Rio Jacupiranguinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rio Jacupiranguinha
Comprimento 60 km
Afluentes
principais
Rio Guaraú, Córrego Cachoeirinha, Córrego Fernandes, Ribeirão da Serra, Rio Bananal, Rio Manoel Gomes, Ribeirão Onça Parda, Rio Azeite, Rio Timbúva, Ribeirão de Lavras, Rio Queimado, Rio Capelinha, Rio Braço Feio e Rio Braço de Pedra
País(es)  Brasil
País(es) da
bacia hidrográfica
Bacia hidrográfica do Rio Ribeira de Iguape.

O rio Jacupiranguinha é um rio brasileiro do estado de São Paulo, pertence à bacia do rio Ribeira de Iguape.

O rio Jacupiranguinha nasce próximo ao lmite de munícipio entre Cajati e Barra do Turvo, entre a serra do Cadeado e a Serra do Aleixo na localização geográfica, latitude 24º52'46" sul e longitude 48º17'26" oeste, muito próximo ao estado do Paraná.

Percurso[editar | editar código-fonte]

Da nascente segue em direção nordeste (030º) do estado de São Paulo, segue sempre paralelo a rodovia BR-116 (dando a impressão realmente que na construção da rodovia, neste trecho, foi seguido o curso deste rio) em direção ao nordeste (060º) atravessa a cidade de Cajati sempre acompanhando a BR-116 e poucos quilômetros depois se junta com o rio Guaraú para formar o rio Jacupiranga praticamente na cidade de mesmo nome. Apresenta perfil muito acidentado na parte alta de seu curso, onde existem muitas corredeiras e cachoeiras, e recebe como principais tributário os rios Braço Feio, Capelinha, Queimado e Azeite. Todos muito correntosos e com dezenas de quedas d'água, algumas com mais de 15 metros de queda, destacando-se as cachoeiras do Azeite e Capelinha. Seu curso segue acidentado até a Barra do Rio Azeite, após o jacupiranguinha segue por uma área muito sedimentada, sua corrente diminui de velocidade e apresenta curso muito sinuoso com extensas planícies aluviais, que são constantemente invadidas pelas cheias sazonais. Recebe muitos ribeirões e córregos, com destaque para o Rio Bananal que é bastante extenso com seu curso inferior bastante sinuoso e com pouco desnivio, e curso superior com belíssimas cachoeiras. Após a barra do rio Bananal o Jacupiranguinha entra na área urbana de Cajati, onde recebe os córregos Cachoeirinha, Fernandes, o Ribeirão da Serra e outros córregos menores e o desague das represas de decantação da indústria. Abaixo de Cajati seu curso se torna ainda mais sinuoso e com inúmeros meândros e curvas abandonadas pelo rio, poucos quilometros abaixo o jacupiranguinha recebe o rio Guaraú, e juntos eles formam o Rio Jacupiranga, um dos principais afluêntes do Rio Ribeira de Iguape.

Banha os municípios[editar | editar código-fonte]

Passa pelos municípios de: Cajati e Jacupiranga

Afluentes[editar | editar código-fonte]


Final[editar | editar código-fonte]

Em no limite de munícipio entre Cajati e Jacupiranga, quando se junta ao rio Guaraú na localização geográfica, latitude 24º41'21" sul e longitude 48º03'31" oeste, formando o rio Jacupiranga este por sua vez se torna afluente do rio Ribeira de Iguape que deságua no Oceano Atlântico em Iguape.


Extensão[editar | editar código-fonte]

Percorre neste trajeto uma distância de mais ou menos 60 quilômetros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referência[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.