Scary Movie 3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Scary Movie 3
Scary Movie 3 - Outro Susto de Filme (PT)
Todo Mundo em Pânico 3 (BR)
 Estados Unidos
2003 •  cor •  84 min 
Direção David Zucker
Produção Robert K. Weiss
Coprodução Grace Gilroy
Produção executiva Bob Weinstein
Harvey Weinstein
Andrew Rona
Brad Weston
Roteiro Craig Mazin
Pat Proft
(baseado em personagens criados por)
Shawn Wayans
Marlon Wayans
Buddy Johnson
Phil Beauman
Jason Friedberg
Aaron Seltzer
Elenco Anna Faris
Regina Hall
Charlie Sheen
Simon Rex
Leslie Nielsen
Queen Latifah
Denise Richards
Género comédia
Música James L. Venable
Direção de arte William Heslup
Edição Malcolm Campbell
Jon Poll
Lançamento Estados Unidos 24 de outubro de 2003
Brasil 9 de janeiro de 2004[1]
Idioma inglês
Orçamento US$ 48 milhões
Receita US$ 220 673 217 milhões
Cronologia
Scary Movie 2
Scary Movie 4
Página no IMDb (em inglês)


Scary Movie 3 (no Brasil: Todo Mundo em Pânico 3 / em Portugal: Scary Movie 3 - Outro Susto de Filme) é a terceira sequência do filme Todo Mundo em Pânico. Como sempre o filme faz parodias com vários filmes (principalmente filmes do genêro terror) dessa vez com O Chamado, Sinais, Matrix e outros grandes sucessos de 2002.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ao investigar uma fita que mata a quem assiste em 7 dias, a jornalista Cindy Campbell (Anna Faris) e seu sobrinho Cody Campbell descobrem que a fita tem ligação com os estranhos sinais que aparecem na plantação de Tom Logam (Charlie Sheen) e que ela é a escolhida para acabar com a maldição da fita e de impedir a invasão alienigena na Terra. O filme ainda conta com a participação de Leslie Nielsen como presidente dos Estados Unidos. Além dos outros filmes citados, também faz paródia com o filme 8 Mile e Os outros. O filme abre com Katie (Jenny McCarthy) e Becca (Pamela Anderson) sendo vítimas de uma morte horrível e sobrenatural sete dias depois de assistir a uma fita de vídeo amaldiçoada. Eles morrem quando o televisor é ligado, por si só. Em uma fazenda nos arredores de Washington DC, um fazendeiro viúvo e ex-reverendo, Tom Logan (Charlie Sheen) e seu desajeitado irmão George (Simon Rex) estão andando pela fazenda quando descobrem um círculo.

O "círculo" é parte de uma grande seta esculpida no campo que apontam para a casa Logan e soletra "ataque aqui". Em Washington, Cindy Campbell, agora uma apresentadora, anuncia a notícia e depois tem uma discussão com seu chefe. Ele só quer histórias com sexo, violência e clima. Mais tarde, ela pega seu paranormalmente dotado sobrinho Cody (Drew Mikuska) da escola, onde sua melhor amiga, Brenda Meeks (Regina Hall) agora trabalha como professora e não é mais namorada de Ray Wilkins. George Logan chega para pegar sua sobrinha Sue, que está na mesma classe. George e Cindy se apaixonam instantaneamente e ele convida Cindy e Brenda para assistir a uma batalha de rap com o seus amigos Mahalik (Anthony Anderson) e CJ (Kevin Hart). Mais tarde, George compete e prova realmente ser muito talentoso. Mas devido a alguns erros não intencionais e racistas, ele é jogado para fora. Após a batalha, Brenda pergunta a Cindy se pode lhe fazer companhia, uma vez que ela assistiu a fita de vídeo amaldiçoada. Depois de pregar várias peças em Cindy, ela se senta para assistir televisão e é morta por Tabitha (Marny Eng), que sai da televisão.

George recebe um telefonema sobre a morte e Tom se encontra com Sayaman, que se desculpa pelo acidente envolvendo a esposa de Tom, Annie (Denise Richards). Durante o velório de Brenda, George e Mahalik causam estragos no corpo dela tentando trazê-la de volta à vida. Cindy decide assistir a fita e também é amaldiçoada. Ela chama George, CJ e Mahalik para obter ajuda. CJ lembra de sua tia Shaneequa, que pode ser capaz de ajudar. Tia Shaneequa (Queen Latifah) e seu marido, Orfeu (Eddie Griffin) concordam em assistir a fita. Shaneequa descobre a imagem escondida de um farol, que Cindy deve encontrar para resolver o mistério. Quando Cindy retorna para casa, ela descobre que Cody assistiu a fita, condenando-o a uma morte certa. De volta ao trabalho, Cindy procura fotos de faróis, antes de encontrar o caminho da fita. Desesperada para salvar a vida de Cody, Cindy tenta avisar todo mundo, inserindo uma mensagem no teleprompter, para que o âncora de telejornal leia, mas ela é interrompida por seu chefe e um zelador.

Os Logans descobrem que a mensagem é verdade, uma vez que encontraram um alienígena disfarçado de Michael Jackson, e Presidente Harris (Leslie Nielsen), que visita pessoalmente a fazenda para investigar os círculos nas plantações. Cindy vai ao farol, onde ela encontra The Architect (George Carlin). O velho explica a história por trás da fita assassina. Tabitha era adotada e má, quando sua mulher a afogou na fazenda, mas não antes que ela imprimisse seu mal na fita. Infelizmente, ele confundiu a fita do mal com uma cópia de Pootie Tang e ela retornou a Blockbuster vez, desencadeando a maldição. Cody está faltando. Cindy consegue localizá-lo na fazenda de Logan, onde ele se refugiou com George. A ordens de Tom, todos fogem para o porão com segurança. Ele, George e Mahalik continuam de fora para lutar contra os extraterrestres.

Os alienígenas chegam, mas revelam que eles são de fato amigáveis e vieram parar Tabitha, uma vez que acidentalmente assistiram a fita em uma transmissão que tinha interceptado, pensando que era Pootie Tang. No porão, Cindy encontra o poço onde Tabitha foi afogada. De repente, Tabitha aparece atrás dela. Uma pequena luta segue, e Tabitha faz de Cody seu refém. Cindy e George apelam, oferecendo-lhe um lugar em sua família. Tabitha parece aceitar a oferta, mas de repente brande uma faca afiada. Ela quase avança em Cindy e George, mas é acidentalmente atirada no poço pelo Presidente Harris. Os alienígenas os deixam em paz, e Cindy e George se casam. Deixando a fazenda para sua lua de mel, eles percebem que se esqueceram de levar Cody com eles, e o menino é atropelado por um carro enquanto os perseguia na estrada.

Paródias[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Scary Movie 3 tem recepção mista por parte da crítica profissional. No Rotten Tomatoes possui Tomatometer de 36% em base de 128 avaliações. Por parte da audiência do site, a pontuação é de 55%[3] Possui Metascore de 49% no Metacritic.[4]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data de Lançamento
 Malásia 23/10/2003
 Estados Unidos 24/10/2003
 Canadá 24/10/2003
 Islândia 31/10/2003
Filipinas 19/11/2003 (Manila)

10/12/2003 (Davao)

 Israel 20/11/2003
 Austrália 11/12/2003
 Nova Zelândia 11/12/2003
 Países Baixos 18/12/2003
 Bélgica 24/12/2003
 França 24/12/2003
 Panamá 25/12/2003
 Rússia 25/12/2003
Cazaquistão 26/12/2003
 Lituânia 26/12/2003
Suíça 31/12/2003

26/02/2004 (regiões de língua alemã)

 Dinamarca 02/01/2004
 Brasil 09/01/2004
 Chile 09/01/2004
 Noruega 09/01/2004
 Reino Unido 23/01/2004
 Irlanda 23/01/2004
 Estónia 30/01/2004
 Argentina 05/02/2004
 Portugal 05/02/2004
 Finlândia 06/02/2004
 Suécia 13/02/2004
 Itália 20/02/2004
 Peru 20/02/2004
África do Sul 20/02/2004
 Bahrein 25/02/2004
 Áustria 26/02/2004
 Alemanha 26/02/2004
 Croácia 26/02/2004
 Eslovênia 26/02/2004
 Grécia 05/03/2004
 Roménia 05/03/2004
 México 12/03/2004
 Venezuela 12/03/2004
 Polónia 19/03/2004
 Egito 24/03/2004
 República Checa 25/03/2004
 Hungria 01/04/2004
Flag of Spain.svg Espanha 02/04/2004
Kuwait 25/08/2004
 Japão 09/10/2004
 Coreia do Sul 15/09/2005

Continuado por[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Todo Mundo em Pânico 3 «Cinema em Cena» Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 14 de abril de 2013 
  2. «Todo Mundo em Pânico 3 (Scary Movie 3) - 2003». Consultado em 27 de dezembro de 2013 
  3. «Scary Movie 3 - Rotten Tomatoes» (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2013 
  4. «Scary Movie 3 Reviews - Metacritic» (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2013