Salmos 152 a 155

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Salmos 152 a 155 é o nome dado a um conjunto de quatro salmos[1][2] encontrados na Peshitta siríaca, em alguns manuscritos gregos da Septuaginta e ainda nos pergaminhos de Qumran.

São reconhecidos como canônicos somente pela Igreja Síria. Tidos, portanto, como apócrifos pelas demais Confissões cristãs. Juntamente com o salmo 151 são conhecidos como os cinco apócrifos de David.

Podem ser titulados da seguinte forma:[3]

  • A prece de Ezequias quando cercado por seus inimigos;
  • Permissão aos hebreus para voltarem a sua terra dada por Ciro;
  • De David por ocasião da luta com o leão e o lobo quando estes tomaram uma ovelha de seu rebanho; e
  • Agradecimento de David a Deus pela vitória sobre o leão e o lobo.

Referências

  1. Echegary, J. González et ali (2000). A Bíblia e seu contexto 2 ed. (São Paulo: Edições Ave Maria). p. 1133. ISBN 9788527603478.  Parâmetro desconhecido |volumes= ignorado (|volume=) (Ajuda)
  2. Pearlman, Myer (2006). Através da Bíblia. Livro por Livro 23 ed. (São Paulo: Editora Vida). p. 439. ISBN 9788573671346. 
  3. Numa tradução livre, conforme a nota encontrada na Wikipédia italiana: W. Wright, in Alcuni Salmi Apocrifi in Siria, atti della società di Archeologia biblica 9 [1887], pp. 257-266
Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.