Seleção Seichelense de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Seychelles
Símbolo da seleção
Alcunhas?  Os piratas
Associação Federação Seichelense de Futebol
Confederação CAF
COSAFA
Material desportivo?  Alemanha Adidas
Treinador Seychelles Gavin Jeanne
Capitão Vincent Euphrasie
Melhor artilheiro Philip Zialor (11)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Seleção Seichelense de Futebol é controlada pela Federação Seichelense de Futebol e representa Seychelles nas competições de futebol da FIFA. O estádio da seleção Seichelense é o Stade Linité, com capacidade para 10.000 pessoas, situado em Victoria.

História[editar | editar código-fonte]

Sem nunca ter participado de Copas do Mundo ou de edições da Copa Africana de Nações, Seychelles realizaria sua primeira partida oficial em fevereiro de 1974, contra a Seleção de Reunião, que sagrou-se vencedora por 2 a 0.

Com o comando do técnico iugoslavo Vojo Gardašević, a seleção seichelense fez sua estreia nas eliminatórias para a Copa do Mundo em 2001. Philip Zialor fez o gol de Seychelles no empate contra a Namíbia por 1 a 1, no Stade Linité. No jogo de volta, a seleção acabou derrotada por 3-0, se despedindo da competição.

Já nas eliminatórias para a Copa de 2006, a seleção perdeu para a Zâmbia por 4 a 0 em casa, porém empatou fora de casa em 1 a 1, com o gol sendo marcado por Robert Suzete. A mais importante vitória da seleção de Seychelles em jogos oficiais foi sobre Zimbabué nas eliminatórias para a Copa Africana das Nações de 2004. Os autores dos gols foram os centroavantes Alpha Badé e Philip Zialor, na partida acabada em 2-1. Sob o comando de Dominique Bathenay (volante da Seleção Francesa na Copa de 1978), a seleção venceu a Eritreia por 1-0 graças a um gol de Roddy Victor. Ambas as vitórias foram na casa da seleção, no Stade Linité

A maior vitória dos "Piratas" ocorreu em 1979: um 9 a 0 sobre a Seleção das Ilhas Maldivas, em jogo realizado também na Ilha de Reunião; já sua maior derrota aconteceria contra Madagáscar: um 6 a 0 favorável aos Barea, em jogo realizado em Antananarivo, capital do país mandante.

Desempenho em Competições[editar | editar código-fonte]

Copa do Mundo[editar | editar código-fonte]

Campeonato Africano das Nações[editar | editar código-fonte]

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c FIFA.com (novembro de 2015). «Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola». Consultado em 11 de novembro de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]