Brejo dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Brejo dos Santos
"A Cidade dos Médicos"
Bandeira de Brejo dos Santos
Brasão de Brejo dos Santos
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 3 de junho
Fundação 3 de junho de 1965 (53 anos)
Gentílico brejo-santense
Prefeito(a) Lauri Ferreira da Costa (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Brejo dos Santos
Localização de Brejo dos Santos na Paraíba
Brejo dos Santos está localizado em: Brasil
Brejo dos Santos
Localização de Brejo dos Santos no Brasil
06° 22' 37" S 37° 49' 30" O06° 22' 37" S 37° 49' 30" O
Unidade federativa Paraíba
Região
intermediária

Patos IBGE/2017[1]

Região
imediata

Catolé do Rocha-São Bento IBGE/2017[1]

Municípios limítrofes Jericó, Catolé do Rocha, Bom Sucesso, Alexandria e João Dias [2]
Distância até a capital 448,5 km
Características geográficas
Área 93,848 km² [3]
População 6 433 hab. estimativa IBGE/2018[4]
Densidade 68,55 hab./km²
Altitude 330[2] m
Clima Tropical com chuvas de verão-outono Aw'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,613 médio PNUD/2000 [5]
PIB R$ 21 936,906 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 713,08 IBGE/2008[6]

Brejo dos Santos, município no estado da Paraíba (Brasil), localizado na Região Geográfica Imediata de Catolé do Rocha-São Bento. O município possui uma área territorial de 94 km² e sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 6 433[4] habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A região foi desbravada pelo Tenente-Coronel Francisco da Rocha Oliveira. As primeiras residências de taipa foram construídas às margens do Riacho do Sabão pelos irmãos Antonio e José Paixão. As terras propícias à agricultura atraiu agricultores, apesar da escassez de água. O núcleo de povoamento foi inicialmente denominado Brejo dos Cavalos, devido a um brejo existente às margens do riacho do Sabão onde cavalos vinham se alimentar nos períodos de seca. A instituição da feira-livre intensificou a ocupação do local e a primeira igreja católica foi concluída em 1938, dedicada à Sagrada Família.[7]

O beneficiamento do algodão foi instalado em duas pequenas indústrias: uma no sítio Buenos Aires, pertencente a Pedro de Araújo Barreto e a outra no stio Pilar, pertencentes a João Pinheiro Dantas. Estas indústrias consolidaram o povoamento. As indústrias foram extintas e posteriormente, entre 1960 e 1970 outra indústria de beneficiamento de algodão se instalou no município, sobrevivendo por pouco tempo.

O distrito foi criado com a denominação de Brejo dos Santos, pela lei estadual nº 2641, de 20 de dezembro de 1961, subordinado ao município de Catolé do Rocha. Foi elevado à categoria de município com a denominação de Brejo dos Santos pela lei estadual nº 3320, de 3 de junho de 1965, desmembrado de Catolé do Rocha, com sede no atual distrito de Brejo dos Santos. O município foi instalado em 27 de dezembro de 1966.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005[8]. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

O clima é Aw'[9], com média pluviométrica anual de 886 mm[10]. De acordo com dados da Aesa[11] o maior volume diário de chuva foi de 122 mm, no dia 29 de abril de 1996[12]. Outros grandes volumes diários de precipitação a serem citados são os 110 mm registrados no dia 22 de janeiro de 1995[13], 105,5 mm no dia 18 de fevereiro de 2007[14] e 101 mm registrados no dia 06 de maio de 2008[15]. O maior volume mensal ocorreu em março de 2008, 468,4 mm [16].

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município situa-se nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Piranhas, região do Médio Piranhas. Seus principais cursos d’ água são os riachos: Pilar e da Carnaubinha, todos de regime intermitente.[2]

Educação e saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade é conhecida como "a Cidade dos Médicos", por possuir um alto número de médicos residentes e descendentes desta. No âmbito geral, a cidade possui um alto número de pessoas formadas ou cursando o nível superior.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 17 de agosto de 2017.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2017 
  2. a b c «Diagnóstico do município de Brejo dos Santos» (PDF). Projeto Águas Subterrâneas. Ministério das Minas e Energia. 2005. Consultado em 17 de dezembro de 2009. 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  4. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  7. Página do IBGE, acessada em 02 de novembro de 2010
  8. Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.
  9. «Classificação climática de Köppen-Geiger» (PDF) 
  10. «Clima em Brejo dos Santos: Tempo, Dados climatológicos e Temperatura Brejo dos Santos - Climate-Data.org». pt.climate-data.org. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  11. «Meteorologia – Chuvas – AESA». www.aesa.pb.gov.br. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  12. «Meteorologia – Chuvas – AESA». www.aesa.pb.gov.br. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  13. «Meteorologia – Chuvas – AESA». www.aesa.pb.gov.br. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  14. «Meteorologia – Chuvas – AESA». www.aesa.pb.gov.br. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  15. «Meteorologia – Chuvas – AESA». www.aesa.pb.gov.br. Consultado em 26 de setembro de 2018. 
  16. «Meteorologia – Chuvas – AESA». www.aesa.pb.gov.br. Consultado em 26 de setembro de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.