Matinhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Matinhas
"terra da laranja"
Bandeira de Matinhas
Brasão de Matinhas
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 29 de abril de 1994 (23 anos)
Gentílico matinhense
Prefeito(a) Maria de Fátima Silva[1] (PSD)
Localização
Localização de Matinhas
Localização de Matinhas na Paraíba
Matinhas está localizado em: Brasil
Matinhas
Localização de Matinhas no Brasil
07° 07' 30" S 35° 46' 01" O07° 07' 30" S 35° 46' 01" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Agreste Paraibano IBGE/2008 [2]
Microrregião Brejo Paraibano IBGE/2008 [2]
Região metropolitana Campina Grande
Municípios limítrofes Alagoa Nova, Massaranduba, São Sebastião de Lagoa de Roça, Alagoa Grande e Lagoa Seca.
Distância até a capital 143 km
Características geográficas
Área 38,123 km² [3]
População 4 339 hab. (PB: 168º) –  estimativa populacional - IBGE/2011[4]
Densidade 113,82 hab./km²
Altitude 300 m
Clima tropical chuvoso com verão seco As'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,576 baixo PNUD/2000 [5]
PIB R$ 23 806,251 mil (PB: 126º) – IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 5 541,49 IBGE/2008[6]
Página oficial

Matinhas é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de Campina Grande, estado da Paraíba. Sua população em 2011 foi estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 4.339 habitantes,[4] distribuídos em 38 km² de área.

História[editar | editar código-fonte]

Sua história começou na primeira metade do século XIX, sua emancipação proporcionou-se no dia 29 de abril de 1994, pela lei estadual n° 5893, desmembrado de Alagoa Nova, sendo sua instalação no dia 1 de janeiro de 1997.[7] Segundo nota de historiadores, conclui-se que Francisco Falcão, Marçal de Miranda e Simão Ferreira da Silva requerem nove léguas de terra em 1718. Desta sesmaria, que limitava com a serra "Matinhas" parece ter sido derivado o nome da cidade.[7]

Economia[editar | editar código-fonte]

A 147 km de João pessoa e 24 km de campina grande. Matinha produziu 7,2 mil toneladas de tangerina em 2003 e ajudou a colocar a Paraíba no degrau de maior produtora nordestino da fruta, cultivada em oito outras cidades paraibanas. Também em Matinhas, foi obtida a principal produção de laranja do Estado. Em 2003, do total da safra obtida na Paraíba, 5,6 toneladas, 27% foram oriundas do município de Matinhas (Paraíba, 2004). A Paraíba encontra-se no 7º lugar no ranking nacional em volume de produção, com 12.631 toneladas de tangerina (IBGE, 2003). O atual prefeito de Matinhas tem uma ideia “fazer com que a Paraíba e o Brasil conheçam o seu município, que é o maior produtor de tangerina e laranja cravo do Estado e fica localizado a 24 km de Campina Grande”. Ele disse que vai incentivar a produção de Laranja cravo e tangerina, para proporcionar o desenvolvimento da cadeia produtiva, com mais opções de emprego e renda para a população. A Prefeitura em parceria com o Sebrae criaram (Coopertange) Cooperativas de citricultores de Matinhas, para possibilitar a compra de toda a produção de suco, como acontece no Estado de São Paulo. “Nós sabemos que o mercado de suco de laranja é grande no Brasil e no Mundo, e se organizarmos bem o negócio teremos venda assegurada, com a possibilidade de exportação”

Eventos[editar | editar código-fonte]

Festa da Laranja[editar | editar código-fonte]

Realizada em Matinhas, a maior produtora de laranja da Paraíba e de tangerina do Nordeste, o evento acontece no período de 6 a 9 de novembro de 2008 e faz parte de um arrojado projeto de sustentabilidade da região através da citricultura. O evento tornou-se fenômeno de público na Paraíba. Cresce a cada ano e sempre lança novidades visando a oferecer ao público entretenimento de alto nível, levando aos produtores técnicas para o desenvolvimento da citricultura a aos patrocinadores e parceiros oportunidades diante de um público de 150 mil pessoas durante os 4 dias de evento.

São João de Matinhas[editar | editar código-fonte]

A cidade que já é destino garantido de turistas de todo o Brasil durante a Festa da Laranja – Festival Nacional da Tangerina, agora inova com o primeiro São João no Sítio.

Durante quatro dias, turistas irão se juntar à população local e viver o melhor São João verdadeiramente Pé de Serra. Nos dias 21, 22, 23 e 24 de junho as melhores atrações estarão no Parque da Laranja, um dos maiores parques de eventos do nordeste, vivendo os melhores momentos de muita alegria.

Festa de 2008

Rita de Cássia, Os Três do Nordeste, Desmantelados do Forró, Banda Palov, Coroné Grilo, Capilé, Vira e Mexe, Eliane, Sirano e Sirino e a grande atração, o mestre da sanfona Dominguinos, que receberá uma grande homenagem do povo paraibano no palco do Parque da Laranja.

21 a 24 de junho de 2008[editar | editar código-fonte]

Rita de Cássia, Os Três do Nordeste, Desmantelados do Forró, Banda Palov, Coroné Grilo, Capilé, Vira e Mexe, Eliane, Sirano e Sirino e a grande atração, o mestre da sanfona Dominguinos, que receberá uma grande homenagem do povo paraibano no palco do Parque da Laranja.

A novidade do São João de Matinhas será o 'Treminhão do Forró', que sairá do Sítio São João em Campina Grande levando convidados para a festa em Matinhas, percorrendo 20 km de muita animação. A festa começará às 10h e terá seu encerramento às 20h.

Referências

  1. Eleições 2012. «Prefeita eleita de Matinhas / PB». Consultado em 22 de fevereiro de 2013 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. a b «Estimativa Populacional 2011». Estimativa Populacional 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2011. Consultado em 10 de agosto de 2012 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. a b IBGE. «Histórico - Matinhas-PB». Consultado em 13 de agosto de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios da Paraíba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.