Caldas Brandão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caldas Brandão
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Caldas Brandão
Bandeira
Brasão de armas de Caldas Brandão
Brasão de armas
Hino
Lema Cuidando do nosso povo
Apelido(s) "Capital da Tapioca ; Acaú; Cajá"
Gentílico caldas-brandense[1]
Localização
Localização de Caldas Brandão na Paraíba
Localização de Caldas Brandão na Paraíba
Mapa de Caldas Brandão
Coordenadas 7° 06' 10" S 35° 19' 33" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região intermediária[2] João Pessoa
Região imediata[2] João Pessoa
Região metropolitana Itabaiana
Municípios limítrofes Gurinhém, Mari, Sobrado, Riachão do Poço, e São José dos Ramos
Distância até a capital 60 km
História
Fundação 1965 (55 anos)
Administração
Prefeito(a) Neuma Rodrigues de Moura Soares[3] (MDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [4] 55,853 km²
População total (IBGE/2010[5]) 5 637 hab.
Densidade 100,9 hab./km²
Clima tropical semiárido
Altitude 75 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [6]) 0,568 baixo
 • Posição PB: 158º
PIB (IBGE/2008[7]) R$ 24 904,195 mil
PIB per capita (IBGE/2008[7]) R$ 4 517,36
Sítio caldasbrandao.pb.gov.br (Prefeitura)

Caldas Brandão é um município brasileiro do estado da Paraíba, localizado na Região Geográfica Imediata de João Pessoa. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2010 sua população era estimada em 5637 habitantes. Área territorial de 56 km².

História[editar | editar código-fonte]

O povoamento da região iniciou-se por volta de 1750, com o estabelecimento de João Gonçalves. As terras férteis atraíram outras famílias como os Caldas, os Freire, os Dantas e os Paiva, constituindo o núcleo do então povoado de Canafístula. A primeira igreja local foi construída por frades em meados de 1800.[8]

O povoado pertencia ao município de Pilar (Paraíba) e em 1938 passou a chamar-se Acaú. Pela lei municipal nº 2.437, de 12 de outubro de 1961 o distrito de Acaú passou a denominar-se Caldas Brandão. A emancipação veio pela lei estadual nº 3.255, de 13 de janeiro de 1965, desmembrando Caldas Brandão de Pilar, instalado em 31 de dezembro de 1966. Pela lei municipal nº 4.044, de 29 de janeiro de 1979, a sede do município de Caldas Brandão é transferida para o distrito de Cajá. Entretanto, este povoado só foi criado e anexado ao município de Caldas Brandão pela constituição estadual de 1989. Segundo a divisão territorial datada de 17 de janeiro de 1991, o município de Caldas Brandão é constituído do distrito sede, pois o distrito de Cajá não foi emancipado. Sendo assim, Caldas Brandão é o único município paraibano cuja sede está localizada no distrito.

O nome Caldas Brandão é uma homenagem ao desembargador Trajano Américo de Caldas Brandão, que foi muito importante para o estado da Paraíba, como magistrado, jornalista e humanista. Ele morreu no dia 12 de setembro de 1933.

Em 12 de outubro de 1961, na celebração do seu centenário, a cidade de Acaú passou a se chamar Caldas Brandão.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

O munícipio de Caldas Brandão, como acima dito, é um pequeno município do Agreste paraibano, com pouco mais de 5 mil habitantes. Sua geopolítica é interessante pelo fato da sede municipal está localizada no distrito de Cajá, ou seja, todo o comércio, bem como os órgãos públicos e privados estão localizados em Cajá. Cajá fica localizado às margens da rodovia federal (BR 230), principal rota no estado da Paraíba, de forma que todos que se deslocam de João Pessoa para Campina Grande ou para as cidades no sertão do estado passam por exatamente dentro do território do município de Caldas Brandão, precisamente no distrito de Cajá, o que torna Cajá bastante conhecida em todo o estado.

Além do Centro de Cajá, o município conta com outros bairros: Centro de Caldas Brandão, Vila Nova do Cajá (esse o mais populoso), Conjunto Novo, Conjunto Cehap, Conjunto da Vila Nova, Ruinha; e as localidades rurais: Umburana, Barro Vermelho, Mata Fresca, Riachão dos Coelhos, Tanques.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município está inserido na unidade geoambiental da Depressão Sublitorânea, com relevo suave ondulado.[9]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima do município é o tropical semi-úmido (As[10]). Possui média de 932,6 mm, com chuvas concentradas no outono-inverno (maio a julho).

Vegetação

A vegetação predominante é a Caatinga Hiperxerófila com trechos de Floresta Caducifólia.[9] Porém, o período chuvoso ocorre entre fevereiro e julho.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município situa-se nos domínios da bacia hidrográfica do rio Paraíba e tem como principais cursos d’ água são o rio Gurinhém e os riachos Cipoal, Carrapato, Mocó, Timbaúba e Patu, todos perenizados. O município conta com os recursos do açude Tavares.[9]

Referências

  1. Editores do Aulete (2008). «Verbete: caldas-brandense». Dicionário Caldas Aulete. Consultado em 12 de março de 2018 
  2. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  3. Portal Eleições 2016. «Resultado das Eleições: Caldas Brandão-PB». Consultado em 4 de janeiro de 2017 
  4. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. PNUD. «Consulte o IDHM do seu município». G1. Consultado em 9 de Outubro de 2013 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  8. «Documentação Territorial do Brasil». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 11 de outubro de 2008 
  9. a b c «Diagnóstico do município de Caldas Brandão» (PDF). Projeto Águas Subterrâneas. Ministério das Minas e Energia. 2005. Consultado em 25 de agosto de 2011 
  10. «Clima tropical com estação seca». Wikipédia, a enciclopédia livre. 11 de fevereiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.