Ricardo Macchi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.


Ricardo Macchi
Nome completo Ricardo Macchi
Nascimento 10 de abril de 1970 (47 anos)
Porto Alegre (RS), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Ator, Produtor
IMDb: (inglês)

Ricardo Macchi (Porto Alegre, 10 de abril de 1970) é um ator e produtor cultural brasileiro.

Sindicalizado como artista em 1987. Fez seu primeiro comercial de televisão com 15 anos de idade. Trabalhou no mercado nacional e internacional, modelo da agência Italy Models Milão, fez diversas campanhas internacionais. Porém, alcançou fama nacional no papel do cigano Igor na telenovela Explode Coração (1995) de Glória Perez, pela Rede Globo.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estreou no teatro em 1991/1992 no musical Blue Jeans, dirigido por Wolf Maya, ganhador do prêmio Molière de melhor montagem. Participou da montagem de Hair em 1993, dirigido por Jorge Fernando. Em 1999/2000, participou da peça Deu Broadway na Cabeça, dirigida por Cininha de Paula.

Na televisão, estreou em 1995 como o protagonista da telenovela Explode Coração, de Glória Perez.[2][1]

A partir de 1996, passou a produzir, dirigir, roteirizar e apresentar documentários de responsabilidade social: Educação ambiental, visão sociológica, totalizando 33 títulos abordando temas como desenvolvimento sustentável, água - essência da vida, superaquecimento, qualidade do ar, populações ribeirinhas, tráfico de animais, biopirataria, Amazônia, áreas de proteção ambiental (APAs), Cidade de Deus, uma Visão Diferente (Projeto Grão), Anil Comunidade Padrão, A História do Complexo do Alemão , Deficientes Brasil 14.8%, Guia de Saúde Eletrônico entre outros. Estes documentários lhe valeram o Troféu JK[3] Categoria Empreendedor da Década pelos 14 anos de investimentos utilizando recursos próprios em documentários sobre responsabilidade social, em abril de 2010.

Em 2002, protagonizou a peça "Jeffrey - De Caso com a Vida", com direção de Gilberto Gawronski.

Em 2011, voltou ao horário nobre da rede Globo quando atuou em uma propaganda da FIAT, ao lado do ator estadunidense Dustin Hoffman.[4] [4][2]

Em maio de 2013 teve o nome de seu personagem colocado no texto da autora Maria Adelaide Amaral, de forma pejorativa, houve protesto do ator em sua página de uma rede social e repercutiu nos principais veículo de mídia em todas plataformas do Brasil, a autora voltou atrás no uso do personagem e modificou o texto retirando o personagem Igor de propriedade e responsabilidade da Rede Globo.

Ator e Produtor Cultural

2012 produzindo e atuando na Peça " Coisas que Porto Alegre Fala " depois de lotar todas as apresentações, houve uma parceria de dois anos com a Opus, com o convite para este kase virar série de TV na Rede Globo RBS TV, 18.4 pontos de Ibope, e com o sucesso, virou um produto no disputado Catálogo de TV a cabo Netflix.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ricardo Macchi namorou a atriz Ellen Roche, ele citou o "trabalho e a amizade" como motivo do termino do relacionamento. Eles se separaram após oito anos de namoro.[3][5]

Política[editar | editar código-fonte]

Concorreu a uma vaga de deputado federal nas eleições no Rio Grande do Sul em 2014, pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB)mas não obteve o número de votos necessários para a candidatura.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

No Cinema[editar | editar código-fonte]

  • 2011 - Surferssauros Tubarões de Copacabana - Thiago
  • 2015 - O Maníaco do Facebook - Tinder
  • 2017 - Os Parças - Borges

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Ricardo Macchi cansou de rir de si mesmo». Folha de S.Paulo. F5. 25 de maio de 2013. Consultado em 04 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. a b Clara Passi (30 de janeiro de 2013). «Eterno cigano Igor, Ricardo Macchi quer fazer novela e conta por que foi 'esquecido'». O Globo. Patricia Kogut. Consultado em 04 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. a b Juliana Maselli (22 de maio de 2010). «Ricardo Macchi confirma separação de Ellen Roche, mas afirma: 'Nos amamos'». Globo.com. Ego. Consultado em 04 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. a b Priscila Bessa (31 de agosto de 2011). «Ricardo Macchi faz sucesso em comercial ao lado de Dustin Hoffman». iG. Consultado em 04 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Ellen Roche e Ricardo Macchi se separam». Meia Noite. 13 de maio de 2010. Consultado em 04 de outubro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)