Seleção Guineense de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Guiné-Bissau
Federação de Futebol da Guiné-Bissau.png
Alcunhas?  Djurtus (nome dado ao mabeco, na Guiné-Bissau)
Associação Federação de Futebol da Guiné-Bissau
Confederação CAF
Material desportivo?  Macron
Treinador Guiné-Bissau Baciro Cande
Capitão Zezinho
Mais participações Adelino Lopes (36)
Melhor artilheiro Cícero e Nando (6)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Seleção Guineense de Futebol representa a Guiné-Bissau nas competições de futebol da FIFA.

História[editar | editar código-fonte]

A equipe não possui nenhum jogador de renome internacional. Os mais conhecidos jogaram e jogam em equipas médias e de pequeno porte da ex-metrópole Portugal, com destaque para Bebiano Gomes, mais conhecido por Bio, que representou o Benfica nas camadas de formação de 1980 a 1983 e jogou em equipas do primeiro plano do futebol português, tais como: Farense, por empréstimo do Benfica (3 épocas- duas na Primeira Divisão e 1 na Segunda Divisão)- onde foi Campeão Nacional da Segunda Divisão em 1986, Penafiel (4 épocas - duas na Primeira e duas na Segunda), Tirsense (1 época- na Primeira Divisão), Beira-Mar (1 época na Primeira Divisão), Académico de Viseu (1 época na Segunda Divisão), internacional pela Seleção da Guiné-Bissau, atualmente a exercer advocacia e conhecido pela forma corajosa como defendeu os interesses do jogador de origem guineense e internacional português.

Bruma (que foi transferido do Sporting Clube de Portugal para o Galatasaray por €12.000.000,00),Sufrim Lopes, ex-jogador da Naval - também possui cidadania portuguesa - , Bocundji Ca (revelado pelo Nantes) - atual capitão do time - , Almami Moreira (ex-jogador de Boavista, Hamburgo, Dínamo de Moscou e Partizan de Belgrado) e Braíma Injai (que fez praticamente toda a carreira em Portugal) são outros jogadores conhecidos da Guiné-Bissau. Yannick Djaló, Nélson Gama e Éder, apesar de serem guineenses de nascimento, optaram por defender a Seleção Portuguesa.

Nunca participou da Copa do Mundo e, até 2015, da Copa das Nações Africanas, onde chegou a ser banida em 1998 por ter desistido das Eliminatórias da CAN de 1996 com as mesmas em andamento. Com a vitória por 3 a 2 sobre a Zâmbia, conquistou pela primeira vez a vaga para o torneio que será realizado em 2017 no Gabão, tornando-se o quarto país lusófono a participar da CAN (ou outros foram Angola, Cabo Verde e Moçambique). Seus resultados mais expressivos são na Copa Amílcar Cabral quando obteve o vice-campeonato da competição em 1983 e também obtendo por cinco vezes o quarto lugar em 1979, 1995, 2001, 2005 e 2007.

Em abril de 2016, a seleção guineense atingiu a sua melhor posição da história no Ranking Mundial da FIFA, chegando a 102ª posição.[2]

Histórico em Copas do Mundo[editar | editar código-fonte]

  • 1930 a 1994: não se inscreveu (até 1974 era colônia de Portugal)
  • 1998 a 2018: não se classificou

Histórico na Copa das Nações Africanas[editar | editar código-fonte]

  • 1957 a 1992: não se inscreveu (até 1974 era colônia de Portugal)
  • 1994: não se classificou
  • 1996: desistiu com as Eliminatórias em andamento
  • 1998: banida pela desistência em 1996
  • 2000: não se inscreveu
  • 2002: desistiu
  • 2004: desistiu
  • 2006: não se classificou
  • 2008: não se inscreveu
  • 2010 a 2015: não se classificou
  • 2017: Fase de Grupos
  • 2019: Fase de Grupos

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Os seguintes jogadores foram selecionados para as eliminatórias da CAN 2021 contra Suazilândia Eswatini e Congo Congo nos dias 13 e 17 de novembro de 2019

Atualizado até 13 de dezembro

Nome Posição Clube
Jonas Mendes Goleiro África do Sul Black Leopards
Rui Dabó Goleiro Portugal Armacenenses
Alberto Coly Goleiro Portugal Santarém
Mamadu Candé Defesa Portugal Santa Clara
Juary Soares Defesa Portugal Mafra
Rudinilson Silva Defesa Lituânia Kauno Žalgiris
Tomás Dabó Defesa Sérvia Sereď
Nanú Defesa Portugal Marítimo
Marcelo Djaló Defesa Espanha Lugo
Pelé Médio Inglaterra Reading
Sori Mané Médio Portugal Cova Piedade
Bura Médio Portugal Farense
João Jaquité Médio Portugal Tondela
Leonel Ucha Médio Portugal Torreense
Moreto Cassamá Médio França Reims
Cizario da Costa Médio Guiné-Bissau Benfica Bissau
Piqueti Djassi Avançado Egito Ismaily
Toni Silva Avançado Romênia Astra Giurgiu
João Mário Avançado Portugal Académico Viseu
Jorginho Avançado Bulgária Ludogorets
Joseph Mendes Avançado França Ajaccio
Mama Baldé Avançado França Dijon
Romário Baldé Avançado Polónia Lechia Gdańsk
Baciro Candé Treinador

Recordes[editar | editar código-fonte]

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c FIFA.com (novembro de 2015). «Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola». Consultado em 11 de novembro de 2015 
  2. GUINÉ-BISSAU BRILHA NO RANKING DA FIFA Pesquisa em 07/04/16