Congo (Paraíba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Congo, veja Congo (desambiguação).
Município de Congo
"Cidade Das Águas"
Bandeira indisponível
Brasão de Congo
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Aniversário 15 de maio
Fundação 15 de maio de 1959 (59 anos)
Gentílico congoense
CEP 58535-000
Prefeito(a) Joaquim Quirino da Silva Junior (PDT)
Localização
Localização de Congo
Localização de Congo na Paraíba
Congo está localizado em: Brasil
Congo
Localização de Congo no Brasil
07° 47' 49" S 36° 39' 36" O07° 47' 49" S 36° 39' 36" O
Unidade federativa  Paraíba
Região
intermediária

Campina Grande IBGE/2017[1]

Região
imediata

Sumé IBGE/2017[1]

Municípios limítrofes Serra Branca (norte); Coxixola e Caraúbas (leste); estado de (Pernambuco)Jataúba (sul); Camalaú e Sumé (oeste)[2]
Distância até a capital 212 km
Características geográficas
Área 333 471 km² [3]
População 4 780 hab. (PB: 159º) –  estimativa populacional - IBGE/2012[4]
Densidade 14 hab./km²
Altitude 480 m
Clima Tropical semiárido, com chuvas de verão
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,631 médio PNUD/2000[5]
PIB R$ 28 742,817 mil (PB: 107º) – IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 9,172 71 IBGE

Congo é um município brasileiro localizado na Região Geográfica Imediata de Sumé, estado da Paraíba. Sua população em 2012 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 4.692 habitantes,[4] distribuídos em 333 km² de área.

Cidade próxima à confluência dos rios Paraíba e da Serra, possui casario colonial modesto e bem conservado. Ponto de partida para a Barra do rio e Campo do Velho.[carece de fontes?]

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005.[7] Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

É cortado pelos rio, rio paraíba, espinho e sucuru. O município é um verdadeiro oásis em meio a região árida, pois nele se localiza um dos maiores açudes da paraíba responsável por abastecer diversas cidades da região. No interior do município existem diversos cursos de água, que alimenta pequenos reservatórios.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O município tem duas grandes elevações no seu território uma ao sul, que tem uma altitude de 760m e outra ao norte, com 820m. Ambas tem seu passado histórico e recebem os nomes de, serra da engabelada (norte), e serra do jataoba(sul).

Clima[editar | editar código-fonte]

Dados do Departamento de Ciências Atmosféricas, da Universidade Federal de Campina Grande, mostram que Congo apresenta um clima com média pluviométrica anual de 610,0 mm[8] e temperatura média anual de 23,7 °C.[9]

Dados climatológicos para Congo
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 32,3 31,8 31,2 30,4 29,1 28,0 27,6 28,9 30,4 32,1 33,0 33,0 30,7
Temperatura média (°C) 25,0 24,7 24,4 24,1 23,2 22,1 21,6 21,9 23,0 24,1 24,8 25,1 23,7
Temperatura mínima média (°C) 20,4 20,3 20,3 20,0 19,4 18,3 17,4 17,4 18,4 19,3 19,9 20,3 19,3
Precipitação (mm) 31,9 74,1 142,9 125,1 78,6 37,8 19,7 1,4 0,8 1,6 4,5 25,1 610,0
Fonte: Departamento de Ciências Atmosféricas.[8][9][10][11]

História[editar | editar código-fonte]

A história do município do Congo teve início em 1830, com criação de gado na fazenda de propriedade do Capitão José Rodrigues Correia e sua esposa Emerenciana Campos de Jesus. No ano de 1936, o Capitão fez doação em louvor a Santa Ana. Mas devido o terreno não apresentar condições satisfatória para construção da igreja, foi trocado por outro local onde seria erguida, posteriormente a sede do município.

A denominação 'Congo' se deu devido ao construtor da capela, por um preto velho que se chamava Congo. Os anos se passaram e o nome foi modificado para Santa Ana do Cariri, tornando a ser denominado, até os dias atuais de Congo. A primeira residência do povoado foi construída também pelo homem conhecido como Congo.

Os primeiros prédios da atual cidade foram uma capela uma casa construídas em 1836 por um preto velho, conhecido pela alcunha de “Congo” quem, segundo alguns historiadores teria sido escravo e de origem congloesa, daí a origem do topônimo. O pequeno templo e o casebre foram edificados em uma porção de terras doada pelo Capitão José Rodrigues Correia que desde o ano de 1830 havia implantado uma fazenda de gado juntamento com sua esposa D. Emerenciana Campos de Jesus na região do município. Durante alguns tempos o município passou a ser chamado de Santa Ana do Cariri, voltando posteriormente a denominação original. O povoado foi elevado a categoria de distrito pela Lei nº 480, de 17 de novembro de 1871 e a sua atual igreja matriz foi construída em 1947. O desenvolvimento econômico, social e político do município foi impulsionado pelo Coronel Francisco Lourenço da Costa, Sr. Zeferino Alves Feitosa e o Coronel Francisco Travassos, além da família Campos

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município de São João do Cariri, o distrito de Santana do Congo. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo decreto-lei estadual nº 1164, de 15-11-1938, o distrito de Santana do Congo, passou a denominar-se simplesmente Congo. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o distrito já denominado Congo, figura no município de São João do Cariri. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955. Elevado à categoria de município com a denominação de Congo, pela lei estadual nº 2064, de 24-04-1959, desmembrado de São João do Cariri. Sede no antigo distrito de Congo. Constituído do distrito sede. Instalado em 15-05-1959. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Município[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com 2 distritos, mais de 60 sítios, 2 grandes aglomerados e a sede do município. Os 2 distritos são, pindurão e carmo. Os aglomerados: tapera e o riacho do algodão. E a sede, que se localiza quase que no centro do município.

Economia[editar | editar código-fonte]

Dentre os 17 municípios da micro região, o Congo tem o segundo maior PIB PER CAPITA; com R$ 9.172,71 ibge/2014 [12]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Existe um programa no município para o abastecimento de água, seja na sede ou no município. Esse programa se chama "água para todos", onde coloca a necessidade básica com fielmente uma prioridade. Mas á um grande problema, a cidade só conta com apenas 47% de esgotamento sanitário adequado.

Hino[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: s:Hino do município de Congo

O hino da cidade de Congo tem letra e melodia de Wilton Alexandre de Melo.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 17 de agosto de 2017.. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2017 
  2. «Mapa da Confederação Nacional de Municípios» 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  4. a b «Estimativa Populacional 2012» (PDF). Estimativa Populacional 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2012. Consultado em 20 de outubro de 2012. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  7. «Ministério da Integração Nacional, 2005. Nova delimitação do semiárido brasileiro.» 
  8. a b «Precipitação Mensal». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1990. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  9. a b «Temperatura Compensada Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  10. «Temperatura Máxima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1980. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  11. «Temperatura Mínima Mensal e Anual da Paraíba». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 15 de julho de 2018.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  12. «Ibge cidades/congo» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.