Robert Crippen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Robert Crippen
Nome completo Robert Laurel Crippen
Nascimento 11 de setembro de 1937 (81 anos)
Beaumont, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Cônjuge Virginia Hill
Pandora Lee Puckett
Filho(s)
  • Ellen
  • Susan
  • Linda
Alma mater Universidade do Texas em Austin
Ocupação
Serviço militar
Serviço Marinha dos Estados Unidos
Anos de serviço 1960–1991
Patente Capitão
Condecorações Cruz de Voo Distinto
Carreira espacial
Astronauta da Força Aérea/NASA
Tempo no espaço 23d 13h 46min
Seleção Grupo 2 da Força Aérea 1966
Grupo 7 da NASA 1969
Missões
Insígnia da missão Sts-1-patch.png Sts-7-patch.png STS-41-C patch.png STS-41-G patch.png
Aposentadoria 31 de dezembro de 1991
Prêmios Medalha de Honra
Espacial do Congresso

Medalha de Serviço
Distinto da NASA
(3)

Robert Laurel Crippen (Beaumont, 11 de setembro de 1937), é um ex-astronauta dos Estados Unidos e veterano de quatro missões ao espaço a bordo do ônibus espacial.

Crippen recebeu um bacharelado em engenharia aeroespacial pela Universidade do Texas em 1960 e durante dois anos foi piloto naval servindo em porta-aviões, depois passando para Força Aérea, integrando a equipe de pilotos militares da Base Aérea de Edwards, na Califórnia.

Tornou-se astronauta em setembro de 1969, fazendo parte da equipe de apoio das missões Skylab e da missão conjunta americano-soviética Apollo-Soyuz, durante a década de 70.[1]

Em 12 de abril de 1981 Crippen foi ao espaço pela primeira vez, como piloto do primeiro voo orbital tripulado de um ônibus espacial, a missão STS-1 na nave Columbia, junto com o comandante John Young, um dos astronautas das missões do Programa Apollo que pisaram na Lua.

Nos anos seguintes, comandaria mais três missões do ônibus espacial; em 1983, levando a primeira astronauta norte-americana ao espaço, Sally Ride; em abril de 1984, na primeira missão de reparo de um satélite em órbita terrestre e novamente em outubro de 1984, na primeira missão do ônibus espacialcom uma tripulação de sete pessoas.[1]

Após sua carreira de astronauta, Robert Crippen continuou ligado à NASA no fim dos anos 80 e nos anos 90, nomeado diretor de operações do ônibus espacial junto ao quartel-general da NASA em Washington, D.C. e depois assumindo o cargo de diretor do Centro Espacial John F. Kennedy, entre 1992 e 1995.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Robert Laurel Crippen». Encyclopaedia Britannica. Consultado em 16 maio 2019