Reedição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A reedição (também conhecida como relançamento)[1] é a emissão repetida de um trabalho publicado. Comummente, refere-se a um álbum que foi lançado anteriormente é novamente editado, às vezes com alterações ou acréscimos.[2]

Razões para reedição[editar | editar código-fonte]

Novos formatos de áudio[editar | editar código-fonte]

Gravações originalmente lançadas num formato de áudio que se tornou tecnologicamente ou comercialmente obsoletos são reeditados em novos formatos. Por exemplo, milhares álbuns em vinil foram relançados em CD desde a introdução do formato no início da década de 1980.[3] Mais recentemente, muitos álbuns são lançados originalmente em CD ou formatos anteriores foram reeditados em SACD ou DVD-Audio.

Nova administração[editar | editar código-fonte]

Quando uma editora discográfica compra a outra ou adquire o catálogo de um artista individual, os seus álbuns são muitas vezes reeditados sob a marca da nova empresa. Por exemplo, a Polydor Records reeditou muitos dos trabalhos de James Brown que foram originalmente lançados pela sua antiga editora, King Records.[4] [5]

Vendas elevadas ou fracas[editar | editar código-fonte]

As obras são reeditadas para atender a uma demanda contínua para um álbum que continua a ser popular depois do seu lançamento original. Em outros casos, os álbuns são reeditados para criar interesse e na esperança de reavivar as vendas de um registo que tenha obtido um fraco desempenho comercial. Por exemplo, a Roadrunner Records é notória pela reedição de projectos dos seus artistas em apenas meses desde do lançamento original do álbum.[6]

Edições especiais, limitadas e comemorativas[editar | editar código-fonte]

Algumas das obras são reeditadas para celebrar a sua popularidade, influência, ou um aniversário do artista ou obra. Um dos exemplos mais populares é o de Thriller 25, uma edição comemorativa para celebrar o 25.º aniversário do álbum de Michael Jackson[7] e o mais vendido de sempre na indústria da música.[8]

Revisões ou controvérsias[editar | editar código-fonte]

Alguns dos discos são reeditados logo após o seu lançamento original, porque uma das faixas foi criticada negativamente. "Cop Killer" por Body Count é um desses exemplos.[9]

Algumas gravações são remisturadas e reeditadas num esforço para apagar as contribuições de membros anteriores de uma banda. Dois exemplos são de Ozzy Osbourne: Blizzard of Oz e Diary of a Madman.[10] [11]

Alterações[editar | editar código-fonte]

Acréscimos ou alterações a reedições de álbuns incluem o seguinte:[12]

Referências

  1. Melanie Antunes (6 de Julho de 2010). David Bowie relança “Station to Station” em versão especial (em inglês). Sapo Música. Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  2. Reedição do "álbum da banana" traz primeiro tema gravado (em inglês). Público (22 de Fevereiro de 2002). Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  3. Why Vinyl Reissues Are a Good Thing (em inglês). BeatTips (10 de Junho de 2011). Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  4. James Brown (em inglês). Rock and Roll Hall of Fame. Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  5. William Ruhlmann. Ain't That a Groove: 1966-1969 - James Brown Story (em inglês). Allmusic. Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  6. Willie Maritz (17 de Maio de 2012). The Success of Roadrunner Records (em inglês). Mo Times. Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  7. Paul Sexton (21 de Fevereiro de 2008). 'Thriller' Reissue Bows At No. 1 In Europe (em inglês). Billboard.biz. Página visitada em 14 de Abril de 2013. Cópia arquivada em 3 de Setembro de 2009.
  8. Marty Gitlin. The Baby Boomer Encyclopedia (em inglês). Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  9. Jon Pareles (2 de Agosto de 1992). JULY 26 - AUG. 1: 'Cop Killer'; Ice-T, a Mr. Nice Guy, Cuts the Controversy (em inglês). The New York Times. Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  10. Classic Album Reissues, due in May (em inglês). Ultimate-Guitar. Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  11. Ultimate Classic Rock, on last year’s Ozzy reissues (em inglês). Ultimate-Guitar. Página visitada em 14 de Abril de 2013.
  12. Kory Grow (20 de Março de 2013). Not a Downer: Tool's Adam Jones Talks 'Opiate' Reissue, New Material (em inglês). Spin. Página visitada em 14 de Abril de 2013.