Richard Blumenthal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Richard Blumenthal
Richard Blumenthal
Senador de Connecticut
Período 3 de janeiro de 2011
Sucessor(a) Chris Dodd
23º Procurador de Connecticut
Período 9 de janeiro de 1991
5 de janeiro de 2011
Dados pessoais
Nascimento 13 de fevereiro de 1946 (72 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque
Nacionalidade Americano
Alma mater Universidade de Harvard
Primeira-dama Cynthia Allison Malkin [1]
Partido Partido Democrata
Religião Judaica
Assinatura Assinatura de Richard Blumenthal
Website gov.ca.gov
schwarzenegger.com
Serviço militar
Serviço/ramo Marinha dos Estados Unidos
Anos de serviço 1970-1975 [2]

Richard M. Blumenthal (nascido em 13 de fevereiro de 1946) é um político norte-americano, ocupa o cargo de senador dos Estados Unidos pelo Connecticut. Entre 1991 a 2011, atuou como procurador-geral de Connecticut. Em 2 de novembro de 2010, foi eleito para o Senado dos Estados Unidos sucendendo Chris Dodd.[3]

Blumenthal é membro do Partido Democrata.

Infância[editar | editar código-fonte]

Blumenthal nasceu no Brooklyn, filho de Jane e Martin A. Blumenthal, um casal imigrantes judeus.[1][4] Blumenthal se formou na Universidade de Harvard e foi membro da Phi Beta Kappa, Enquanto estudante, foi presidente editorial do The Harvard Crimson.[5]

Ele recebeu seu JD na Yale Law School, onde foi editor-chefe da Yale Law Journal.[6] Enquanto estudava em Yale, conheceu Bill Clinton e Hillary Rodham Clinton.[7]

Carreira Política[editar | editar código-fonte]

Blumenthal iniciou sua carreira política como assistente do senador Abraham A. Ribicoff, e como assistente jurídico de Harry A. Blackmun. Entre 1977 a 1981 foi advogado do Governo dos Estados Unidos em Connecticut.

Procurador de Connecticut[editar | editar código-fonte]

Blumenthal foi eleito pela primeira vez Procurador-Geral em 1990 e foi reeleito em 1994, 1998, 2002 e 2006. Em 10 de outubro de 2002 ganhou o Prêmio Raymond E. Baldwin de Serviço Público pela Universidade de Quinnipiac.

Senador dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Eleição[editar | editar código-fonte]

Em 6 de janeiro de 2010 Sen. Chris Dodd anunciou que não iria concorrer a reeleição. Blumenthal anunciou que seria candidato na eleição de 2010.

No mesmo dia, a Public Policy Polling divulgou uma pesquisa que realizou nas duas noites anteriores, incluindo disputas entre Blumenthal e três mais candidatos republicanos. Blumenthal tinha 30% em cada eleição hipotética: contra Rob Simmons 59-28, contra Linda McMahon 60-28, e contra Peter Schiff 63-23, com uma margem de erro de 4,3%.[8] Relatórios da Rasmussen também apontavam Blumenthal como o possível vencedor da eleição de novembro. Uma sondagem realizada em Fevereiro, pela Rasmussen indicava que Blumenthal tinha 19% a mais (contra Simmons) e 20% a mais (contra McMahon), e que os republicanos aumentado sua porcentagem logo após do anúncio da candidatura de Blumenthal.[9][10]

Na segunda-feira em 2 de novembro de 2010, Blumenthal foi eleito para o Senado dos Estados Unidos, derrotando Linda McMahon, Blumenthal obteve 55% dos votos contra 43% de McMahon.

Blumenthal gastou 8 milhões de dólares em toda a campanha, e McMahon gastou 50 milhões de dólares.

No Senado[editar | editar código-fonte]

Richard Blumenthal em 2011

Blumenthal foi empossado em 5 de janeiro de 2011. Ele planeja voltar para Connecticut cada fim de semana.[11] Em 20 de janeiro, Blumenthal visitou empresas de pequeno porte em Connecticut.[12] No dia seguinte, visitou Danbury.[13]

A Roll Call informou que Blumenthal tem um patrimônio líquido de no mínimo de 64 milhões de dólares.[14]

Comitês[editar | editar código-fonte]

  • Subcomissão da Política de Concorrência, Antitruste e Direito do Consumidor
  • Subcomissão sobre a Constituição, Direitos Civis e dos Direitos Humanos
  • Subcomissão sobre Imigração, Refugiados e Segurança de Fronteiras
  • Subcomissão da privacidade, da Tecnologia e da Lei

Referências

  1. a b «Miss Malkin Plans Bridal». The New York Times. 29 de novembro de 1981. Consultado em 22 de maio de 2010 
  2. Assessing Blumenthal's Military Service Records, The New York Times.
  3. Halbfinger, David M. (2 de novembro de 2010). «Richard Blumenthal Wins Connecticut Senate Seat». The New York Times 
  4. Hladky, Gregory B. A Closer Look At Richard Blumenthal. Hartford Advocate. 27 April 2010.
  5. Plotz, David. Just Call Him Senator: An assessment of Richard Blumenthal, the man most likely to replace Connecticut's Christopher Dodd. Slate. 6 January 2010.
  6. Volume 82, Number 4, March 1973. The Yale Law Journal.
  7. http://www.masslive.com/news/index.ssf/2010/09/bill_clinton_stumps_for_richar.html
  8. "Blumenthal starts with commanding lead", p. 3, Q12 - Q14.
  9. [1]
  10. «Toplines - Election 2010: Connecticut Senate Election - January 6, 2010 - Rasmussen Reports™». Rasmussenreports.com. 6 de janeiro de 2010. Consultado em 12 de julho de 2010 
  11. Mahony, Edmund H. (5 de janeiro de 2011). «Richard Blumenthal Joins Senate In D.C. Ceremony, Plans 'Listening Tour'». The Hartford Courant. Consultado em 25 de janeiro de 2011 
  12. Benson, Adam (21 de janeiro de 2011). «Blumenthal hears Sprague workers' concerns». Norwich Bulletin. Consultado em 25 de janeiro de 2011 
  13. Perrefort, Dick (21 de janeiro de 2011). «Blumenthal takes walking tour of Danbury». Danbury News-Times. Consultado em 25 de janeiro de 2011 
  14. Yachnin, Jennifer (24 de janeiro de 2011). «New Members Are Among Richest in Congress». Roll Call. Consultado em 25 de janeiro de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Richard Blumenthal
Precedido por
Chris Dodd
Senador de Connecticut
2011-
Sucedido por
-