Seleção Maldiva de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Maldivas
Football Association of Maldives.png
Alcunhas?  The Sea, Red Snapper
Associação Associação de Futebol das Maldivas
Confederação AFC (Ásia)
SAFF (Sul da Ásia)
Material desportivo?  Espanha Joma
Treinador Países Baixos Martin Koopman
Capitão Akram Abdul Ghanee
Mais participações Imran Mohamed (95)
Melhor marcador?  Ali Ashfaq (53)[1]
editar

A Seleção Maldiva de Futebol representa as Maldivas nas competições de futebol da FIFA. É uma seleção de história recente: fundada em 1982, filiou-se à FIFA em 1986. Manda seus jogos no Estádio Nacional (antigo Rasmee Dhandu Stadium), em Malé.

História[editar | editar código-fonte]

Os registros históricos do país atestam que o futebol começou a ser praticado na década de 1940, quando o local ainda era um protetorado britânico. No entanto, o primeiro jogo oficial da seleção do país aconteceu somente em 1979. No primeiro jogo, contra Seychelles, a equipe foi derrotada por 0 - 9.

Apesar da estréia pouco animadora, o governo de Maldivas fundou uma federação de futebol, visando o desenvolvimento do esporte para as gerações seguintes. Por influência dos turistas, o futebol, que já era muito praticado nas praias do país, se fortaleceu ainda mais e acabou por tornar-se o esporte mais popular do arquipélago.

Maldivas disputou seu primeiro torneio oficial de grande expressão em 1996, nas eliminatórias para a Copa da Ásia. No ano seguinte, em jogos válidos pelas eliminatórias para a Copa de 1998, realizou uma das piores campanhas já registradas na história: em seis jogos, a seleção sofreu 59 gols e não fez nenhum. Os resultados mais dilatados foram duas derrotas para a Síria por 0 - 12 e uma por 0 - 17 contra o Irã, que é, até hoje, a maior já sofrida pela seleção em toda a história.

Mesmo assim, o governo continuou a incentivar o desenvolvimento do futebol e a associação local firmou uma parceria com a Fifa. Com a verba destinada, a associação pôde investir em melhorias na infra-estrutura das instalações esportivas do país.[3]

Os investimentos foram recompensados: primeiramente conseguiu um surpreendente empate com a Coreia do Sul, nas eliminatórias para a Copa de 2006, conquistando também o terceiro lugar na AFC Challenge.

A Seleção de Maldivas é bicampeã da Suzuki Cup (2008 e 2018), um torneio realizado entre as seleções do Sul da Ásia e também a competição mais importante da região. O titulo mais recente foi em 2018 após vencer a Índia por 2 x 1.

Com a população local entusiasmada com o esporte e somando bons resultados em um período relativamente curto de existência, têm-se a esperança de que a seleção de Maldivas se desenvolva mais e alcance resultados ainda mais expressivos.

Campeonato local[editar | editar código-fonte]

O futebol no país ainda é semi-profissional e o título do campeonato local dá o direito de disputar a Copa AFC. Para ajudar no desenvolvimento do futebol, todos os times tem três jogadores estrangeiros.

Há dois torneios principais: a Liga de Maldivas e a FA Cup (disputado no sistema de Copa, esse torneio foi criado para possibilitar a participação de todos os clubes existentes no país, profissionais ou não, no cenário esportivo maldívio).

Desempenho em Copas do Mundo[editar | editar código-fonte]

Desempenho na Copa da Ásia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Roberto Mamrud. «Ali Ashfaq – Goals in International Matches». RSSSF. Consultado em 8 de janeiro de 2016 
  2. a b c «Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola» (em inglês). FIFA.com. 25 de agosto de 2022. Consultado em 27 de setembro de 2022 
  3. trivela