiana Possui 2 rádios locais:

Itabaiana FM 105,1 - Sistema Correio Rainha FM 87,9 - Comunitária

A Cidade ainda é alcançada pela Campina FM, 98 Correio, CPAD FM, Rádio rural de Timbaúba, entre outras, todas essas em pontos distintos da cidade.

A cidade é servida por 4 operadoras de Internet e 3 de telefonia (Claro, Tim e Vivo).

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE. «IBGE Cidades@». Consultado em 1 de julho de 2012 
  3. Portal Eleições 2016. «Resultado das Eleições: Itabaiana-PB». Consultado em 3 de janeiro de 2017 
  4. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. a b «Estimativa Populacional de 2019». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 20 de dezembro de 2019 
  6. PNUD. «Perfil do Município de Itabaiana, PB». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 5 de Agosto de 2013 
  7. a b IBGE. «PIB e per capita dos municípios do Brasil - 2005-2009» (PDF). Consultado em 16 de novembro de 2012. Arquivado do original (PDF) em 3 de março de 2016 
  8. Divulgada a Região Metropolitana de Itabaiana
  9. 12ª Região Geoadministrativa: Itabaiana
  10. «Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro». Consultado em 26 de setembro de 2009. Arquivado do original em 15 de julho de 2010 .
  11. a b «Precipitação Mensal». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1990. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  12. a b «Temperatura Compensada Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  13. «Temperatura Máxima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1980. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  14. «Temperatura Mínima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  15. «PIB dos municipios». Consultado em 16 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]