Reggae punk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reggae punk
Origens estilísticas Reggae
Punk rock
Contexto cultural Final dos anos 70 na Inglaterra
Instrumentos típicos Guitarra
Baixo
Bateria
Vocal
Ocasionalmente usa outros instrumentos.
Formas derivadas Ska punk
Gêneros de fusão
Hardcore punk

Reggae punk é um gênero da música punk que caracteriza-se pela fusão entre o punk rock e o reggae jamaicano criado no fim da década de 1970. A primeira banda punk com traços de reggae foi o The Clash que mostra essa influência no seu cover de "Police and Thieves", de Junior Murvin, e as músicas "Bankrobber", "The Guns of Brixton" e "(White Man) In Hammersmith Palais". O Bad Brains foi responsável por fundir o reggae com o hardcore punk, apesar da banda também ter influências do jazz, do heavy metal e do funk de raiz.[1]

O reggae punk está intimamente relacionado com o ska punk, ambos resultantes devido ao contato que os punks e os imigrantes jamaicanos tinham na Inglaterra. Graças a essa ligação, houve uma grande troca cultural, não só musicalmente, mas também na ideologia e até mesmo em crenças e costumes durante a década de 1970. No começo de 1977, Bob Marley & The Wailers, foram a Londres e conheceram de perto a cena punk local e bandas como The Clash. Inspirado, Marley gravou a música Punk Reggae Party, produzida por seu amigo Lee Perry, que vivia em Londres na época. Inspirados em Bob Marley e no punk rock, integrantes das bandas Eddie, Bonsucesso Samba Clube, Mundo Livre, Variant TL e Comadre Fulozinha se juntaram pra tocar clássicos do punk rock e do reggae brasileiro e internacional com arranjos próprios, sendo eles reggae, punk rock, dub ou a mistura dos três estilos[1] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Música punk é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.