Recopa Catarinense de 2019

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Recopa Catarinense de 2019
Evento
Data 4 de julho
Local Orlando Scarpelli, Florianópolis

A Recopa Catarinense de 2019 foi a primeira edição deste torneio anual organizado pela Federação Catarinense de Futebol. Disputado em jogo único, o torneio juntou os vencedores das duas principais competições do estado - o Campeonato Catarinense, conquistado pelo Figueirense e a Copa Santa Catarina, vencida pelo Brusque.

A partida foi realizada em 4 de julho, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Apitado por Fernando Henrique de Medeiros Miranda, o embate terminou com vitória simples do Figueirense e, consequentemente, o clube conquistou o primeiro título desta competição.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

A Recopa Catarinense foi criada na administração de Rubens Angelotti, com o objetivo de servir como evento que marca o início da temporada no estado.[1] Antes de ser instituída no calendário, a recopa teve uma edição "informal" em janeiro de 2018. Na ocasião, a Chapecoense, detentora do título estadual da temporada anterior, realizou um amistoso contra o vencedor da Copa Santa Catarina, o Tubarão.[2] Originalmente, a partida da primeira edição oficial estava programada para janeiro, com o objetivo de marcar a estreia da temporada no estado. No entanto, a Copa América de 2019 inviabilizou a realização da partida no primeiro mês do ano.[1][2]

Partida[editar | editar código-fonte]

Estádio Orlando Scarpelli, palco da primeira edição da Recopa Catarinense.

A partida foi realizada às 19 horas, 4 de julho, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.[3] O público presente foi de 2078 pessoas, das quais a maior parte eram torcedores do Figueirense.[4] Os ingressos foram vendidos por cinco reais condicionado a uma doação de agasalho ou similar feita diretamente no estádio. Esta foi mais uma iniciativa do mandante, que arrecadou mais de duas toneladas de alimentos numa ação anterior.[3][5] Já o quarteto de arbitragem foi composto por Fernando Henrique de Medeiros Miranda, auxiliado pelos assistentes Johnny Barros de Oliveira e Bruno Muller.[6] Dione Rodrigues da Rosa atuou como quarto árbitro.[7]

A partida começou com o Brusque conquistando um escanteio; contudo, o Figueirense foi responsável pela primeira chance de gol através do meio-campista Fellipe Mateus.[8] Os visitantes conseguiram responder três minutos depois, mas a finalização de Thiago Henrique foi defendida por Denis.[9] O Brusque continuou com mais ofensividade e tiveram duas oportunidades - na primeira, Thiago Henrique driblou o adversário e finalizou cruzado, mas sem êxito. Por fim, Thiago Alagoano arrematou de longa distância e Denis novamente impediu o tento do visitante.[4][9] Após os vinte primeiro minutos, as equipes começaram a valorizar a posse de bola. Aos trinte minutos, o arremate de Thiago Alagoano passou perto da trave do Figueirense.[8] Os mandantes responderam na cabeçada do defensor Alemão, defendida por Zé Carlos.[9] No término do primeiro tempo, o atacante Jefferson Renan reclamou de um suposto pênalti sofrido e foi advertido com o cartão amarelo.[4] O Figueirense começou o segundo tempo com mais ímpeto ofensivo e ficou próximo do gol por três ocasiões, mas nenhuma das finalizações acertaram o gol do Brusque.[9] O primeiro gol foi marcado aos dezessete minutos, com Rafael Marques complementando o passe de Willian Popp.[4][8] O placar não foi igualado poucos minutos depois por causa de Denis, que interferiu no chute de Jefferson Renan.[4] Já o Figueirense quase ampliou aos trinta minutos. O jogo terminou com a vitória mínima dos mandantes.[4][8][9]

Detalhes[editar | editar código-fonte]

4 de julho Figueirense Florianópolis 1 – 0 Bandeira Brusque SantaCatarina Brasil.jpg Brusque Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis
19:00
Súmula
Boletim financeiro
Público: 2 078
Renda: R$: 16.375,00
Árbitro: Fernando Henrique de Medeiros Miranda
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Figueirense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Brusque
G 1 Denis
LD 33 Victor Guilherme Penalizado com cartão amarelo após 75 minutos 75'
Z 3 Ruan
Z 4 Alemão
LE 16 Matheus Destro Substituído após 79 minutos de jogo 79'
V 5 Zé Antônio Capitão
V 8 Betinho Substituído após 73 minutos de jogo 73'
M 7 Tony
M 12 Fellipe Mateus Substituído após 67 minutos de jogo 67'
A 9 Rafael Marques Substituído após 67 minutos de jogo 67'
A 30 Willian Popp Substituído após 73 minutos de jogo 73'
Suplentes:
G 38 Matheus Vidotto
V 14 Júlio Rusch Entrou em campo após 79 minutos 79'
V 18 Jean Martim
V 20 Kauê
V 23 Patrick Entrou em campo após 73 minutos 73'
Z 31 Matheus Pereira
M 17 Juninho Entrou em campo após 67 minutos 67'
M 21 Andrigo Entrou em campo após 73 minutos 73'
A 13 João Diogo Entrou em campo após 67 minutos 67'
Treinador:
Hemerson Maria
Figueirense-Brusque 2019-07-04.png
G 1 Zé Carlos Capitão
LD 2 Edílson
Z 3 Ianson
Z 4 Magrão
LE 6 Airton
V 5 Gama Substituído após 69 minutos de jogo 69'
M 8 Thiago Alagoano
M 10 Romarinho
A 7 Thiago Henrique Substituído após 69 minutos de jogo 69'
A 9 Júnior Pirambu Substituído após 79 minutos de jogo 79'
A 11 Jefferson Renan Penalizado com cartão amarelo após 42 minutos 42'
Suplentes:
G 12 Dida
Z 13 Neguette
Z 14 Clayton
M 15 Rodney
M 16 Zé Mateus Entrou em campo após 69 minutos 69'
A 17 Leilson Entrou em campo após 69 minutos 69'
A 18 Vinícius Entrou em campo após 79 minutos 79'
A 19 Fio
Treinador:
Waguinho Dias

Árbitros assistentes
Johnny Barros de Oliveira
Bruno Muller

Quarto Árbitro
Dione Rodrigues da Rosa

Regras da partida[10]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

O título do Figueirense foi mencionado como uma marca da hegemonia do clube no cenário nacional.[11][12] O contribuinte do portal NSC Total, João Lucas Cardoso, escreveu que a competição protagonizou o embate entre maior vencedor Catarinense, o Figueirense, e o maior vencedor da Copa SC, o Brusque.[13]

Referências

  1. a b «Avaí e Brusque abrem a temporada na Recopa Catarinense 2020». Website oficial da Federação Catarinense de Futebol. 17 de janeiro de 2020. Consultado em 4 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 5 de outubro de 2020 
  2. a b João Lucas Cardoso (3 de julho de 2019). «De amistoso à taça: conheça a origem da Recopa de Santa Catarina». Nsctotal.com.br. Consultado em 4 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 5 de outubro de 2020 
  3. a b Liliane Dias (2 de julho de 2019). «Florianópolis será palco para a decisão da Recopa Catarinense 2019». Notisul.com.br. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2020 
  4. a b c d e f «Figueirense vence o Brusque e conquista o título da Recopa Catarinense». GloboEsporte.com. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2020 
  5. Ewaldo Willerding Neto (2 de julho de 2019). «Figueirense faz promoção de ingressos para decisão de quinta (04) em Florianópolis». Ocp.news. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2020 
  6. «Figueirense x Brusque: tudo o que você precisa saber sobre a Recopa». GloboEsporte.com. 4 de julho de 2019. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2020 
  7. «Saiba tudo sobre a Recopa Catarinense 2019». Website oficial da Federação Catarinense de Futebol. 2 de julho de 2019. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 15 de fevereiro de 2020 
  8. a b c d Sandro Quintanilha (4 de julho de 2019). «Figueirense vence Brusque e conquista Recopa Catarinense». Vavel. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2020 
  9. a b c d e «Figueirense vence Brusque e conquista a Recopa Catarinense 2019». Gazeta Esportiva. 4 de julho de 2019. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 5 de julho de 2019 
  10. «Regulamento Específico da Recopa Catarinense de 2019» (PDF). Website oficial da Federação Catarinense de Futebol. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 14 de outubro de 2020 
  11. «Figueirense é campeão da Recopa Catarinense 2019». Website oficial da Federação Catarinense de Futebol. 4 de julho de 2019. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2020 
  12. «Figueirense é campeão da Recopa Catarinense 2019». Scclubes.com.br. 4 de julho de 2019. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2020 
  13. João Lucas Cardoso (4 de julho de 2019). «Figueirense vence o Brusque e é campeão da Recopa». Nsctotal.com.br. Consultado em 14 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 5 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]