Araçagi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de a praia brasileira em São Luís, veja Araçagi (São Luís).
Araçagi
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Araçagi
Bandeira
Brasão de armas de Araçagi
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Terra dos araçás"
"Terra boa e hospitaleira"
Gentílico araçagiense
Localização
Localização de Araçagi na Paraíba
Localização de Araçagi na Paraíba
Araçagi está localizado em: Brasil
Araçagi
Localização de Araçagi no Brasil
Mapa de Araçagi
Coordenadas 6° 51' 10" S 35° 22' 51" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região intermediária[1] João Pessoa
Região imediata[1] Guarabira
Região metropolitana Guarabira
Municípios limítrofes Norte: Duas Estradas, Curral de Cima e Sertãozinho;

Sul: Mulungu, Mari, Sapé.;
Leste: Cuité, Mamanguape e Itapororoca;
Oeste: Guarabira e Pirpirituba.

Distância até a capital 64 km
História
Fundação 22 de julho de 1959 (60 anos)
Aniversário 22 de julho
Administração
Prefeito(a) Murílio da Silva Nunes (PSB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 229,722 km²
População total (estimativa populacional - IBGE/2016[3]) 17 061 hab.
 • Posição PB: 42º
Densidade 74,27 hab./km²
Clima Tropical (As')
Altitude 57 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,56 baixo
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 94 879,735 mil
 • Posição PB: 29º
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 5 307,36

Araçagi[nota 1] é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de Guarabira, estado da Paraíba. Sua população em 2016 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 17.061 habitantes,[3] distribuídos em 228 km² de área.

História[editar | editar código-fonte]

Araçagi surgiu em meados do século XVIII, quando a região servia de pousada para os mercadores e tangerinos de gado que praticavam o comércio entre Mamanguape, que, na época, era conhecida como Monte-Mor, Marí e os sertões da então província da Paraíba. Alguns desses mercadores estabeleceram relações de amizade com os índios Guandus e fixaram-se num lugar conhecido como Rio dos Araçás.

A tradição oral conta que um português conhecido como Manoel estabeleceu-se em um lugar denominado de Tainha e, lá, casou-se com uma mestiça de nome Francisca, conhecida como dona Chiquinha. O casal teve filhos e deu origem a várias gerações. Presume-se que foi Manoel o doador de uma propriedade situada no povoado Rio dos Araçás. Naquele local, surgiu Araçagi. A palavra é tupi e significa "água de araçá", pela junção de ara'sá ("araçá")[6] e 'y ("água")[7], numa alusão à grande quantidade dessa planta frutífera que se multiplicava, abundantemente, às margens do rio.

Em 1870, quando aqui chegou a família Melo, Padre Raulino Ricardo e trabalhadores cheios de boa vontade pelo progresso deste povoado, edificaram a primeira casa e o templo. Estava, assim, iniciada a formação do núcleo, um dos mais importantes que integravam o município de Guarabira. Foi o padre Francelino Coelho Viana que conseguiu melhores recursos e construiu a capela.

A emancipação política foi conseguida graças aos esforços de três homens: João Pessoa de Brito, João Felix da Silva e Olivio Câmara Maroja. A emancipação de Araçagi foi obtida graças à Lei Estadual 2 147, de 22 de julho de 1959.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado na microrregião de Guarabira. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, no ano de 2006 sua população era estimada em 17 334 habitantes. Área territorial de 230 quilômetros quadrados.

Araçagi faz limite com os seguintes municípios: Ao norte: Duas Estradas, Curral de Cima e Sertãozinho; Ao sul: Mulungu, Marí, Sapé e Capim; A leste: Cuité, Mamanguape e Itapororoca; A oeste: Guarabira e Pirpirituba.

O município de Araçagi está inserido na unidade geoambiental dos Serrotes, Inselbergues e Maciços Residuais. A vegetação é de caatinga hipoxerófila, com pequenas áreas de florestas caducifólia.

Araçagi está inserido nos domínios da bacia hidrográfica do rio Mamanguape e tem como principais tributários os rios Mamanguape e Araçagi, além dos riachos: Pau d’Arco, Guandu, da Nascença, Grande, Bananeiras, Tamanduva, Barreiro, da Barra, Salgado e Taumatá, a maioria de regime intermitente. Conta com os os açudes Barriguda, Novo, Morgado e Violeta.

As principais culturas agrícolas são o abacaxi, a mandioca, a cana de açúcar, o milho, o feijão e a fava. Na fruticultura, destaca-se o coco, manga, laranja, limão e mamão.

Na pecuária, a criação de gado bovino, a avicultura e a caprinocultura.

Clima[editar | editar código-fonte]

Dados do Departamento de Ciências Atmosféricas, da Universidade Federal de Campina Grande, mostram que Araçagi apresenta um clima com média pluviométrica anual de 1020.0 mm e temperatura média anual de 24.8 °C.

Dados climatológicos para Araçagi
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,7 31,6 31,2 30,6 29,7 28,8 28,3 28,8 29,9 30,9 31,6 31,7 30,4
Temperatura média (°C) 25,9 26,0 25,8 25,3 24,6 23,7 23,0 23,2 24,0 24,9 25,4 25,8 24,8
Temperatura mínima média (°C) 21,6 21,7 21,7 21,4 20,9 20,0 19,3 19,1 19,8 20,4 20,8 21,2 20,7
Chuva (mm) 55,8 76,6 101,6 158,7 130,5 144,0 143,5 70,5 47,5 16,8 19,0 21,8 1 020,0
Fonte: Departamento de Ciências Atmosféricas.[8][9][10][11]

Notas

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa Populacional 2012» (PDF). Estimativa Populacional 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2012. Consultado em 26 de setembro de 2012 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.153
  7. a b http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  8. «TEMPERATURA COMPENSADA MENSAL E ANUAL DA PARAÍBA». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  9. «TEMPERATURA MÍNIMA MENSAL E ANUAL DA PARAÍBA». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  10. «PRECIPITACAO MENSAL». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1990. Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  11. «TEMPERATURA MAXIMA MENSAL E ANUAL DA PARAIBA». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1980. Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 11 de junho de 2014 
  12. http://www.ferias.tur.br/informacoes/4858/aracagi-pb.html

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.