Religião no Azerbaijão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Parte da série sobre
Azerbaijão
Azərbaycan
Flag of Azerbaijan.svg . Brasão de Armas do Azerbaijão

Cultura
Arte • Cinema
Música • Mídia
Esporte • Feriados

História

Política
Constituição
Relações exteriores

Demografia
Grupo étnico • Língua • Religião

Geografia

Divisões administrativas
Distritos • Cidades •
Regiões econômicas e distritos

Portal:Azerbaijão

O Islão é a religião dominante no Azerbaijão em número de seguidores com 95%.[1] 85% da população são muçulmanos xiitas e 15% são muçulmanos sunitas. A maior parte dos muçulmanos xiitas seguem os duodecimanas, enquanto a maior parte dos muçulmanos sunitas seguem os hanafitas.[2] No entanto, essa divisão não é rigorosa. Na maioria muçulmana, os costumes religiosos não são levados muito a sério, e a identidade muçulmana tende a basear-se mais na etnia e na cultura do que na religião. Os restantes 5% da população pertencem a outras religiões ou simplesmente a nenhuma. 4% da população são sobretudo cristãos, principalmente ortodoxos russos e apostólicos arménios (quase todos na região separatista de Nagorno-Karabakh). Outros cristãos são os ortodoxos georgianos, molokanos e os protestantes, principalmente luteranos. O Azerbaijão possui uma pequena população de cerca de 400 católicos. Na maioria são estrangeiros. O Azerbaijão conta com uma população de 8.800 judeus, a saber, os judeus ashkenazim, os judeus das montanhas e os judeus georgianos.[3] As comunidades religiosas mais recentes incluem o bahá'í eo hare krishna.

O Azerbaijão é um dos países mais seculares e irreligiosos do mundo.[4][5] De acordo com uma recente pesquisa do Gallup, 53% dos entrevistados indicando a importância da religião na sua vida como pouca ou nenhuma. A mesma pesquisa indica que apenas 20% dos entrevistados participaram de serviços religiosos.[6]

O Azerbaijão é um estado secular, sem religião oficial; a constituição do Azerbaijão consagra a liberdade religiosa e de consciência, a menos que perturba a ordem pública e viola os princípios do humanismo; então, o Governo impõe algumas restrições sobre esse direito.[7] O Comitê Estadual do Trabalho com Organizações Religiosas relatou um total de 576 grupos religiosos, organizações e fundações. Esse número inclui 555 organizações islâmicas e 21 organizações não-islâmicas. As organizações religiosas não-islâmicas incluem 12 organizações cristãs, 6 organizações judaicas, 2 organizações bahá'í e 1 organização hare krishna.[8]

Referências

  1. «Mapping The Global Muslim Population» (PDF). Consultado em 24 de agosto de 2013. Arquivado do original (PDF) em 19 de maio de 2011  (em inglês)
  2. Administrative Department of the President of the Republic of Azerbaijan – Presidential Library – Religion (em inglês)
  3. «The Jewish Population of the World (2010)». Jewish Virtual Library  (em inglês)
  4. «Gallup WorldView». Gallup. Consultado em 17 de agosto de 2013  (em inglês)
  5. «What Alabamians and Iranians Have in Common». Gallup. Consultado em 17 de agosto de 2013  (em inglês)
  6. «Gallup: "Azerbaijan is ranking 5th in the list of most atheistic countries of the world"». Today. Consultado em 17 de agosto de 2013  (em inglês)
  7. «The Constitution of the Republic of Azerbaijan». President of Azerbaijan  (em inglês)
  8. «Gallup: "11 new religious communities registered in Azerbaijan"». Azernews. Consultado em 17 de agosto de 2013  (em inglês)

Ver também[editar | editar código-fonte]